Governador Cid Gomes desmaia em convenção partidária e é levado ao HGF


Governador Cid Gomes desmaia em convenção partidária e é levado ao HGF

Desacordado, o governador chegou a ser carregado por José Albuquerque e Domingos Filho

Por Tribuna do Ceará em Ceará

22 de junho de 2014 às 14:18

Há 5 anos

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), desmaiou e vomitou neste domingo, durante convenção estadual do PDT, no ginásio do Clube do Náutico, no bairro Meireles. Desacordado, ele chegou a ser socorrido pelos pré-candidatos Domingos Filho e José Albuquerque – ambos do Pros. O primeiro atendimento foi feito pelo deputado estadual Lula Morais (PCdoB), que é médico. Testemunhas afirmaram que o governador estava trêmulo. O problema de saúde de Cid ocorreu no momento em que ele discursava. Antes do desmaio, sua voz ficou fraca e abafada.

Cid deixou o local desacordado, carregado por seguranças. Ele foi levado para o Hospital Geral de Fortaleza – HGF, gerido pelo Governo do Estado. Em nota, o hospital informou que Cid Gomes sofreu uma crise de hipotensão postural – uma queda na pressão arterial relacionada à mudança de postura. Segundo o Manual Merck de medicina, o problema ocorre geralmente quando o indivíduo se põe bruscamente na posição vertical (em pé), após período sentado ou deitado; e está relacionado ao acúmulo de sangue nos membros inferiores do corpo.

PRESSÃO ELEITORAL

O problema de saúde do governador ocorre em momento de tensão para ele e para seu grupo político. A seis meses do fim de seus oito anos como governador do Ceará, Cid se prepara para enfrentar uma disputa eleitoral acirrada, tendo como principal adversário o PMDB, seu antigo aliado, e que era um dos principais partidos da aliança governista. Faltando uma semana para o fim do prazo das convenções partidárias, Cid é o único governador do País que ainda não trabalha o nome de seu sucessor.

Em abril, o governador já havia registrado uma baixa de pressão arterial. O problema ocorreu durante seu discurso, em Limoeiro do Norte, na inauguração de uma policlínica no município. Minutos antes, o governador havia assistido a uma manifestação contra ele, feita por estudantes da rede estadual de ensino. Naquele momento, o governador avaliava a possibilidade de renunciar ao cargo para que seu irmão, Ciro Gomes, pudesse concorrer ao Senado – já que a lei eleitoral proíbe que parentes de gestores disputem mandatos majoritários.

Comentou-se, à época, que a suposta recusa do vice-governador Domingos Filho em assumir o mandato teria causado um impasse e demovido Cid da ideia. O governador negou que tenha acontecido algum desentendimento. Dias depois, por causa do problema de saúde, Cid Gomes anunciou que, devido a “sintomas de fragilidade na saúde”, tiraria licença por recomendação médica e que estaria “numa clínica, no Brasil, em tratamento intensivo”. O anúncio foi feito através do Facebook. Em maio de 2012, em Quixeramobim, ele teve outro momento de indisposição de saúde e foi transferido de helicóptero para o Hospital Geral de Fortaleza.

Neste domingo, Cid deu entrada na emergência comum do HGF, no início da tarde. Às 13h36, o Governo do Estado comunicou que Cid Gomes estava com a pressão arterial normalizada e que o paciente havia recebido alta. Cid deixou o hospital pela entrada de serviço, sem falar com a imprensa. Diversos aliados foram até o hospital acompanhar o atendimento do governador. Entre eles, seu irmão Ciro, o senador Inácio Arruda (PCdoB) e o deputado estadual Camilo Santana (PT), cotado como possível candidato ao governo do Estado.

IMAGENS:

Cid passa mal durante convenção do PDT, neste domingo, em Fortaleza
1/3

Cid passa mal durante convenção do PDT, neste domingo, em Fortaleza

Cid tem crise de pressão durante convenção do PDT, neste domingo, em Fortaleza – Foto: Tribuna do Ceará

Cid é socorrido por seguranças e aliados
2/3

Cid é socorrido por seguranças e aliados

Cid é socorrido por seguranças e aliados – Foto: Tribuna do Ceará.

Cid Gomes desmaia em convenção do PDT
3/3

Cid Gomes desmaia em convenção do PDT

Cid Gomes é amparado por aliados após passar mal em convenção do PDT – Foto: Tribuna do Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

Governador Cid Gomes desmaia em convenção partidária e é levado ao HGF

Desacordado, o governador chegou a ser carregado por José Albuquerque e Domingos Filho

Por Tribuna do Ceará em Ceará

22 de junho de 2014 às 14:18

Há 5 anos

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), desmaiou e vomitou neste domingo, durante convenção estadual do PDT, no ginásio do Clube do Náutico, no bairro Meireles. Desacordado, ele chegou a ser socorrido pelos pré-candidatos Domingos Filho e José Albuquerque – ambos do Pros. O primeiro atendimento foi feito pelo deputado estadual Lula Morais (PCdoB), que é médico. Testemunhas afirmaram que o governador estava trêmulo. O problema de saúde de Cid ocorreu no momento em que ele discursava. Antes do desmaio, sua voz ficou fraca e abafada.

Cid deixou o local desacordado, carregado por seguranças. Ele foi levado para o Hospital Geral de Fortaleza – HGF, gerido pelo Governo do Estado. Em nota, o hospital informou que Cid Gomes sofreu uma crise de hipotensão postural – uma queda na pressão arterial relacionada à mudança de postura. Segundo o Manual Merck de medicina, o problema ocorre geralmente quando o indivíduo se põe bruscamente na posição vertical (em pé), após período sentado ou deitado; e está relacionado ao acúmulo de sangue nos membros inferiores do corpo.

PRESSÃO ELEITORAL

O problema de saúde do governador ocorre em momento de tensão para ele e para seu grupo político. A seis meses do fim de seus oito anos como governador do Ceará, Cid se prepara para enfrentar uma disputa eleitoral acirrada, tendo como principal adversário o PMDB, seu antigo aliado, e que era um dos principais partidos da aliança governista. Faltando uma semana para o fim do prazo das convenções partidárias, Cid é o único governador do País que ainda não trabalha o nome de seu sucessor.

Em abril, o governador já havia registrado uma baixa de pressão arterial. O problema ocorreu durante seu discurso, em Limoeiro do Norte, na inauguração de uma policlínica no município. Minutos antes, o governador havia assistido a uma manifestação contra ele, feita por estudantes da rede estadual de ensino. Naquele momento, o governador avaliava a possibilidade de renunciar ao cargo para que seu irmão, Ciro Gomes, pudesse concorrer ao Senado – já que a lei eleitoral proíbe que parentes de gestores disputem mandatos majoritários.

Comentou-se, à época, que a suposta recusa do vice-governador Domingos Filho em assumir o mandato teria causado um impasse e demovido Cid da ideia. O governador negou que tenha acontecido algum desentendimento. Dias depois, por causa do problema de saúde, Cid Gomes anunciou que, devido a “sintomas de fragilidade na saúde”, tiraria licença por recomendação médica e que estaria “numa clínica, no Brasil, em tratamento intensivo”. O anúncio foi feito através do Facebook. Em maio de 2012, em Quixeramobim, ele teve outro momento de indisposição de saúde e foi transferido de helicóptero para o Hospital Geral de Fortaleza.

Neste domingo, Cid deu entrada na emergência comum do HGF, no início da tarde. Às 13h36, o Governo do Estado comunicou que Cid Gomes estava com a pressão arterial normalizada e que o paciente havia recebido alta. Cid deixou o hospital pela entrada de serviço, sem falar com a imprensa. Diversos aliados foram até o hospital acompanhar o atendimento do governador. Entre eles, seu irmão Ciro, o senador Inácio Arruda (PCdoB) e o deputado estadual Camilo Santana (PT), cotado como possível candidato ao governo do Estado.

IMAGENS:

Cid passa mal durante convenção do PDT, neste domingo, em Fortaleza
1/3

Cid passa mal durante convenção do PDT, neste domingo, em Fortaleza

Cid tem crise de pressão durante convenção do PDT, neste domingo, em Fortaleza – Foto: Tribuna do Ceará

Cid é socorrido por seguranças e aliados
2/3

Cid é socorrido por seguranças e aliados

Cid é socorrido por seguranças e aliados – Foto: Tribuna do Ceará.

Cid Gomes desmaia em convenção do PDT
3/3

Cid Gomes desmaia em convenção do PDT

Cid Gomes é amparado por aliados após passar mal em convenção do PDT – Foto: Tribuna do Ceará