Clínica da UFC oferece serviço de diagnóstico de doenças de plantas

SÁUDE DAS PLANTAS

Clínica da UFC oferece serviço gratuito de diagnóstico de doenças de plantas

O projeto oferece o serviço há quase 60 anos, para qualquer pessoa. Na Clínica, todas as espécies de plantas são avaliadas

Por Tribuna do Ceará em Ceará

8 de julho de 2018 às 07:00

Há 5 meses
Clínica das plantas, UFC

O serviço de diagnóstico de doença de plantas é oferecido há quase 60 anos pela UFC (FOTO: Jr. Panela/UFC)

Há quase 60 anos, a Clínica das Plantas, projeto de extensão da Universidade Federal do Ceará (UFC), realiza um trabalho de diagnóstico das doenças que podem afetar frutos, folhas, e que geralmente têm solução.

O serviço gratuito é oferecido preferencialmente aos pequenos produtores rurais que não podem pagar por uma análise especializada, com o objetivo de evitar prejuízos. Mas quem planta em casa também pode procurar o local, que fica no Campus do Pici, em Fortaleza.

Fungos, vermes, bactérias e até vírus podem afetar o crescimento das plantas. Na Clínica, todas as espécies de plantas são avaliadas. As amostras são levadas ao local, catalogadas num tipo de prontuário, onde são incluídas todas as informações a partir dos sintomas observados, podendo chegar até a uma avaliação microscópica para identificar o motivo dos problemas nas plantas. Além do diagnóstico, eles também recebem uma orientação para resolver o problema.

“A análise do material envolve diferentes técnicas de laboratório, como lupa, microscópio… A gente tenta identificar o sintoma da doença, tenta recuperar o fundo do tecido da planta se for fungo, se for bactéria, vírus, tentamos encontrar o patógeno dos sintomas com várias técnicas de laboratório, até mesmo análise de DNA”, disse Cristiano Lima, coordenador da Clínica das Plantas.

Se detectada rapidamente, aumenta a possibilidade de o agricultor recuperar o plantio ou até mesmo prevenir que a doença se espalhe. A dificuldade maior deles é justamente entender o que ocorre com as plantas.

“Depois de analisar o material, essas informações junto com as que o produtor forneceu, vamos comparar com o que está nos livros para fazer o diagnóstico. Quando a pessoa está interessada, liga para pedir mais informações. De um modo geral, o material é acondicionado em um isopor com gelo. Também recebemos amostras de pessoas da área urbana que têm problemas em jardins…”, explica Cristiano.

Do local, o agricultor familiar também pode sair com orientação sobre como proceder para tratar a doença no plantio. “Depois que é feito o diagnóstico, o resultado do exame é encaminhado para o produtor, falando a causa da doença. E havendo interesse do agricultor familiar em uma recomendação do controle, podemos fazer também, dar uma receita agronômica”.

Além do coordenador, dois técnicos de laboratório e estudantes colaboram com a Clínica das Plantas, criada pelo professor Júlio da Ponte, autor do livro “Clínica de Doença de Plantas”, que inspirou o projeto.

Clínica das Plantas
Serviço gratuito
Local: Campus do Pici, UFC – Avenida Humberto Monte, S/N – Fortaleza.

Publicidade

Dê sua opinião

SÁUDE DAS PLANTAS

Clínica da UFC oferece serviço gratuito de diagnóstico de doenças de plantas

O projeto oferece o serviço há quase 60 anos, para qualquer pessoa. Na Clínica, todas as espécies de plantas são avaliadas

Por Tribuna do Ceará em Ceará

8 de julho de 2018 às 07:00

Há 5 meses
Clínica das plantas, UFC

O serviço de diagnóstico de doença de plantas é oferecido há quase 60 anos pela UFC (FOTO: Jr. Panela/UFC)

Há quase 60 anos, a Clínica das Plantas, projeto de extensão da Universidade Federal do Ceará (UFC), realiza um trabalho de diagnóstico das doenças que podem afetar frutos, folhas, e que geralmente têm solução.

O serviço gratuito é oferecido preferencialmente aos pequenos produtores rurais que não podem pagar por uma análise especializada, com o objetivo de evitar prejuízos. Mas quem planta em casa também pode procurar o local, que fica no Campus do Pici, em Fortaleza.

Fungos, vermes, bactérias e até vírus podem afetar o crescimento das plantas. Na Clínica, todas as espécies de plantas são avaliadas. As amostras são levadas ao local, catalogadas num tipo de prontuário, onde são incluídas todas as informações a partir dos sintomas observados, podendo chegar até a uma avaliação microscópica para identificar o motivo dos problemas nas plantas. Além do diagnóstico, eles também recebem uma orientação para resolver o problema.

“A análise do material envolve diferentes técnicas de laboratório, como lupa, microscópio… A gente tenta identificar o sintoma da doença, tenta recuperar o fundo do tecido da planta se for fungo, se for bactéria, vírus, tentamos encontrar o patógeno dos sintomas com várias técnicas de laboratório, até mesmo análise de DNA”, disse Cristiano Lima, coordenador da Clínica das Plantas.

Se detectada rapidamente, aumenta a possibilidade de o agricultor recuperar o plantio ou até mesmo prevenir que a doença se espalhe. A dificuldade maior deles é justamente entender o que ocorre com as plantas.

“Depois de analisar o material, essas informações junto com as que o produtor forneceu, vamos comparar com o que está nos livros para fazer o diagnóstico. Quando a pessoa está interessada, liga para pedir mais informações. De um modo geral, o material é acondicionado em um isopor com gelo. Também recebemos amostras de pessoas da área urbana que têm problemas em jardins…”, explica Cristiano.

Do local, o agricultor familiar também pode sair com orientação sobre como proceder para tratar a doença no plantio. “Depois que é feito o diagnóstico, o resultado do exame é encaminhado para o produtor, falando a causa da doença. E havendo interesse do agricultor familiar em uma recomendação do controle, podemos fazer também, dar uma receita agronômica”.

Além do coordenador, dois técnicos de laboratório e estudantes colaboram com a Clínica das Plantas, criada pelo professor Júlio da Ponte, autor do livro “Clínica de Doença de Plantas”, que inspirou o projeto.

Clínica das Plantas
Serviço gratuito
Local: Campus do Pici, UFC – Avenida Humberto Monte, S/N – Fortaleza.