Chuva causa prejuízos em Tianguá: muros derrubados, túmulos expostos e carros levados pela água

TEMPORAL

Chuva causa prejuízos em Tianguá: muros derrubados, túmulos expostos e carros levados pela água

Moradores tiveram casas invadidas pela água. Uma oficina e um cemitério tiveram os muros derrubados. “Molhou sofá, carregou o carro do meu filho. Foi um desespero”

Por Jangadeiro FM em Ceará

8 de fevereiro de 2019 às 16:36

Há 2 meses
Em Tianguá, choveu 77 milímetros na última quarta-feira (FOTO: Reprodução/ Whatsapp)

Em Tianguá, foram 77 milímetros de chuva na última quarta-feira (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

A forte chuva que atingiu Tianguá, no interior do Ceará, causou grandes estragos na cidade. O temporal da última quarta-feira (6), de 77 milímetros da precipitação – que durou 40 minutos – gerou transtornos a moradores e comerciantes da região.

Durante toda a quinta-feira (7), homens e máquinas da Prefeitura de Tinguá trabalhavam na limpeza e desobstrução de ruas, que ficaram intransitáveis com a grande quantidade de entulho e pedras.

Segundo o prefeito de Tianguá, Geydson Aguiar, todas as medidas para minimizar os transtornos já foram tomadas. “Nós tomamos todas as providências de imediato. Estamos na fase final de conclusão do projeto de alargamento das galerias. De imediato, o que nós temos que fazer é com que a rua fique com condições de trafegabilidade”.

Raimundo Nonato teve o comércio invadido pela água e comenta que foi a primeira vez que viu a chuva causar grandes estragos. “Entrou quase meio metro. Fizeram esse serviço e deixaram a galeria no alto, ela tinha que ser por outro lado da BR. Tem uns 35 anos que eu moro em Tianguá e foi a primeira chuva que eu vi fazer estrago desse jeito aqui”.

O muro de uma oficina também foi levado pela enxurrada. Na quinta-feira (7), Antônio Ferreira acompanhava os trabalhos de pedreiros que contratou para reerguer o muro que foi destruído. “Foi muita água mesmo, aqui sempre teve esse problema, tem mais de 20 anos. Entra prefeito, sai prefeito, e a água vem lá pela BR, desses bairros do lado de lá, sempre fazendo esses estragos todos os anos”.

Outro muro que desabou foi o do cemitério da cidade, deixando túmulos expostos. Funcionários da prefeitura já estão trabalhando na construção do local. A moradora Maria do Socorro teve a casa inundada e relatou os prejuízos e o desespero do filho vendo seu carro ser arrastado pelas águas. “Molhou cômoda, sofá e carregou o carro do meu filho. Eu comecei a gritar quando vi meu filho com a água no umbigo. Foi um desespero“.

Granja, região norte do Ceará, também foi afetado por uma forte chuva. A precipitação da última quarta-feira (6), de 108 milímetros causou deslizamentos de terra, deixou estradas do município destruídas e casas alagadas. Pelo menos cinco bairros foram prejudicados, e os moradores devem receber apoio da secretaria de ação social.

Confira matéria de Wagner Teles, da Rede Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

TEMPORAL

Chuva causa prejuízos em Tianguá: muros derrubados, túmulos expostos e carros levados pela água

Moradores tiveram casas invadidas pela água. Uma oficina e um cemitério tiveram os muros derrubados. “Molhou sofá, carregou o carro do meu filho. Foi um desespero”

Por Jangadeiro FM em Ceará

8 de fevereiro de 2019 às 16:36

Há 2 meses
Em Tianguá, choveu 77 milímetros na última quarta-feira (FOTO: Reprodução/ Whatsapp)

Em Tianguá, foram 77 milímetros de chuva na última quarta-feira (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

A forte chuva que atingiu Tianguá, no interior do Ceará, causou grandes estragos na cidade. O temporal da última quarta-feira (6), de 77 milímetros da precipitação – que durou 40 minutos – gerou transtornos a moradores e comerciantes da região.

Durante toda a quinta-feira (7), homens e máquinas da Prefeitura de Tinguá trabalhavam na limpeza e desobstrução de ruas, que ficaram intransitáveis com a grande quantidade de entulho e pedras.

Segundo o prefeito de Tianguá, Geydson Aguiar, todas as medidas para minimizar os transtornos já foram tomadas. “Nós tomamos todas as providências de imediato. Estamos na fase final de conclusão do projeto de alargamento das galerias. De imediato, o que nós temos que fazer é com que a rua fique com condições de trafegabilidade”.

Raimundo Nonato teve o comércio invadido pela água e comenta que foi a primeira vez que viu a chuva causar grandes estragos. “Entrou quase meio metro. Fizeram esse serviço e deixaram a galeria no alto, ela tinha que ser por outro lado da BR. Tem uns 35 anos que eu moro em Tianguá e foi a primeira chuva que eu vi fazer estrago desse jeito aqui”.

O muro de uma oficina também foi levado pela enxurrada. Na quinta-feira (7), Antônio Ferreira acompanhava os trabalhos de pedreiros que contratou para reerguer o muro que foi destruído. “Foi muita água mesmo, aqui sempre teve esse problema, tem mais de 20 anos. Entra prefeito, sai prefeito, e a água vem lá pela BR, desses bairros do lado de lá, sempre fazendo esses estragos todos os anos”.

Outro muro que desabou foi o do cemitério da cidade, deixando túmulos expostos. Funcionários da prefeitura já estão trabalhando na construção do local. A moradora Maria do Socorro teve a casa inundada e relatou os prejuízos e o desespero do filho vendo seu carro ser arrastado pelas águas. “Molhou cômoda, sofá e carregou o carro do meu filho. Eu comecei a gritar quando vi meu filho com a água no umbigo. Foi um desespero“.

Granja, região norte do Ceará, também foi afetado por uma forte chuva. A precipitação da última quarta-feira (6), de 108 milímetros causou deslizamentos de terra, deixou estradas do município destruídas e casas alagadas. Pelo menos cinco bairros foram prejudicados, e os moradores devem receber apoio da secretaria de ação social.

Confira matéria de Wagner Teles, da Rede Jangadeiro FM: