Chacina em Quiterianópolis deixa três mortos da mesma família

7ª CHACINA NO CEARÁ

Chacina em Quiterianópolis deixa três mortos da mesma família

A chacina em Quiterianópolis é a segunda no Ceará em dois dias consecutivos; na sexta-feira, cinco pessoas foram mortas em Palmácia

Por Tribuna do Ceará em Ceará

14 de julho de 2018 às 11:27

Há 11 meses
Chacina em Quiterianópolis fez quatro vítimas. (Foto: Blog do Amaury Alencar)

Chacina em Quiterianópolis fez quatro vítimas. (Foto: Blog do Amaury Alencar)

Atualizada às 13h

A segunda chacina no Ceará em dois dias consecutivos resultou na morte de dois irmãos gêmeos e um tio na cidade de Quiterianópolis, a 410 quilômetros de Fortaleza. O crime teria acontecido por volta das 6 horas da manhã. A Polícia Civil de Tauá está na localidade de São Francisco, na zona rural, investigando o crime.

Errata: A primeira versão dessa matéria dizia que a mãe dos gêmeos também havia sido morta. O correto é que ela foi socorrida em estado grave para um hospital e não há outras informações sobre seu estado de saúde.

Segundo informações preliminares, a família estava em um curral da fazenda quando foram surpreendidos pelos criminosos. Eles teriam obrigado as vítimas a entrarem no carro e, em um trecho da estrada vicinal, todos foram baleados. Os suspeitos teriam fugido em uma caminhonete modelo Triton.

A mãe ainda foi socorrida para um hospital. Os gêmeos seriam filhos de homem que foi assassinado há alguns meses no município.

Chacina em Palmácia

Na manhã da sexta-feira (13), por volta de 4h30 da manhã, homens armados e encapuzados invadiram uma casa no alto de uma serra, localizada no município de Palmácia, na localidade de Cafundó.

Na residência, cinco pessoas foram abordadas pelos criminosos que buscavam por um homem que, supostamente, se encontra foragido da polícia acusado de estupro. Os assassinos deixaram um adolescente fugir e amarraram os outros quatro homens que estavam na casa.

As vítimas foram arrastadas por 300 m até as margens de uma via, local em que foram torturadas e assassinadas com disparos de arma de fogo. O filho de uma das vítimas tentou impedir o crime, mas também foi assassinado.

Três pessoas foram presas acusadas de participarem da chacina.

Esta é a sétima chacina apenas em 2018, no Ceará. Ao todo, 47 pessoas foram assassinadas.
– Chacina de Maranguape (7 de janeiro – 4 mortos)
Chacina das Cajazeiras (27 de janeiro – 14 mortos)
– Chacina de Itapajé (29 de janeiro – 10 mortos)
Chacina do Benfica (9 de março – 7 mortos)
– Chacina de Quixeramobim (28 de junho – 4 mortos)
– Chacina da Palmácia (13 de julho – 5 mortos)

Publicidade

Dê sua opinião

7ª CHACINA NO CEARÁ

Chacina em Quiterianópolis deixa três mortos da mesma família

A chacina em Quiterianópolis é a segunda no Ceará em dois dias consecutivos; na sexta-feira, cinco pessoas foram mortas em Palmácia

Por Tribuna do Ceará em Ceará

14 de julho de 2018 às 11:27

Há 11 meses
Chacina em Quiterianópolis fez quatro vítimas. (Foto: Blog do Amaury Alencar)

Chacina em Quiterianópolis fez quatro vítimas. (Foto: Blog do Amaury Alencar)

Atualizada às 13h

A segunda chacina no Ceará em dois dias consecutivos resultou na morte de dois irmãos gêmeos e um tio na cidade de Quiterianópolis, a 410 quilômetros de Fortaleza. O crime teria acontecido por volta das 6 horas da manhã. A Polícia Civil de Tauá está na localidade de São Francisco, na zona rural, investigando o crime.

Errata: A primeira versão dessa matéria dizia que a mãe dos gêmeos também havia sido morta. O correto é que ela foi socorrida em estado grave para um hospital e não há outras informações sobre seu estado de saúde.

Segundo informações preliminares, a família estava em um curral da fazenda quando foram surpreendidos pelos criminosos. Eles teriam obrigado as vítimas a entrarem no carro e, em um trecho da estrada vicinal, todos foram baleados. Os suspeitos teriam fugido em uma caminhonete modelo Triton.

A mãe ainda foi socorrida para um hospital. Os gêmeos seriam filhos de homem que foi assassinado há alguns meses no município.

Chacina em Palmácia

Na manhã da sexta-feira (13), por volta de 4h30 da manhã, homens armados e encapuzados invadiram uma casa no alto de uma serra, localizada no município de Palmácia, na localidade de Cafundó.

Na residência, cinco pessoas foram abordadas pelos criminosos que buscavam por um homem que, supostamente, se encontra foragido da polícia acusado de estupro. Os assassinos deixaram um adolescente fugir e amarraram os outros quatro homens que estavam na casa.

As vítimas foram arrastadas por 300 m até as margens de uma via, local em que foram torturadas e assassinadas com disparos de arma de fogo. O filho de uma das vítimas tentou impedir o crime, mas também foi assassinado.

Três pessoas foram presas acusadas de participarem da chacina.

Esta é a sétima chacina apenas em 2018, no Ceará. Ao todo, 47 pessoas foram assassinadas.
– Chacina de Maranguape (7 de janeiro – 4 mortos)
Chacina das Cajazeiras (27 de janeiro – 14 mortos)
– Chacina de Itapajé (29 de janeiro – 10 mortos)
Chacina do Benfica (9 de março – 7 mortos)
– Chacina de Quixeramobim (28 de junho – 4 mortos)
– Chacina da Palmácia (13 de julho – 5 mortos)