Cearenses que sobreviveram ao naufrágio na Itália chegam a Fortaleza nesta segunda - Noticias


Cearenses que sobreviveram ao naufrágio na Itália chegam a Fortaleza nesta segunda

Os 17 cearenses de uma mesma família e outros 34 brasileiros que sobreviveram ao naufrágio na Itália devem retornar ainda neste domingo (15) ao Brasil, segundo informou o cônsul geral-adjunto em Milão, Antônio Luz. Os fortalezenses, no entanto, só devem chegar à Capital cearense nesta segunda-feira (16), pois primeiro vão para Recife

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

15 de janeiro de 2012 às 14:37

Há 7 anos

Os 17 cearenses de uma mesma família e outros 34 brasileiros que sobreviveram ao naufrágio na Itália devem chegar ainda neste domingo (15) ao Brasil, segundo o cônsul geral-adjunto em Milão, Antônio Luz. Os fortalezenses, no entanto, só devem chegar à Capital cearense na manhã desta segunda-feira (16), pois primeiro vão para Recife.

A família estava em Milão e partiu para Lisboa, em Portugal, de onde embarcou com destino a Recife. O voo está previsto para chegar na noite deste domingo (15) à Capital pernambucana, onde os cearenses devem passar a noite e só seguir para Fortaleza na manhã desta segunda-feira (16).

O navio Costa Condordia levava mais de 4,2 mil pessoas e naufragou nesta sexta (13) próximo à ilha de Giglio, na Itália

Documentos perdidos

De acordo com o cônsul geral-adjunto, 26 brasileiros perderam os documentos e procuraram o consulado brasileiro em Milão neste sábado (14), dos quais 24 receberam a Autorização de Retorno Ao Brasil (ARB). Outros dois preferiram esperar até segunda-feira (15), para emitir novos passaportes e seguir viagem pela Europa.

O navio Costa Concordia levava mais de 4,2 mil pessoas e naufragou nesta sexta (13) próximo à ilha de Giglio, na Itália. Inicialmente, as autoridades locais divulgaram que pelo menos seis pessoas haviam morrido, mas, até a tarde deste domingo (15), somente cinco corpos haviam sido resgatados. Segundo o Itamaraty, todos os brasileiros sobreviveram.

Redação Jangadeiro Online, com informações da Agência Brasil e de parentes da família cearense

Publicidade

Dê sua opinião

Cearenses que sobreviveram ao naufrágio na Itália chegam a Fortaleza nesta segunda

Os 17 cearenses de uma mesma família e outros 34 brasileiros que sobreviveram ao naufrágio na Itália devem retornar ainda neste domingo (15) ao Brasil, segundo informou o cônsul geral-adjunto em Milão, Antônio Luz. Os fortalezenses, no entanto, só devem chegar à Capital cearense nesta segunda-feira (16), pois primeiro vão para Recife

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Ceará

15 de janeiro de 2012 às 14:37

Há 7 anos

Os 17 cearenses de uma mesma família e outros 34 brasileiros que sobreviveram ao naufrágio na Itália devem chegar ainda neste domingo (15) ao Brasil, segundo o cônsul geral-adjunto em Milão, Antônio Luz. Os fortalezenses, no entanto, só devem chegar à Capital cearense na manhã desta segunda-feira (16), pois primeiro vão para Recife.

A família estava em Milão e partiu para Lisboa, em Portugal, de onde embarcou com destino a Recife. O voo está previsto para chegar na noite deste domingo (15) à Capital pernambucana, onde os cearenses devem passar a noite e só seguir para Fortaleza na manhã desta segunda-feira (16).

O navio Costa Condordia levava mais de 4,2 mil pessoas e naufragou nesta sexta (13) próximo à ilha de Giglio, na Itália

Documentos perdidos

De acordo com o cônsul geral-adjunto, 26 brasileiros perderam os documentos e procuraram o consulado brasileiro em Milão neste sábado (14), dos quais 24 receberam a Autorização de Retorno Ao Brasil (ARB). Outros dois preferiram esperar até segunda-feira (15), para emitir novos passaportes e seguir viagem pela Europa.

O navio Costa Concordia levava mais de 4,2 mil pessoas e naufragou nesta sexta (13) próximo à ilha de Giglio, na Itália. Inicialmente, as autoridades locais divulgaram que pelo menos seis pessoas haviam morrido, mas, até a tarde deste domingo (15), somente cinco corpos haviam sido resgatados. Segundo o Itamaraty, todos os brasileiros sobreviveram.

Redação Jangadeiro Online, com informações da Agência Brasil e de parentes da família cearense