Ceará volta a registrar caso de vírus da peste suína após quase 12 anos

ALERTA

Ceará volta a registrar caso de vírus da peste suína após quase 12 anos

A doença causa febre, paralisia nas patas traseiras e manchas avermelhadas no suíno. A área foi rapidamente isolada

Por Tribuna Bandnews FM em Ceará

10 de outubro de 2018 às 15:14

Há 2 meses
porcos

Ceará volta a registrar peste suína. (FOTO: Freepik)

Sem registrar casos há quase 12 anos no Ceará, o vírus da peste suína foi diagnosticado em um rebanho de porcos, na cidade de Forquilha, a 208 km de Fortaleza. A doença causa febre, paralisia nas patas traseiras e manchas avermelhadas no suíno.

A área foi rapidamente isolada por técnicos do Ministério da Agricultura. A Prefeitura da cidade espera que a população denuncie novos casos.

O presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Estado do Ceará, Paulo Helder, informou que, logo após a descoberta do caso, foi feito um isolamento da área.

“Na hora que foi confirmado, já foi feito um grupo de trabalho. Vieram pessoas do Ministério da Agricultura, de Brasília, junto com a delegacia aqui, se deslocaram para poder fazer o isolamento da fazenda onde tem esses animais, num raio de 10km, para não haver afetação de suínos de um local para outro e estão acompanhando para ver se surge mais alguma coisa”, disse o presidente.

A entidade disse ainda que já dialoga com associações semelhantes de outros estados para o auxílio na indenização para produtores que tiveram animais infectados.

Enquanto isso, a Associação Brasileira também preocupada com o efeito que pode trazer para a suínocultura nacional, começou também a trabalhar junto, principalmente àqueles estados produtores como RS e SC, e conseguiu junto com esses dois estados um recurso necessário para que esses animais fossem sacrificados”, disse Paulo Helder.

A doença não causa risco ao ser humano pois logo que a peste se manifesta no animal, o vírus fica isolado.

“Primeiro porque o animal não tem condições de ser abatido para consumo humano. Quando ele apresenta, é rapidamente… Ele não passa em nenhuma inspeção. Não tem perigo algum para o ser humano. O prejuízo é para a parte produtiva na linha de insumos”, explicou Paulo Helder.

A produção da Tribuna Band News entrou em contato com a Adagri, que já está visitando outras propriedades em Forquilha e também investigando de onde veio os animais doentes, mas não obteve resposta.

A Prefeitura Municipal de Forquilha emitiu nota comentando o caso. Na publicação, a prefeitura informa que recebeu a denúncia e que conta com a população para que possíveis focos da Peste Suína.

Forquilha, suíno

Nota da Prefeitura Municipal de Forquilha. (Foto: Divulgação)

Publicidade

Dê sua opinião

ALERTA

Ceará volta a registrar caso de vírus da peste suína após quase 12 anos

A doença causa febre, paralisia nas patas traseiras e manchas avermelhadas no suíno. A área foi rapidamente isolada

Por Tribuna Bandnews FM em Ceará

10 de outubro de 2018 às 15:14

Há 2 meses
porcos

Ceará volta a registrar peste suína. (FOTO: Freepik)

Sem registrar casos há quase 12 anos no Ceará, o vírus da peste suína foi diagnosticado em um rebanho de porcos, na cidade de Forquilha, a 208 km de Fortaleza. A doença causa febre, paralisia nas patas traseiras e manchas avermelhadas no suíno.

A área foi rapidamente isolada por técnicos do Ministério da Agricultura. A Prefeitura da cidade espera que a população denuncie novos casos.

O presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Estado do Ceará, Paulo Helder, informou que, logo após a descoberta do caso, foi feito um isolamento da área.

“Na hora que foi confirmado, já foi feito um grupo de trabalho. Vieram pessoas do Ministério da Agricultura, de Brasília, junto com a delegacia aqui, se deslocaram para poder fazer o isolamento da fazenda onde tem esses animais, num raio de 10km, para não haver afetação de suínos de um local para outro e estão acompanhando para ver se surge mais alguma coisa”, disse o presidente.

A entidade disse ainda que já dialoga com associações semelhantes de outros estados para o auxílio na indenização para produtores que tiveram animais infectados.

Enquanto isso, a Associação Brasileira também preocupada com o efeito que pode trazer para a suínocultura nacional, começou também a trabalhar junto, principalmente àqueles estados produtores como RS e SC, e conseguiu junto com esses dois estados um recurso necessário para que esses animais fossem sacrificados”, disse Paulo Helder.

A doença não causa risco ao ser humano pois logo que a peste se manifesta no animal, o vírus fica isolado.

“Primeiro porque o animal não tem condições de ser abatido para consumo humano. Quando ele apresenta, é rapidamente… Ele não passa em nenhuma inspeção. Não tem perigo algum para o ser humano. O prejuízo é para a parte produtiva na linha de insumos”, explicou Paulo Helder.

A produção da Tribuna Band News entrou em contato com a Adagri, que já está visitando outras propriedades em Forquilha e também investigando de onde veio os animais doentes, mas não obteve resposta.

A Prefeitura Municipal de Forquilha emitiu nota comentando o caso. Na publicação, a prefeitura informa que recebeu a denúncia e que conta com a população para que possíveis focos da Peste Suína.

Forquilha, suíno

Nota da Prefeitura Municipal de Forquilha. (Foto: Divulgação)