Aneel divulga tarifa de energia residencial com desconto


Aneel divulga tarifa de energia residencial com desconto

As reduções variam de 18% a 25%, dependendo da concessionária

Por Tribuna do Ceará em Ceará

7 de Fevereiro de 2013 às 17:57

Há 5 anos

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta quinta-feira (7) a lista atualizada das tarifas residenciais de energia, com o desconto determinado pelo governo federal em 24 de janeiro. As reduções variam de 18% a 25%, dependendo da concessionária.

No Ceará, o valor estabelecido pela Coelce será de 0,29815 R$/kWh. A vigência do valor teve início no dia 24 de janeiro de 2013 e vai até 21 de abril do mesmo ano.

Os valores não contemplam tributos e outros itens que fazem parte da conta de luz, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a Taxa de Iluminação Pública. A redução é resultado da renovação das concessões de transmissão e geração de energia que venceriam a partir de 2015, e da redução de encargos sobre a conta de luz.

O efeito médio da redução é 20,2%. Para os consumidores residenciais a redução mínima é 18% e, para as indústrias, o desconto pode alcançar 32%.

Publicidade

Dê sua opinião

Aneel divulga tarifa de energia residencial com desconto

As reduções variam de 18% a 25%, dependendo da concessionária

Por Tribuna do Ceará em Ceará

7 de Fevereiro de 2013 às 17:57

Há 5 anos

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta quinta-feira (7) a lista atualizada das tarifas residenciais de energia, com o desconto determinado pelo governo federal em 24 de janeiro. As reduções variam de 18% a 25%, dependendo da concessionária.

No Ceará, o valor estabelecido pela Coelce será de 0,29815 R$/kWh. A vigência do valor teve início no dia 24 de janeiro de 2013 e vai até 21 de abril do mesmo ano.

Os valores não contemplam tributos e outros itens que fazem parte da conta de luz, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e a Taxa de Iluminação Pública. A redução é resultado da renovação das concessões de transmissão e geração de energia que venceriam a partir de 2015, e da redução de encargos sobre a conta de luz.

O efeito médio da redução é 20,2%. Para os consumidores residenciais a redução mínima é 18% e, para as indústrias, o desconto pode alcançar 32%.