Açude de Baturité que secou em 2 dias atinge volume máximo e volta a sangrar

ALEGRIA

Açude de Baturité que secou em 2 dias atinge volume máximo e volta a sangrar

Além do Tijuquinha, mais 11 açudes cearenses também atingiram sua capacidade máxima e sangraram em 2017

Por Lyvia Rocha em Ceará

9 de Maio de 2017 às 14:41

Há 7 meses
O açude atingiu o volume máximo (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O açude atingiu o volume máximo (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O açude Tijuquinha, localizado em Baturité, sangrou nesta terça-feira (9) e atingiu seu volume máximo, segundo dados do Portal Hidrológico do Ceará. O volume de 100% já tinha sido atingido também no mês de abril, e o açude sempre esteve com o volume acima de 90% nesse período da quadra chuvosa.

Além do Tijuquinha, outros 11 açudes cearenses também estão com sua capacidade máxima. São eles: Acaraú Mirim (Massapê), Caldeirões (Saboeiro), Valério (Altaneira), Maranguapinho (Maranguape), São Pedro Timbaúba (Miraíma), Itaúna (Granja) e Itapebussu (Maranguape) e Cauipe (Caucaia).

No dia 21 de março, o açude de Baturité – dois dias após ultrapassar sua capacidade máxima e transbordar no dia 15 de março – secou e ficou com pouco mais de 13% da sua capacidade total. A explicação foi um desassoreamento solicitado à Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) pela Prefeitura de Baturité.

O processo é feito para tentar melhorar a qualidade da água e retirar o máximo possível de lama, liberando-a por uma descarga de fundo já existente. Segundo a Cogerh, devido ao Tijuquinha ser localizado na serra, ele tem um assoreamento muito intenso, o que ocupa volume no açude.

Publicidade

Dê sua opinião

ALEGRIA

Açude de Baturité que secou em 2 dias atinge volume máximo e volta a sangrar

Além do Tijuquinha, mais 11 açudes cearenses também atingiram sua capacidade máxima e sangraram em 2017

Por Lyvia Rocha em Ceará

9 de Maio de 2017 às 14:41

Há 7 meses
O açude atingiu o volume máximo (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O açude atingiu o volume máximo (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O açude Tijuquinha, localizado em Baturité, sangrou nesta terça-feira (9) e atingiu seu volume máximo, segundo dados do Portal Hidrológico do Ceará. O volume de 100% já tinha sido atingido também no mês de abril, e o açude sempre esteve com o volume acima de 90% nesse período da quadra chuvosa.

Além do Tijuquinha, outros 11 açudes cearenses também estão com sua capacidade máxima. São eles: Acaraú Mirim (Massapê), Caldeirões (Saboeiro), Valério (Altaneira), Maranguapinho (Maranguape), São Pedro Timbaúba (Miraíma), Itaúna (Granja) e Itapebussu (Maranguape) e Cauipe (Caucaia).

No dia 21 de março, o açude de Baturité – dois dias após ultrapassar sua capacidade máxima e transbordar no dia 15 de março – secou e ficou com pouco mais de 13% da sua capacidade total. A explicação foi um desassoreamento solicitado à Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) pela Prefeitura de Baturité.

O processo é feito para tentar melhorar a qualidade da água e retirar o máximo possível de lama, liberando-a por uma descarga de fundo já existente. Segundo a Cogerh, devido ao Tijuquinha ser localizado na serra, ele tem um assoreamento muito intenso, o que ocupa volume no açude.