Futebol

Estádios da capital podem ter cadastro biométrico para ajudar na segurança local

A medida quer garantir mais segurança aos torcedores FOTO: Lucas Catrib/Arquivo)
A medida quer garantir mais segurança aos torcedores FOTO: Lucas Catrib/Arquivo)

Em uma reunião nesta segunda-feira (12), o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e o governador do Estado, Camilo Santana, trataram sobre a segurança nos estádios do Ceará.

A reunião aconteceu dois dias após a chacina do Benfica, que vitimou sete pessoas, entre elas garotos que estavam vestidos com camisas de uma torcida organizada.

O gestor municipal sugeriu um registro com biometria para conseguir monitorar quem faz vandalismo nos estádios e proteger os torcedores.

“A ideia é ter o registro biométrico do torcedor que acessa o estádio. A gente, com isso, acaba garantindo mais segurança para quem está dentro do estádio e também uma segurança indireta para fora do estádio. A gente vai saber se, eventualmente, alguém com mandado (de prisão) em aberto, alguém que oferece algum tipo de risco à sociedade, tem o interesse de entrar no estádio. Vamos cadastrar todo mundo.

O prefeito ainda comentou sobre a tecnologia que já existe com o cadastro do Bilhete Único e que isso poderia ser utilizado para os estádios. “A Etufor tem o cadastro de 1,1 milhão de pessoas pelo Bilhete Único, que tem uma tecnologia fácil e rápida que é a biometria facial; temos pontos de cadastramento na cidade; vamos agora estudar a implantação disso com órgãos de segurança, de como e quando a gente pode operacionalizar, o mais rápido possível, esse cadastramento (dos torcedores) e a entrada com registro biométrico de todos que chegam ao Castelão e ao Presidente Vargas”, completou o prefeito Roberto Cláudio.

Durante a reunião, o prefeito disse que os agentes de fiscalização do município irão intensificar as ações para evitar o comércio irregular realizado no entorno dos estádios. A ideia é que os fiscais trabalhem em conjunto do a Polícia Militar para que somente os ambulantes cadastrados possam atuar.

Outra decisão que foi tomada entre o governador e o prefeito é a criação do cadastro de todos os torcedores que vão acessar os estádios de futebol. A intenção é disponibilizar a tecnologia e o banco de dados do Bilhete Único para agilizar a criação desse novo banco de dados. A ideia é de que, em 30 dias, seja possível disponibilizar a tecnologia para implantar as câmeras na entrada dos estádios de futebol.

Tags
biometria segurança torcida