Fortaleza

Reis do Clássico: A marca na batida do funk e da bola – “uh, terror, Clodoaldo é matador”

Clodoaldo é o terceiro personagem da série "Reis do Clássico". (Foto: Reprodução)
Clodoaldo é o terceiro personagem da série “Reis do Clássico”. (Foto: Reprodução)

A batida do funk puxa o côro: “uh, terror, Clodoaldo é matador”. Em campo, era como se as peças se encaixassem. O pé golpeava a bola da maneira mais sutil que podia existir, por elevação. Uma rápida viagem que acabava com o descanso da rede. Assim era o meia-atacante do Fortaleza, terceiro personagem da série Reis do Clássico, do Futebolês.

Leia também: Mota, de torcedor a jogador, o atacante que fez história
Rinaldo, o ‘homem-raio’, relembra os gols pelo Fortaleza no Clássico-Rei

“Sempre a torcida cantava o rap do Clodoaldo. Eu me arrepiava bastante, não tinha como eu não jogar bem, acho que eu sentia aquela motivação vinda do torcedor, aquele carinho que tinham por mim”, relembra.

A vítima preferida do “matador” era o arquirrival Ceará. “Podia perder pra todo mundo, menos para o Ceará”, garante.

Ao longo dos anos, Clodoaldo viu nascer uma geração de torcedores que assista maravilhada às traquinagens daquele camisa 10 e uma geração tricolor que se acostumou a vencer.

A história completa desse Rei do Clássico você confere na reportagem do Futebolês:

 

Tags
Clodoaldo Fortaleza futebolês Reis do Clássico