Ceará

Ceará vence Chapecoense e está fora da zona de rebaixamento

(FOTO: Xandy Rodrigues) Arthur marca o gol da virada

No duelo protagonizado por Ceará e Chapecoense, na noite deste domingo (30), na Arena Castelão, deu Vovô no confronto direto. A partida terminou três a um para o Alvinegro e foi válida pela 27ª rodada da série A do Brasileirão. Os gols de Valdo, Arthur e Leandro Carvalho colocaram a equipe cearense na 15ª posição. Doffo marcou para a Chape.

O time visitante não se intimidou e tomou as ações do jogo. Nos dez minutos iniciais conseguiu atacar quatro vezes com certo perigo. A Chape alcançou 85% de posse de bola e cobrou dois escanteios nesse tempo.

A primeira finalização alvinegra se deu somente quando já eram jogados 12 minutos. Calysson arriscou de fora da área e mandou para longe da meta. Quatro minutos depois,. de maneira semelhante, Richardson também arriscou da intermediária e a bola tomou o mesmo rumo.

Depois dessas investidas, o jogo se efetivou pelo meio da campo. A bola passava de uma intermediária a outra. O lançamentos longos foram escolhas das duas equipes. Juninho Quixadá foi quem quebrou essa série de jogadas improdutivas com duas jogadas individuais, mas finalizando sem força e no meio do gol em ambas. Já era metade da etapa inicial.

A Chapecoense conseguiu converter a maior posse de bola e numero de finalizações em gol. O time visitante abriu o placar aos 34 minutos de jogo. Doffo aproveitou uma rebatida do goleiro Éverson para o meio da área, que tentou antecipar um cruzamento feito na esquerda de ataque catarinense.

O Ceará só respondeu aos 40 minutos com uma cabeçada de Arthur, mas defendida pelo goleiro alviverde mandando para escanteio. Os instantes finais do primeiro tempo, que foi foi acrescido até os 50 minutos, foram de uma pressão alvinegra improdutiva. O Vovô foi para o intervalo atrás no placar.

Pressão e Virada

A toada voltou com o Ceará do vestiário, mas num contra ataque a equipe de Chapecó quase aumentou. Em nova intervenção errada do goleiro Éverson que saiu como líbero, deixando o gol aberto. O zagueiro Valdo tirou em cima da linha. E foi ele quem empatou, aos 10 minutos, numa bola escorada pelo Arthur numa jogada de bola parada.

O centroavante marcou o gol da virada para o Vovô logo depois, aos 13 minutos. Ele entrou em diagonal pelo lado direito e chutou forte, por cima, indefensável. O Ceará virou e saiu de 18ª para chegar na 15ª posição por somar 30 pontos.

Logo, a pressão se inverteu lado. A Chapecoense se lançou ao ataque e o time do técnico Lisca passou a jogar como melhor sabe: se defendendo e saindo em contra-ataque. Assim, “deu” a bola ao adversário e quando chegou na frente encontrou mais espaço para assustar.

Numa dessas escapulidas, o rápido Leandro Carvalho avançou pela direita, entrou na área fintando o marcador e mandou por entre as pernas do arqueiro oponente. Três a um para o Ceará aos 33 minutos da etapa final.

Ceará: Éverson, Samuel Xavier, Luiz Otávio, Valdo, Felipe Jonantan, Edinho, Richardson, Juninho Quixadá (Ricardinho), Leandro Carvalho, Calysson e Arthur. Técnico: Lisca

Chapecoense: Jandrey, Eduardo, Rafael Thyere, Nery Barreiro, Bruno Pacheco, Elicarlos, Márcio Araújo (Canteiros), Doffo, Diego Torres, Victor Andrade (Bruno Silva) e Leandro Pereira. Técnino: Guto Ferreira.

Arbitragem
Wilton Pereira Sampaio
Assistentes
Fabrício Vilarinho da Silva
Guilherme Dias Camilo
Quarto Árbitro
Marcione Mardônio da Silva Ribeiro

Público e Renda
Público pagante: 27.485
Não pagante: 741
Renda: R$ 310.170,00

Tags
Ceará rebaixamento Série A