Vitor Belfort questiona motivo de Centro de Formação Olímpica não ser usado para treinar atletas

CRÍTICA

Vitor Belfort questiona motivo de Centro de Formação Olímpica não ser usado para treinar atletas

“Eu imaginei que ia chegar aqui e ver tudo em funcionamento, mas não tem ninguém treinando, está lindo e maravilhoso”, comentou em entrevista coletiva

Por Ana Clara Jovino em Lutas

17 de Janeiro de 2017 às 18:09

Há 10 meses
vitor-belfort

O atleta esteve no Centro de Formação Olímpica nesta terça-feira (FOTO: Reprodução/Instagram)

O lutador de MMA Vitor Belfort está em Fortaleza para o evento de divulgação do UFC Fight Night, que acontece no dia 11 de março, no Centro de Formação Olímpica.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (17), o atleta questionou o porquê de toda a estrutura construída para o Centro de Formação Olímpica não ser utilizada para atletas de diversas modalidades realizarem seus treinamentos.

“Eu imaginei que ia chegar aqui e ver tudo em funcionamento, mas não tem ninguém treinando, está lindo e maravilhoso. Como eu tenho muitas empresas, o importante é saber quem paga a conta e quem cuida dos negócios. Isso aqui é um prato cheio para formar campeões em vários esportes”, declarou Vitor.

O atleta ainda garante que se coloca à disposição para alguma ação relacionada ao esporte que ele pratica, o MMA. “Isso aqui não tem que ser feito pelas moscas, me falaram que tem vários esportes aqui. Espero que a gente possa dar continuidade, plantar escolinhas, enfim. Eu até me coloco à disposição, se pudesse implementar aqui um MMA profissional. Foi tanto dinheiro que a gente investiu, pagamos tantos impostos, o importante é dar continuidade nesse trabalho”, enfatiza Belfort.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a Secretaria de Esportes, mas a assessoria optou por não comentar o assunto.

A luta principal do evento em Fortaleza será de Vitor Belfort contra o lutador americano Kelvin Gastelum, que também estava presente na coletiva. Além delas também acontecerá as lutas entre: Edson Barbosa x Beneil Dariush, Shogun x Gian Villante, Bethe Correia x Marion Reneau.

Os preços dos ingressos para as lutas também foram divulgados, e os interessados vão desembolsar de R$ 150 a R$ 6 mil (inteira). Esta é a segunda passagem da organização pela capital cearense. A primeira aconteceu em junho de 2013.

Publicidade

Dê sua opinião

CRÍTICA

Vitor Belfort questiona motivo de Centro de Formação Olímpica não ser usado para treinar atletas

“Eu imaginei que ia chegar aqui e ver tudo em funcionamento, mas não tem ninguém treinando, está lindo e maravilhoso”, comentou em entrevista coletiva

Por Ana Clara Jovino em Lutas

17 de Janeiro de 2017 às 18:09

Há 10 meses
vitor-belfort

O atleta esteve no Centro de Formação Olímpica nesta terça-feira (FOTO: Reprodução/Instagram)

O lutador de MMA Vitor Belfort está em Fortaleza para o evento de divulgação do UFC Fight Night, que acontece no dia 11 de março, no Centro de Formação Olímpica.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (17), o atleta questionou o porquê de toda a estrutura construída para o Centro de Formação Olímpica não ser utilizada para atletas de diversas modalidades realizarem seus treinamentos.

“Eu imaginei que ia chegar aqui e ver tudo em funcionamento, mas não tem ninguém treinando, está lindo e maravilhoso. Como eu tenho muitas empresas, o importante é saber quem paga a conta e quem cuida dos negócios. Isso aqui é um prato cheio para formar campeões em vários esportes”, declarou Vitor.

O atleta ainda garante que se coloca à disposição para alguma ação relacionada ao esporte que ele pratica, o MMA. “Isso aqui não tem que ser feito pelas moscas, me falaram que tem vários esportes aqui. Espero que a gente possa dar continuidade, plantar escolinhas, enfim. Eu até me coloco à disposição, se pudesse implementar aqui um MMA profissional. Foi tanto dinheiro que a gente investiu, pagamos tantos impostos, o importante é dar continuidade nesse trabalho”, enfatiza Belfort.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a Secretaria de Esportes, mas a assessoria optou por não comentar o assunto.

A luta principal do evento em Fortaleza será de Vitor Belfort contra o lutador americano Kelvin Gastelum, que também estava presente na coletiva. Além delas também acontecerá as lutas entre: Edson Barbosa x Beneil Dariush, Shogun x Gian Villante, Bethe Correia x Marion Reneau.

Os preços dos ingressos para as lutas também foram divulgados, e os interessados vão desembolsar de R$ 150 a R$ 6 mil (inteira). Esta é a segunda passagem da organização pela capital cearense. A primeira aconteceu em junho de 2013.