Técnico Dal Pozzo classifica como "triste" as ameaças de torcedores no aeroporto
EM NOTA

Técnico Dal Pozzo classifica como “triste” as ameaças de torcedores no aeroporto

O Ceará foi desclassificado da Copa do Brasil pelo Boavista/RJ ao perder por 1 a 0, na última quarta-feira (15)

Por Lyvia Rocha em Futebol

16 de fevereiro de 2017 às 13:00

Há 1 mês
aeroporto-gilmar-dalpozzo

Dal Pozzo se pronunciou sobre o ocorrido no aeroporto (FOTO: Cearasc.com)

Após a eliminação do Ceará para o Boavista/RJ por 1 a 0, na Copa do Brasil, o treinador Gilmar Dal Pozzo sofreu ameaças de torcedores na madrugada desta quinta-feira (16), quando desembarcava com a delegação da equipe no Aeroporto Pinto Martins.

Os torcedores que estavam no saguão do aeroporto pediam que o técnico deixasse o cargo e que não fazia um bom trabalho no Alvinegro.

O treinador ainda argumentou, mas sem sucesso. Sobre o ocorrido, Dal Pozzo se pronunciou em nota, na qual classifica o episódio como triste e lamentável o que aconteceu.

Além disso, o treinador disse que o Vovô foi prejudicado pela arbitragem e que isso foi um dos fatores para a eliminação da equipe na Copa do Brasil.  Mas ressaltou a liderança do campeonato, a valorização da base e o trabalho que está fazendo no Alvinegro. Horas depois, ele foi demitido do cargo.

Confira a nota na íntegra:

“Lamentável o que aconteceu nesta madrugada. É um sentimento muito forte de tristeza. Depois de um jogo em que um erro gravíssimo de arbitragem nos eliminou da Copa do Brasil, por conta também de um novo regulamento ridículo, viajamos por 10h com a cabeça inchada, desgastados, doloridos pela derrota da forma que foi, chegamos e deparar com isso é duro. Queríamos muito passar de fase, por óbvio. Não aconteceu porque foi inventado um pênalti aos 51 minutos do 2° tempo. O futebol permite críticas, pressão da torcida na arquibancada, lida com passionalidade, mas a injustiça em qualquer esfera é torpe. Estamos desde dezembro trabalhando, em meio toda tragédia que tivemos com a Chapecoense, onde para mim foi ainda mais difícil pelo relacionamento pessoal e pensei que ao menos o respeito fosse crescer entre todos. A diretoria, na figura do presidente Robinson de Castro, do nosso gerente de futebol, Marcelo Segurado, traçou dois objetivos para 2017: título do estadual e acesso para a Série A. Recém é o começo de uma temporada. Planejamos bastante, contratamos e confiamos nestes jogadores que aqui estão para as conquistas. Também importante ressaltar a valorização das categorias de base do Clube, onde há muitos anos não ocorria. Domingo passado, por exemplo, eram quatro atletas em campo oriundos daqui da região. Somos líderes no Campeonato Cearense, classificados para a próxima etapa e buscando esta meta. As imagens mostram o quão revoltante foi o episódio no saguão do Aeroporto aqui de Fortaleza. Quem acompanha o dia a dia percebe nossa dedicação e trabalho árduo. Ficamos expostos e questionados em todo um trabalho por conta de um resultado que passa muito por um lance inexistente no final da partida. Espero que a cultura do futebol brasileiro se permita evoluir. Sigo focado para fazer do Ceará campeão”, finaliza. 

Veja o vídeo:

Publicidade

Dê sua opinião

EM NOTA

Técnico Dal Pozzo classifica como “triste” as ameaças de torcedores no aeroporto

O Ceará foi desclassificado da Copa do Brasil pelo Boavista/RJ ao perder por 1 a 0, na última quarta-feira (15)

Por Lyvia Rocha em Futebol

16 de fevereiro de 2017 às 13:00

Há 1 mês
aeroporto-gilmar-dalpozzo

Dal Pozzo se pronunciou sobre o ocorrido no aeroporto (FOTO: Cearasc.com)

Após a eliminação do Ceará para o Boavista/RJ por 1 a 0, na Copa do Brasil, o treinador Gilmar Dal Pozzo sofreu ameaças de torcedores na madrugada desta quinta-feira (16), quando desembarcava com a delegação da equipe no Aeroporto Pinto Martins.

Os torcedores que estavam no saguão do aeroporto pediam que o técnico deixasse o cargo e que não fazia um bom trabalho no Alvinegro.

O treinador ainda argumentou, mas sem sucesso. Sobre o ocorrido, Dal Pozzo se pronunciou em nota, na qual classifica o episódio como triste e lamentável o que aconteceu.

Além disso, o treinador disse que o Vovô foi prejudicado pela arbitragem e que isso foi um dos fatores para a eliminação da equipe na Copa do Brasil.  Mas ressaltou a liderança do campeonato, a valorização da base e o trabalho que está fazendo no Alvinegro. Horas depois, ele foi demitido do cargo.

Confira a nota na íntegra:

“Lamentável o que aconteceu nesta madrugada. É um sentimento muito forte de tristeza. Depois de um jogo em que um erro gravíssimo de arbitragem nos eliminou da Copa do Brasil, por conta também de um novo regulamento ridículo, viajamos por 10h com a cabeça inchada, desgastados, doloridos pela derrota da forma que foi, chegamos e deparar com isso é duro. Queríamos muito passar de fase, por óbvio. Não aconteceu porque foi inventado um pênalti aos 51 minutos do 2° tempo. O futebol permite críticas, pressão da torcida na arquibancada, lida com passionalidade, mas a injustiça em qualquer esfera é torpe. Estamos desde dezembro trabalhando, em meio toda tragédia que tivemos com a Chapecoense, onde para mim foi ainda mais difícil pelo relacionamento pessoal e pensei que ao menos o respeito fosse crescer entre todos. A diretoria, na figura do presidente Robinson de Castro, do nosso gerente de futebol, Marcelo Segurado, traçou dois objetivos para 2017: título do estadual e acesso para a Série A. Recém é o começo de uma temporada. Planejamos bastante, contratamos e confiamos nestes jogadores que aqui estão para as conquistas. Também importante ressaltar a valorização das categorias de base do Clube, onde há muitos anos não ocorria. Domingo passado, por exemplo, eram quatro atletas em campo oriundos daqui da região. Somos líderes no Campeonato Cearense, classificados para a próxima etapa e buscando esta meta. As imagens mostram o quão revoltante foi o episódio no saguão do Aeroporto aqui de Fortaleza. Quem acompanha o dia a dia percebe nossa dedicação e trabalho árduo. Ficamos expostos e questionados em todo um trabalho por conta de um resultado que passa muito por um lance inexistente no final da partida. Espero que a cultura do futebol brasileiro se permita evoluir. Sigo focado para fazer do Ceará campeão”, finaliza. 

Veja o vídeo: