Quatro jogadores e um ex-técnico que estavam no avião da Chapecoense já passaram pelo futebol cearense
TRAGÉDIA

Quatro jogadores e um ex-técnico que estavam no avião da Chapecoense já passaram pelo futebol cearense

Pelo menos 75 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida após o acidente de avião em um voo fretado da Chapecoense nesta madrugada

Por Matheus Ribeiro em Futebol

29 de novembro de 2016 às 08:37

Há 2 meses
Lucas Gomes, Josimar, Kempes e Thiego tiveram passagens pelos principais clubes cearenses (FOTO: Reprodução)

Lucas Gomes, Josimar, Kempes e Thiego tiveram passagens pelos principais clubes cearenses (FOTO: Reprodução)

Pelo menos quatro dos 22 jogadores da Associação Chapecoense de Futebol e um ex-técnico que morreram na queda do avião da companhia LaMia, na madrugada desta terça-feira (29), em La Ceja, na Colômbia, tiveram passagens pelo futebol cearense durante a carreira profissional.

De acordo com a lista divulgada pela companhia aérea, os jogadores: Lucas Gomes (atacante: jogou no Icasa em 2014), William Thiego (zagueiro: atuou no Ceará em 2012), Josimar Tavares (volante: jogou no Fortaleza em 2008) e Everton Kempes (atacante: atuou no Ceará em 2010) estavam no avião.

Além dos quatro jogadores, outro passageiro tinha uma ligação com um clube cearense. Mario Sérgio Pontes de Paiva, ex-técnico de futebol, treinou o time do Ceará em 2010. Desde 2012, Mário Sérgio trabalhava como comentarista dos canais FoxSports, com o qual tinha contrato até a Copa do Mundo de 2018.

No dia 9 de agosto de 2010, Mário Sérgio foi anunciado como treinador do Ceará, logo após a demissão do técnico Estevam Soares. No entanto, apenas um mês depois, o treinador foi demitido após uma série de maus resultados.

Mário Sérgio teve uma passagem curta pelo Ceará em 2010 (FOTO: Reprodução)

Mário Sérgio teve uma passagem curta pelo Ceará em 2010 (FOTO: Reprodução)

Mário Sérgio colecionou passagens conturbadas por todos os clubes por onde passa. E no Ceará não foi diferente. Em sua curta passagem pelo clube ficou marcado por uma frase em uma de suas entrevistas coletivas em Porangabuçu. O treinador afirmou que o time iria perder a maioria de seus jogos pois o elenco era limitado e fraco, o que causou grande descontentamento por parte de jogadores, diretores e torcedores.

A Chapecoense, fundada em 1973, fez história no futebol este ano quando se classificou para a decisão da Sul-Americana logo na sua segunda participação em uma competição internacional. O time da Chapecoense enfrentaria nesta quarta-feira (30) o Atlético Nacional na Colômbia.

Solidariedade

O presidente da República, Michel Temer, divulgou uma nota oficial na manhã desta terça-feira (29) expressando solidariedade aos familiares das vítimas do acidente com o avião que transportava a delegação da Chapecoense.

Conforme o presidente, esta é uma hora bastante triste para o país. “Nesta hora triste que a tragédia se abate sobre dezenas de famílias brasileiras, expresso minha solidariedade. Estamos colocando todos os meios para auxiliar familiares e dar toda a assistência possível. A aeronáutica e o Itamaraty já foram acionados. O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional”, detalhou. Horas depois do anúncio de Michel Temes, o presidente da república anunciou luto oficial de três dias.

 

Time disputaria pela primeira vez a final da Copa Sul-Americana (FOTO: Reprodução)

Time disputaria pela primeira vez a final da Copa Sul-Americana (FOTO: Reprodução)

O Acidente

Pelo menos 75 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida após o acidente de avião em um voo fretado que transportava a equipe da Chapecoense, na madrugada desta terça-feira (29). A aeronave, da companhia boliviana LaMia, tinha 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros entre membros da equipe e jornalistas, e nove membros da tripulação.

A aeronave deveria ter pousado em Medellín às 21h33 (0h33 pelo horário de Brasília), mas perdeu contato com a torre de controle quando sobrevoava o município de La Ceja. O avião, que havia feito escala no aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz (Bolívia), relatou “falhas elétricas”.

A Chapecoense publicou uma nota no Facebook dizendo que não faria declarações oficiais enquanto as autoridades colombianas não prestassem todas as informações disponíveis.

Publicidade

Dê sua opinião

TRAGÉDIA

Quatro jogadores e um ex-técnico que estavam no avião da Chapecoense já passaram pelo futebol cearense

Pelo menos 75 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida após o acidente de avião em um voo fretado da Chapecoense nesta madrugada

Por Matheus Ribeiro em Futebol

29 de novembro de 2016 às 08:37

Há 2 meses
Lucas Gomes, Josimar, Kempes e Thiego tiveram passagens pelos principais clubes cearenses (FOTO: Reprodução)

Lucas Gomes, Josimar, Kempes e Thiego tiveram passagens pelos principais clubes cearenses (FOTO: Reprodução)

Pelo menos quatro dos 22 jogadores da Associação Chapecoense de Futebol e um ex-técnico que morreram na queda do avião da companhia LaMia, na madrugada desta terça-feira (29), em La Ceja, na Colômbia, tiveram passagens pelo futebol cearense durante a carreira profissional.

De acordo com a lista divulgada pela companhia aérea, os jogadores: Lucas Gomes (atacante: jogou no Icasa em 2014), William Thiego (zagueiro: atuou no Ceará em 2012), Josimar Tavares (volante: jogou no Fortaleza em 2008) e Everton Kempes (atacante: atuou no Ceará em 2010) estavam no avião.

Além dos quatro jogadores, outro passageiro tinha uma ligação com um clube cearense. Mario Sérgio Pontes de Paiva, ex-técnico de futebol, treinou o time do Ceará em 2010. Desde 2012, Mário Sérgio trabalhava como comentarista dos canais FoxSports, com o qual tinha contrato até a Copa do Mundo de 2018.

No dia 9 de agosto de 2010, Mário Sérgio foi anunciado como treinador do Ceará, logo após a demissão do técnico Estevam Soares. No entanto, apenas um mês depois, o treinador foi demitido após uma série de maus resultados.

Mário Sérgio teve uma passagem curta pelo Ceará em 2010 (FOTO: Reprodução)

Mário Sérgio teve uma passagem curta pelo Ceará em 2010 (FOTO: Reprodução)

Mário Sérgio colecionou passagens conturbadas por todos os clubes por onde passa. E no Ceará não foi diferente. Em sua curta passagem pelo clube ficou marcado por uma frase em uma de suas entrevistas coletivas em Porangabuçu. O treinador afirmou que o time iria perder a maioria de seus jogos pois o elenco era limitado e fraco, o que causou grande descontentamento por parte de jogadores, diretores e torcedores.

A Chapecoense, fundada em 1973, fez história no futebol este ano quando se classificou para a decisão da Sul-Americana logo na sua segunda participação em uma competição internacional. O time da Chapecoense enfrentaria nesta quarta-feira (30) o Atlético Nacional na Colômbia.

Solidariedade

O presidente da República, Michel Temer, divulgou uma nota oficial na manhã desta terça-feira (29) expressando solidariedade aos familiares das vítimas do acidente com o avião que transportava a delegação da Chapecoense.

Conforme o presidente, esta é uma hora bastante triste para o país. “Nesta hora triste que a tragédia se abate sobre dezenas de famílias brasileiras, expresso minha solidariedade. Estamos colocando todos os meios para auxiliar familiares e dar toda a assistência possível. A aeronáutica e o Itamaraty já foram acionados. O governo fará todo o possível para aliviar a dor dos amigos e familiares do esporte e do jornalismo nacional”, detalhou. Horas depois do anúncio de Michel Temes, o presidente da república anunciou luto oficial de três dias.

 

Time disputaria pela primeira vez a final da Copa Sul-Americana (FOTO: Reprodução)

Time disputaria pela primeira vez a final da Copa Sul-Americana (FOTO: Reprodução)

O Acidente

Pelo menos 75 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida após o acidente de avião em um voo fretado que transportava a equipe da Chapecoense, na madrugada desta terça-feira (29). A aeronave, da companhia boliviana LaMia, tinha 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros entre membros da equipe e jornalistas, e nove membros da tripulação.

A aeronave deveria ter pousado em Medellín às 21h33 (0h33 pelo horário de Brasília), mas perdeu contato com a torre de controle quando sobrevoava o município de La Ceja. O avião, que havia feito escala no aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz (Bolívia), relatou “falhas elétricas”.

A Chapecoense publicou uma nota no Facebook dizendo que não faria declarações oficiais enquanto as autoridades colombianas não prestassem todas as informações disponíveis.