Figuras carimbadas na 1ª divisão, Ferroviário e Tiradentes estreiam na 2ª com a meta do acesso


Figuras carimbadas na 1ª divisão, Ferroviário e Tiradentes estreiam na 2ª com a meta do acesso

Equipes tradicionais do futebol cearense, Ferroviário e Tiradentes se enfrentam logo na primeira partida da 2ª divisão do Estadual, no estádio Presidente Vargas

Por Lucas Matos em Futebol cearense

1 de março de 2015 às 08:15

Há 4 anos
Coletivo de apronto da equipe do Tiradentes (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Coletivo de apronto da equipe do Tiradentes (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Ferroviário e Tiradentes são times tradicionais do futebol cearense. Nove vezes campeão estadual, tendo em sua história um bicampeonato em 1994-1995, o Tubarão da Barra tenta voltar ao seu lugar de origem, enquanto o Tigre da Polícia Militar, que conquistou o título em 1992 (dividido com Fortaleza, Ceará e Icasa), também quer voltar à primeira divisão.

Neste domingo (1), na primeira rodada da Série B do Campeonato Cearense, às 16h, no estádio Presidente Vargas, essas duas equipes se enfrentam, visando aumentar sua coleção interna de troféus.

O Tiradentes, localizado no bairro Antônio Bezerra, é mantido através de doações por boa parte dos policiais militares do estado. Durante a temporada 2013, na Série D, a equipe viu seu nome ser nacionalmente divulgado, quando fez ótimo papel em meio ao grupo A3, com seis vitórias e um empate.

De acordo com o supervisor de futebol do Tigre da PM, Chicão, a maior dificuldade no campeonato será a distância percorrida. “Eu acho que um dos obstáculos da gente, é o sistema de pontos corridos. O campeonato, basicamente, é de times do interior”, afirmou.

Bira Lopes realiza os últimos ajustes no elenco (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Bira Lopes realiza os últimos ajustes no elenco (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Para a primeira partida, o dirigente diz que o time está preparado. Desde dezembro, o elenco treina sob a direção do treinador Danilo Augusto. “Foi bom saber que pegamos logo o Ferroviário no início, pois quem deseja ser campeão, não pode escolher adversário”, disse.

A equipe conseguiu manter boa parte dos jogadores que disputaram a Taça Fares Lopes do ano passado, tendo destaque no goleiro Fábio Lima (ex-Fortaleza) e o volante Cesar Sampaio.

Já no Ferroviário, a situação de viver durante muitos anos sem títulos tem afastado o torcedor coral dos estádios. Diante da queda no ano passado, a nova diretoria do Ferrão quer resgatar a tradição, a paixão dos amantes do clube coral.

“Nosso foco é o acesso. É difícil falar da situação do clube, porque estamos, aos poucos, reestruturando. Mas eu acredito no trabalho dos nossos atletas, e temos que levar o time ao lugar merecido, que é a primeira divisão”, afirmou Vitor Monteiro, diretor de futebol do Ferroviário.

Na visão do preparador físico do clube, Paulo Monte, a preparação está sendo intensiva. “Não tem pra onde correr, temos que conseguir o acesso. A preparação está sendo positiva e os jogadores respondem bem aos trabalhos. Não tivemos parada em nenhum momento. No fim de semana do carnaval, só folgamos sábado e domingo, isso sempre obedecendo um planejamento”.

O treinador Bira Lopes tem a esperança de um Ferrim voltando aos caminhos de glória, sempre subindo um degrau de cada vez.

Marquinhos jogou no futebol equatoriano e venezuelano (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Marquinhos jogou no futebol equatoriano e venezuelano (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

A aposta do técnico está na mescla de jovens e jogadores experientes, como o atacante Maxuell e o volante Marquinhos, que tem passagem pelo futebol do Equador e Venezuela.

“A nossa torcida pode esperar um time batalhador, que vai honrar com as tradições e história do clube. Começamos no dia 15 de dezembro a nossa preparação, e eu estou apostando muito na mesclagem. Temos atletas de nível internacional, da base do Ferroviário e alguns jogadores emprestados pelo Fortaleza. Com os mais velhos, a tendência é que a confiança cresça nos mais novos”, afirmou.

Sobre o time da PM, o treinador foi direto: “Vejo um Tiradentes forte, que foi difícil de enfrentar na Fares Lopes do ano passado, mas nós temos uma equipe baseada na primeira divisão. Sabemos que nós e o adversário do próximo domingo são francos atiradores, porém, temos que ganhar o jogo”.

Ficha Técnica

Ferroviário x Tiradentes

Local: Estádio Presidente Vargas
Horário: 16 horas
Árbitro: Carlos Custódio
Assistentes: Alden Christian e George Genuca

Ferroviário: Alisson; Batata, Edivan, Alan, Fabinho; Rafael Recife, Vagno Pereira, Marquinhos, Valdecir; Maxuell e Vitor Leal. Técnico: Bira Lopes

Tiradentes: Emerson; Hugo, Eduardo, Marcelo, Rômulo; Binho, Cesar Sampaio, Manoelzinho, De Maria, Rafael e Kléber. Técnico: Danilo Augusto

Publicidade

Dê sua opinião

Figuras carimbadas na 1ª divisão, Ferroviário e Tiradentes estreiam na 2ª com a meta do acesso

Equipes tradicionais do futebol cearense, Ferroviário e Tiradentes se enfrentam logo na primeira partida da 2ª divisão do Estadual, no estádio Presidente Vargas

Por Lucas Matos em Futebol cearense

1 de março de 2015 às 08:15

Há 4 anos
Coletivo de apronto da equipe do Tiradentes (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Coletivo de apronto da equipe do Tiradentes (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Ferroviário e Tiradentes são times tradicionais do futebol cearense. Nove vezes campeão estadual, tendo em sua história um bicampeonato em 1994-1995, o Tubarão da Barra tenta voltar ao seu lugar de origem, enquanto o Tigre da Polícia Militar, que conquistou o título em 1992 (dividido com Fortaleza, Ceará e Icasa), também quer voltar à primeira divisão.

Neste domingo (1), na primeira rodada da Série B do Campeonato Cearense, às 16h, no estádio Presidente Vargas, essas duas equipes se enfrentam, visando aumentar sua coleção interna de troféus.

O Tiradentes, localizado no bairro Antônio Bezerra, é mantido através de doações por boa parte dos policiais militares do estado. Durante a temporada 2013, na Série D, a equipe viu seu nome ser nacionalmente divulgado, quando fez ótimo papel em meio ao grupo A3, com seis vitórias e um empate.

De acordo com o supervisor de futebol do Tigre da PM, Chicão, a maior dificuldade no campeonato será a distância percorrida. “Eu acho que um dos obstáculos da gente, é o sistema de pontos corridos. O campeonato, basicamente, é de times do interior”, afirmou.

Bira Lopes realiza os últimos ajustes no elenco (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Bira Lopes realiza os últimos ajustes no elenco (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Para a primeira partida, o dirigente diz que o time está preparado. Desde dezembro, o elenco treina sob a direção do treinador Danilo Augusto. “Foi bom saber que pegamos logo o Ferroviário no início, pois quem deseja ser campeão, não pode escolher adversário”, disse.

A equipe conseguiu manter boa parte dos jogadores que disputaram a Taça Fares Lopes do ano passado, tendo destaque no goleiro Fábio Lima (ex-Fortaleza) e o volante Cesar Sampaio.

Já no Ferroviário, a situação de viver durante muitos anos sem títulos tem afastado o torcedor coral dos estádios. Diante da queda no ano passado, a nova diretoria do Ferrão quer resgatar a tradição, a paixão dos amantes do clube coral.

“Nosso foco é o acesso. É difícil falar da situação do clube, porque estamos, aos poucos, reestruturando. Mas eu acredito no trabalho dos nossos atletas, e temos que levar o time ao lugar merecido, que é a primeira divisão”, afirmou Vitor Monteiro, diretor de futebol do Ferroviário.

Na visão do preparador físico do clube, Paulo Monte, a preparação está sendo intensiva. “Não tem pra onde correr, temos que conseguir o acesso. A preparação está sendo positiva e os jogadores respondem bem aos trabalhos. Não tivemos parada em nenhum momento. No fim de semana do carnaval, só folgamos sábado e domingo, isso sempre obedecendo um planejamento”.

O treinador Bira Lopes tem a esperança de um Ferrim voltando aos caminhos de glória, sempre subindo um degrau de cada vez.

Marquinhos jogou no futebol equatoriano e venezuelano (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

Marquinhos jogou no futebol equatoriano e venezuelano (Foto: Fernanda Moura/Tribuna do Ceará)

A aposta do técnico está na mescla de jovens e jogadores experientes, como o atacante Maxuell e o volante Marquinhos, que tem passagem pelo futebol do Equador e Venezuela.

“A nossa torcida pode esperar um time batalhador, que vai honrar com as tradições e história do clube. Começamos no dia 15 de dezembro a nossa preparação, e eu estou apostando muito na mesclagem. Temos atletas de nível internacional, da base do Ferroviário e alguns jogadores emprestados pelo Fortaleza. Com os mais velhos, a tendência é que a confiança cresça nos mais novos”, afirmou.

Sobre o time da PM, o treinador foi direto: “Vejo um Tiradentes forte, que foi difícil de enfrentar na Fares Lopes do ano passado, mas nós temos uma equipe baseada na primeira divisão. Sabemos que nós e o adversário do próximo domingo são francos atiradores, porém, temos que ganhar o jogo”.

Ficha Técnica

Ferroviário x Tiradentes

Local: Estádio Presidente Vargas
Horário: 16 horas
Árbitro: Carlos Custódio
Assistentes: Alden Christian e George Genuca

Ferroviário: Alisson; Batata, Edivan, Alan, Fabinho; Rafael Recife, Vagno Pereira, Marquinhos, Valdecir; Maxuell e Vitor Leal. Técnico: Bira Lopes

Tiradentes: Emerson; Hugo, Eduardo, Marcelo, Rômulo; Binho, Cesar Sampaio, Manoelzinho, De Maria, Rafael e Kléber. Técnico: Danilo Augusto