Ceará registra uma série de coincidências entre as boas campanhas de 2009 e 2017

UM PÉ NA SÉRIE A

Ceará registra uma série de coincidências entre as boas campanhas de 2009 e 2017

O Ceará pode assegurar neste sábado o acesso à Série A na penúltima rodada e fora de casa, assim como em 2009

Por Lyvia Rocha em Futebol cearense

18 de novembro de 2017 às 09:00

Há 7 meses
Os ídolos de campanhas diferentes tem o mesmo sobrenome (FOTO: Reprodução/Facebook/Divulgação)

Os ídolos de campanhas diferentes tem o mesmo sobrenome (FOTO: Reprodução/Facebook/Divulgação)

Assim como aconteceu em 2009, o Ceará pode conseguir o acesso à Série A fora de casa e na penúltima rodada. Também como aconteceu há oito anos, o Vovô só depende dele para retornar à elite do futebol brasileiro, neste sábado (18), contra o Criciúma, às 18h30, no estádio Heriberto Hülse, pela 37ª rodada.

Uma vitória deixa o Vovô com 66 pontos e classificado para a Série A em 2018. Um ponto a menos do que aconteceu no último acesso, contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucareli, quando o Vovô venceu por 2 a 1 e garantiu o triunfo.

Na última rodada, o Ceará fez um jogo em ritmo de festa na Arena Castelão, algo que também pode acontecer se o Alvinegro subir neste sábado. A 38ª rodada da Série B será no próximo sábado (25), às 16h, contra o ABC.

A equipe de Marcelo Chamusca entrará em campo com dois desfalques: o lateral esquerdo Romário (lesionado) e o atacante Élton (expulso) não enfrentarão o Tigre. Para a vaga de Romário, Rafael Carioca é o escolhido. Mas para o ataque, o técnico fez mistério: Magno Alves ou Arthur podem ser os escolhidos. Na torcida, o nome de Magnata é o preferido.

Já o Criciúma entra em campo sem grandes pretensões. A equipe não corre mais risco de ser rebaixada e também não joga mais com chances de acesso. Atualmente em 10º lugar, o time catarinense está com 47 pontos.

Coincidências e Dejá vu

Outra semelhança acontece no time deste ano em relação a 2009. Na equipe de Paulo César Gusmão o nome era Sérgio Alves. O eterno “Carrasco“, o jogador mais experiente da equipe, ficava no banco de reservas, mas quando era acionado não decepcionava e foi peça fundamental para o acesso do Vovô na época.

Neste ano, o nome é Magno Alves. Até o sobrenome é o mesmo.

O mais experiente do elenco não é mais aquele titular absoluto, mas fundamental quando entra em campo. Na 28ª rodada, Magnata marcou o gol que garantiu a vitória diante do Vila Nova e garantiu o retorno do Ceará ao G-4.

Outro gol decisivo do camisa 11 aconteceu contra o Guarani, pela 34ª rodada. O Ceará perdia por 2 a 1 e Magno Alves entrou no jogo para empatar a partida com um belo gol.

Em 2009, Vovô e o Bugre também empataram em 2 a 2, os gols do Vovô foram marcados por Anderson e João Marcos.

Mas a série de semelhanças não para por aí. Em um jogo difícil, complicado, o Vovô empatou também em 2 a 2 contra o Figueirense dentro de casa com um gol aos 48 minutos. Mesmo placar que aconteceu em 2009.

Para encerrar a Série B, o Vovô enfrentará o ABC dentro de casa, e caso suba neste sábado, diante do Criciúma, o jogo tem tudo para ser uma festa. Semelhante ao que ocorreu há oito anos, quando o Vovô jogou contra outro time de Natal, o América.

Publicidade

Dê sua opinião

UM PÉ NA SÉRIE A

Ceará registra uma série de coincidências entre as boas campanhas de 2009 e 2017

O Ceará pode assegurar neste sábado o acesso à Série A na penúltima rodada e fora de casa, assim como em 2009

Por Lyvia Rocha em Futebol cearense

18 de novembro de 2017 às 09:00

Há 7 meses
Os ídolos de campanhas diferentes tem o mesmo sobrenome (FOTO: Reprodução/Facebook/Divulgação)

Os ídolos de campanhas diferentes tem o mesmo sobrenome (FOTO: Reprodução/Facebook/Divulgação)

Assim como aconteceu em 2009, o Ceará pode conseguir o acesso à Série A fora de casa e na penúltima rodada. Também como aconteceu há oito anos, o Vovô só depende dele para retornar à elite do futebol brasileiro, neste sábado (18), contra o Criciúma, às 18h30, no estádio Heriberto Hülse, pela 37ª rodada.

Uma vitória deixa o Vovô com 66 pontos e classificado para a Série A em 2018. Um ponto a menos do que aconteceu no último acesso, contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucareli, quando o Vovô venceu por 2 a 1 e garantiu o triunfo.

Na última rodada, o Ceará fez um jogo em ritmo de festa na Arena Castelão, algo que também pode acontecer se o Alvinegro subir neste sábado. A 38ª rodada da Série B será no próximo sábado (25), às 16h, contra o ABC.

A equipe de Marcelo Chamusca entrará em campo com dois desfalques: o lateral esquerdo Romário (lesionado) e o atacante Élton (expulso) não enfrentarão o Tigre. Para a vaga de Romário, Rafael Carioca é o escolhido. Mas para o ataque, o técnico fez mistério: Magno Alves ou Arthur podem ser os escolhidos. Na torcida, o nome de Magnata é o preferido.

Já o Criciúma entra em campo sem grandes pretensões. A equipe não corre mais risco de ser rebaixada e também não joga mais com chances de acesso. Atualmente em 10º lugar, o time catarinense está com 47 pontos.

Coincidências e Dejá vu

Outra semelhança acontece no time deste ano em relação a 2009. Na equipe de Paulo César Gusmão o nome era Sérgio Alves. O eterno “Carrasco“, o jogador mais experiente da equipe, ficava no banco de reservas, mas quando era acionado não decepcionava e foi peça fundamental para o acesso do Vovô na época.

Neste ano, o nome é Magno Alves. Até o sobrenome é o mesmo.

O mais experiente do elenco não é mais aquele titular absoluto, mas fundamental quando entra em campo. Na 28ª rodada, Magnata marcou o gol que garantiu a vitória diante do Vila Nova e garantiu o retorno do Ceará ao G-4.

Outro gol decisivo do camisa 11 aconteceu contra o Guarani, pela 34ª rodada. O Ceará perdia por 2 a 1 e Magno Alves entrou no jogo para empatar a partida com um belo gol.

Em 2009, Vovô e o Bugre também empataram em 2 a 2, os gols do Vovô foram marcados por Anderson e João Marcos.

Mas a série de semelhanças não para por aí. Em um jogo difícil, complicado, o Vovô empatou também em 2 a 2 contra o Figueirense dentro de casa com um gol aos 48 minutos. Mesmo placar que aconteceu em 2009.

Para encerrar a Série B, o Vovô enfrentará o ABC dentro de casa, e caso suba neste sábado, diante do Criciúma, o jogo tem tudo para ser uma festa. Semelhante ao que ocorreu há oito anos, quando o Vovô jogou contra outro time de Natal, o América.