Relembre os acessos do Fortaleza; Leão não sobe há 11 anos


Relembre os acessos do Fortaleza antes do mata-mata da Série C

Leão não sobe há 11 anos; time chegou à Série A em duas oportunidades na década passada. Em 2015, terá uma nova chance de subir à Série B

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

22 de setembro de 2015 às 07:00

Há 3 anos
Em 2002, o Fortaleza conseguiu ter o acesso à Série A (Foto: arquivo pessoal)

Em 2002, o Fortaleza conseguiu ter o acesso à Série A (Foto: arquivo pessoal)

Na década passada, o Tricolor fez a festa dos torcedores leoninos com duas conquistas em âmbito nacional: acessos à Série A. O último ocorreu em 2004, depois de uma reta final ‘milagrosa’ na Segunda Divisão. Durante os últimos anos, agora na Série C, o clube teve dificuldades para imprimir o passo final em busca de uma subida.

Há 11 anos

A agremiação do Pici teve uma última glória em termos de acesso com uma equipe que contava com Bosco, Erandir e Ronaldo Angelim. O técnico era o tetracampeão mundial Zetti. Daniel Sobralense, atual camisa 10 do Fortaleza, também fez parte do elenco. Na primeira fase, o grupo ficou em 5º lugar. A campanha foi de 11 vitórias, seis empates e seis derrotas.

Classificado entre os oito primeiros, o Leão caiu no grupo A da segunda fase. O avanço em um grupo formado por Brasiliense (1º), Ituano (4º) e Santa Cruz (8º)  veio com a diferença de saldo de gols, depois de três times empatarem com oito pontos ganhos. O Clube do Pici conseguiu se levantar na disputa após uma vitória diante do Ituano, fora de casa e avançou para o último quadrangular com Brasiliense, Avaí e Bahia.

Na reta final, o Brasiliense conquistou a subida de forma antecipada. Na última rodada, o Fortaleza precisava vencer por dois gols de diferença o Avaí, além de ter que torcer por um êxito dos candangos em cima do Bahia, na Fonte Nova. Final do jogo no Castelão marcava Fortaleza 2 x 0 Avaí, e com a vitória do time candango o Tricolor terminou em 2º lugar e celebrou o acesso à Primeira Divisão.

Clodoaldo participou dois acessos à Série A na década passada (Foto: divulgação)

Clodoaldo participou dois acessos à Série A na década passada (Foto: divulgação)

O portal Tribuna do Ceará relembra as campanhas vitoriosas do Leão em edições do Campeonato Brasileiro. Na Terceira Divisão, o máximo, por enquanto, são términos na 5ª posição (2012 e 2014).

O brilho do baixinho

Dois anos antes, em 2002, Clodô brilhou na caminhada rumo ao acesso. Dono de 48 pontos em 25 partidas, o Fortaleza terminou a primeira fase em 3º lugar. A fórmula daquele ano previa mata-matas após a classificação. Na sequência, a equipe empatou fora de casa com o América-MG, no duelo de ida das quartas. Na volta, um 2 a 0 dentro do Presidente Vargas. Juninho e Vinícius foram os autores dos gols.

Daniel Sobralense participou do acesso em 2004 (Foto: reprodução/Instragram)

Daniel Sobralense participou do acesso em 2004 (Foto: reprodução/Instragram)

Valendo uma vaga na elite, o adversário era o Etti Jundiaí (que depois viraria Paulista). Já no primeiro confronto, em 23 de novembro, praticamente a confirmação do acesso. O Leão engoliu o rival com um 6 a 1, no interior de São Paulo. Clodoaldo saiu do banco e fez três gols nesse compromisso. Na partida de volta, um empate (2 x 2) no PV garantiu a festa dos tricolores.

Voltas

No fim da década de 90, o Tricolor participou da Série C. Com a criação da Copa João Havelange em 2000, o clube foi um dos 36 participantes do Módulo Amarelo, espécie de Segunda Divisão. O Leão terminou a fase inicial na 1º colocação, mas foi eliminado nas quartas de final, pelo Paysandu. No ano seguinte, permaneceu entre os que disputaram a Série B.

Em 1992, o campeonato da Série B previa inicialmente o ingresso de dois times. Entretanto, as regras foram modificadas com a adição do Grêmio, e os 12 primeiros subiram. Como a equipe foi a 7ª colocada, também jogou o Brasileirão principal em 1993, em uma disputa que incluiu também o Ceará. Contudo, oito equipes foram rebaixadas para a segundona, e além de Ceará e Fortaleza, caíram América-MG, Coritiba, Atlético-PR, Desportiva, Santa Cruz e Goiás.

Descensos

Com uma fórmula de grupos regionais, o Fortaleza disputou a Série B em 1994 com Ceará, América-RN, Tuna Luso-PA, Moto Clube-MA e Central-PE. Apenas o último do grupo cairia para a Série C, e este time foi o Fortaleza, com apenas seis pontos. Entre 1995 e 1999, o Tricolor cearense esteve na terceirona. Uma vez na segundona, a outra queda do Leão aconteceu em 2009, da B para a C, onde o time se encontra até a data presente. Já classificado para o mata-mata da Série C antecipadamente, o Fortaleza tem uma nova chance de mudar a sua história de novo.

 

Publicidade

Dê sua opinião

Relembre os acessos do Fortaleza antes do mata-mata da Série C

Leão não sobe há 11 anos; time chegou à Série A em duas oportunidades na década passada. Em 2015, terá uma nova chance de subir à Série B

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

22 de setembro de 2015 às 07:00

Há 3 anos
Em 2002, o Fortaleza conseguiu ter o acesso à Série A (Foto: arquivo pessoal)

Em 2002, o Fortaleza conseguiu ter o acesso à Série A (Foto: arquivo pessoal)

Na década passada, o Tricolor fez a festa dos torcedores leoninos com duas conquistas em âmbito nacional: acessos à Série A. O último ocorreu em 2004, depois de uma reta final ‘milagrosa’ na Segunda Divisão. Durante os últimos anos, agora na Série C, o clube teve dificuldades para imprimir o passo final em busca de uma subida.

Há 11 anos

A agremiação do Pici teve uma última glória em termos de acesso com uma equipe que contava com Bosco, Erandir e Ronaldo Angelim. O técnico era o tetracampeão mundial Zetti. Daniel Sobralense, atual camisa 10 do Fortaleza, também fez parte do elenco. Na primeira fase, o grupo ficou em 5º lugar. A campanha foi de 11 vitórias, seis empates e seis derrotas.

Classificado entre os oito primeiros, o Leão caiu no grupo A da segunda fase. O avanço em um grupo formado por Brasiliense (1º), Ituano (4º) e Santa Cruz (8º)  veio com a diferença de saldo de gols, depois de três times empatarem com oito pontos ganhos. O Clube do Pici conseguiu se levantar na disputa após uma vitória diante do Ituano, fora de casa e avançou para o último quadrangular com Brasiliense, Avaí e Bahia.

Na reta final, o Brasiliense conquistou a subida de forma antecipada. Na última rodada, o Fortaleza precisava vencer por dois gols de diferença o Avaí, além de ter que torcer por um êxito dos candangos em cima do Bahia, na Fonte Nova. Final do jogo no Castelão marcava Fortaleza 2 x 0 Avaí, e com a vitória do time candango o Tricolor terminou em 2º lugar e celebrou o acesso à Primeira Divisão.

Clodoaldo participou dois acessos à Série A na década passada (Foto: divulgação)

Clodoaldo participou dois acessos à Série A na década passada (Foto: divulgação)

O portal Tribuna do Ceará relembra as campanhas vitoriosas do Leão em edições do Campeonato Brasileiro. Na Terceira Divisão, o máximo, por enquanto, são términos na 5ª posição (2012 e 2014).

O brilho do baixinho

Dois anos antes, em 2002, Clodô brilhou na caminhada rumo ao acesso. Dono de 48 pontos em 25 partidas, o Fortaleza terminou a primeira fase em 3º lugar. A fórmula daquele ano previa mata-matas após a classificação. Na sequência, a equipe empatou fora de casa com o América-MG, no duelo de ida das quartas. Na volta, um 2 a 0 dentro do Presidente Vargas. Juninho e Vinícius foram os autores dos gols.

Daniel Sobralense participou do acesso em 2004 (Foto: reprodução/Instragram)

Daniel Sobralense participou do acesso em 2004 (Foto: reprodução/Instragram)

Valendo uma vaga na elite, o adversário era o Etti Jundiaí (que depois viraria Paulista). Já no primeiro confronto, em 23 de novembro, praticamente a confirmação do acesso. O Leão engoliu o rival com um 6 a 1, no interior de São Paulo. Clodoaldo saiu do banco e fez três gols nesse compromisso. Na partida de volta, um empate (2 x 2) no PV garantiu a festa dos tricolores.

Voltas

No fim da década de 90, o Tricolor participou da Série C. Com a criação da Copa João Havelange em 2000, o clube foi um dos 36 participantes do Módulo Amarelo, espécie de Segunda Divisão. O Leão terminou a fase inicial na 1º colocação, mas foi eliminado nas quartas de final, pelo Paysandu. No ano seguinte, permaneceu entre os que disputaram a Série B.

Em 1992, o campeonato da Série B previa inicialmente o ingresso de dois times. Entretanto, as regras foram modificadas com a adição do Grêmio, e os 12 primeiros subiram. Como a equipe foi a 7ª colocada, também jogou o Brasileirão principal em 1993, em uma disputa que incluiu também o Ceará. Contudo, oito equipes foram rebaixadas para a segundona, e além de Ceará e Fortaleza, caíram América-MG, Coritiba, Atlético-PR, Desportiva, Santa Cruz e Goiás.

Descensos

Com uma fórmula de grupos regionais, o Fortaleza disputou a Série B em 1994 com Ceará, América-RN, Tuna Luso-PA, Moto Clube-MA e Central-PE. Apenas o último do grupo cairia para a Série C, e este time foi o Fortaleza, com apenas seis pontos. Entre 1995 e 1999, o Tricolor cearense esteve na terceirona. Uma vez na segundona, a outra queda do Leão aconteceu em 2009, da B para a C, onde o time se encontra até a data presente. Já classificado para o mata-mata da Série C antecipadamente, o Fortaleza tem uma nova chance de mudar a sua história de novo.