Jogando com regulamento debaixo do braço, Fortaleza empata e se classifica


Jogando com regulamento debaixo do braço, Fortaleza empata e se classifica

Mesmo com 0 a 0, equipe é vaiada ao final da partida; Tricolor espera adversário entre Ceará x Guarani de Juazeiro

Por Lucas Matos em Fortaleza

12 de abril de 2015 às 18:40

Há 4 anos
Tricolor chegou a criar diversas oportunidades, mas parou no goleiro Rodolpho (Foto: Divulgação/Nodge Nogueira)

Tricolor chegou a criar diversas oportunidades, mas parou no goleiro Rodolpho (Foto: Divulgação/Nodge Nogueira)

Fortaleza e Icasa lutaram até o último minuto para conseguir a classificação, porém, os goleiros tiveram destaque na partida. Na tarde-noite deste domingo (12), Leão e Verdão do Cariri empataram em 0 a 0, na Arena Castelão.

Com o resultado, o Tricolor vai a mais uma final do Campeonato Cearense, esperando o adversário do duelo entre Ceará x Guarani de Juazeiro.

O jogo

Diante de diversos lances perigosos, faltou pontaria aos atacantes de ambos os times. Lucio Maranhão, Everton, Núbio Flávio e Lucas Batatinha foram alguns dos que tiveram chances nas mãos e desperdiçaram.

Logo no começo do jogo, Núbio Flávio lançou Diego Ceará, que chutou cruzado, obrigando Deola a trabalhar com os pés. No lance seguinte, foi a vez do Tricolor atacar. Cassiano ficou de frente com o arqueiro Rodolpho, mas parou na defesa do goleiro juazeirense.

A partir dos 17 minutos, uma sequência de ataques do Leão. O camisa 9 leonino tentou de cabeça, mandando a bola à direita do gol do Verdão do Cariri. Depois foi Tinga que desperdiçou chute cruzado. Everton também chegou a criar oportunidade, mas não obteve êxito na jogada.

O Icasa voltou a crescer perto do fim da primeira etapa, quando Diego Ceará aproveitou cruzamento, obrigando Deola a fazer bonita defesa e, no rebote, o atacante do Verdão ainda teve outra oportunidade, mas a bola carimbou a trave.

No segundo tempo, o ritmo frenético diminuiu. Porém, o Fortaleza tentava achar o caminho do gol. No início da etapa final, Everton criou a primeira chance. Sem sucesso. O Alviverde revidou com Lucas Batatinha, entretanto, Deola estava atento ao lance e fez a defesa.

O Verdão chegava pelas laterais. Núbio Flávio cruzou, Max Oliveira tirou, mas assustou a torcida tricolor. Diante do corte realizado pelo zagueiro, quase saiu um gol contra. Ainda no fim do jogo, o Alviverde teve a oportunidade de abrir o placar com Alan, que perdeu o tempo da jogada e não conseguiu fazer o domínio da bola.

Ficha técnica

Fortaleza 0 x 0 Icasa

Local: Arena Castelão
Data: 12/04/2015
Árbitro: Glauco Feitosa
Cartões amarelos: Ciro (20/1ºT-ICA); Vinícius Hess (22/1ºT-FOR); Rodrigo Vitor (48/1º-ICA); Alan (19/2ºT-ICA); Deola (25/2ºT-FOR); Tinga (39/2º-FOR)
Cartões vermelhos: Lima (46/1º-FOR); Da Silva (10/2ºT-ICA)
Renda: R$ 196.989,00
Público: 13.211 pessoas

Fortaleza: Deola; Tinga, Lima, Adalberto, Wanderson; Pio (Samuel), Vinícius Hess, Corrêa, Everton; Cassiano (Max Oliveira) e Lúcio Maranhão (Cássio). Técnico: Marcelo Chamusca

Icasa: Rodolpho; Everton (Lucas Batatinha), Charles, Ciro, Dieyson; Lima (Guídio), Da Silva, Rodrigo Vitor; Diego Ceará (Robert), Alan e Núbio Flávio. Técnico: Vladimir de Jesus

Publicidade

Dê sua opinião

Jogando com regulamento debaixo do braço, Fortaleza empata e se classifica

Mesmo com 0 a 0, equipe é vaiada ao final da partida; Tricolor espera adversário entre Ceará x Guarani de Juazeiro

Por Lucas Matos em Fortaleza

12 de abril de 2015 às 18:40

Há 4 anos
Tricolor chegou a criar diversas oportunidades, mas parou no goleiro Rodolpho (Foto: Divulgação/Nodge Nogueira)

Tricolor chegou a criar diversas oportunidades, mas parou no goleiro Rodolpho (Foto: Divulgação/Nodge Nogueira)

Fortaleza e Icasa lutaram até o último minuto para conseguir a classificação, porém, os goleiros tiveram destaque na partida. Na tarde-noite deste domingo (12), Leão e Verdão do Cariri empataram em 0 a 0, na Arena Castelão.

Com o resultado, o Tricolor vai a mais uma final do Campeonato Cearense, esperando o adversário do duelo entre Ceará x Guarani de Juazeiro.

O jogo

Diante de diversos lances perigosos, faltou pontaria aos atacantes de ambos os times. Lucio Maranhão, Everton, Núbio Flávio e Lucas Batatinha foram alguns dos que tiveram chances nas mãos e desperdiçaram.

Logo no começo do jogo, Núbio Flávio lançou Diego Ceará, que chutou cruzado, obrigando Deola a trabalhar com os pés. No lance seguinte, foi a vez do Tricolor atacar. Cassiano ficou de frente com o arqueiro Rodolpho, mas parou na defesa do goleiro juazeirense.

A partir dos 17 minutos, uma sequência de ataques do Leão. O camisa 9 leonino tentou de cabeça, mandando a bola à direita do gol do Verdão do Cariri. Depois foi Tinga que desperdiçou chute cruzado. Everton também chegou a criar oportunidade, mas não obteve êxito na jogada.

O Icasa voltou a crescer perto do fim da primeira etapa, quando Diego Ceará aproveitou cruzamento, obrigando Deola a fazer bonita defesa e, no rebote, o atacante do Verdão ainda teve outra oportunidade, mas a bola carimbou a trave.

No segundo tempo, o ritmo frenético diminuiu. Porém, o Fortaleza tentava achar o caminho do gol. No início da etapa final, Everton criou a primeira chance. Sem sucesso. O Alviverde revidou com Lucas Batatinha, entretanto, Deola estava atento ao lance e fez a defesa.

O Verdão chegava pelas laterais. Núbio Flávio cruzou, Max Oliveira tirou, mas assustou a torcida tricolor. Diante do corte realizado pelo zagueiro, quase saiu um gol contra. Ainda no fim do jogo, o Alviverde teve a oportunidade de abrir o placar com Alan, que perdeu o tempo da jogada e não conseguiu fazer o domínio da bola.

Ficha técnica

Fortaleza 0 x 0 Icasa

Local: Arena Castelão
Data: 12/04/2015
Árbitro: Glauco Feitosa
Cartões amarelos: Ciro (20/1ºT-ICA); Vinícius Hess (22/1ºT-FOR); Rodrigo Vitor (48/1º-ICA); Alan (19/2ºT-ICA); Deola (25/2ºT-FOR); Tinga (39/2º-FOR)
Cartões vermelhos: Lima (46/1º-FOR); Da Silva (10/2ºT-ICA)
Renda: R$ 196.989,00
Público: 13.211 pessoas

Fortaleza: Deola; Tinga, Lima, Adalberto, Wanderson; Pio (Samuel), Vinícius Hess, Corrêa, Everton; Cassiano (Max Oliveira) e Lúcio Maranhão (Cássio). Técnico: Marcelo Chamusca

Icasa: Rodolpho; Everton (Lucas Batatinha), Charles, Ciro, Dieyson; Lima (Guídio), Da Silva, Rodrigo Vitor; Diego Ceará (Robert), Alan e Núbio Flávio. Técnico: Vladimir de Jesus