Craque das pernas tortas, Garrincha defendeu as cores do Fortaleza nos 60


Craque das pernas tortas, Garrincha defendeu as cores do Fortaleza nos anos 60

O jogador vestiu a camisa tricolor para enfrentar o Fluminense em jogo festivo, no Presidente Vargas

Por Lyvia Rocha em Fortaleza

28 de outubro de 2015 às 19:11

Há 3 anos

Você, torcedor tricolor, sabia que o gênio das pernas tortas, Garrincha, já vestiu as cores do Leão? Esse fato inusitado e histórico aconteceu nos anos 60. Precisamente no dia 28 de janeiro de 1968.

Garrincha vestiu as cores do Leão em 1968 (Foto: Reprodução/Nordestv)

Garrincha vestiu as cores do Leão em 1968 (Foto: Reprodução/Nordestv)

O jogo festivo aconteceu logo após a conquista do Campeonato Cearense do ano anterior pelo tricolor. Enfrentando o Fluminense, campeão carioca de 67, o amistoso foi chamado de “Jogo dos Campeões”, em alusão a conquista dos dois times. Mesmo sem jogar, a partida foi história para a história do clube tricolor.

“Garricha ao lado de Pelé mostrou para o País mudaram a cara do futebol brasileiro. Como dizem, Garrincha era um caso a ser estudado, pois com as pernas tortas se tornou o maior ponta de direita da história do Brasil”, enaltece o jornalista Ciro Câmara.

Nos dias atuais o cachê de Garrincha seria equivalente a R$ 19 mil. A atuação do atleta foi apagada, mas nada que tire isso da história do Leão.

Confira a reportagem completa do Jogo Aberto (TV Jangadeiro/Band):

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15659469″]

Publicidade

Dê sua opinião

Craque das pernas tortas, Garrincha defendeu as cores do Fortaleza nos anos 60

O jogador vestiu a camisa tricolor para enfrentar o Fluminense em jogo festivo, no Presidente Vargas

Por Lyvia Rocha em Fortaleza

28 de outubro de 2015 às 19:11

Há 3 anos

Você, torcedor tricolor, sabia que o gênio das pernas tortas, Garrincha, já vestiu as cores do Leão? Esse fato inusitado e histórico aconteceu nos anos 60. Precisamente no dia 28 de janeiro de 1968.

Garrincha vestiu as cores do Leão em 1968 (Foto: Reprodução/Nordestv)

Garrincha vestiu as cores do Leão em 1968 (Foto: Reprodução/Nordestv)

O jogo festivo aconteceu logo após a conquista do Campeonato Cearense do ano anterior pelo tricolor. Enfrentando o Fluminense, campeão carioca de 67, o amistoso foi chamado de “Jogo dos Campeões”, em alusão a conquista dos dois times. Mesmo sem jogar, a partida foi história para a história do clube tricolor.

“Garricha ao lado de Pelé mostrou para o País mudaram a cara do futebol brasileiro. Como dizem, Garrincha era um caso a ser estudado, pois com as pernas tortas se tornou o maior ponta de direita da história do Brasil”, enaltece o jornalista Ciro Câmara.

Nos dias atuais o cachê de Garrincha seria equivalente a R$ 19 mil. A atuação do atleta foi apagada, mas nada que tire isso da história do Leão.

Confira a reportagem completa do Jogo Aberto (TV Jangadeiro/Band):

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15659469″]