Autor da música 'rap do Clodoaldo' relembra sucesso no início dos anos 2000


Autor da música ‘rap do Clodoaldo’ relembra sucesso no início dos anos 2000

O hit criado por Caio DJ embalou os torcedores do Fortaleza nos estádios cearenses na conquista do bicampeonato Estadual, assim como no acesso à Série A

Por Lucas Catrib em Fortaleza

13 de Maio de 2015 às 07:00

Há 4 anos
DJ Caio e Clodoaldo se tornaram amigos depois da criação da música (FOTO: arquivo pessoal)

Caio DJ e Clodoaldo se tornaram amigos depois da criação da música (FOTO: arquivo pessoal)

Caio Froes vibrava no setor de arquibancada do estádio Presidente Vargas na maioria dos jogos do Tricolor em 2000. O time do coração do DJ, o Fortaleza, finalmente deixava de lado os anos de campanhas ruins, tendo uma equipe jovem, comandada por um baixinho atrevido em campo. Do nada, o telefone do músico tocou. Era o próprio camisa 10 do Leão. Praticamente 15 anos depois, o funkeiro de 35 anos relembra o sucesso da música criada para Clodoaldo.

Clodoaldo foi artilheiro em duas edições do Campeonato Cearense, 2001 e 2003 (FOTO: divulgação)

Clodoaldo foi artilheiro em duas edições do Campeonato Cearense, 2001 e 2003 (FOTO: divulgação)

“Gosto muito de funk, sou seu fã”, revelou o ex-jogador do Time do Pici na chamada. O atleta, na época com 21 anos, pediu para o ex-estudante de administração gravar um CD com faixas do estilo preferido pelo atacante. “Eu nem o conhecia. Já que ele pediu, tive a ideia de criar uma música para ele. A letra, a melodia, a produção”, explicou Caio.

O DJ chamou o MC Gordinho, atualmente cantor evangélico, para gravar. Em pouco tempo, o próprio Clodoaldo espalhou o cântico para os amigos, assim como também o autor do hit explorou a divulgação na base do boca a boca.

“A repercussão foi muito grande. Em um mês, passou umas 10 vezes a matéria (de TV) para todo o Brasil. Foi muito bom para mim e para ele. A intenção era ficar entre eu e ele. Fomos mostrando e acabou estourando”, revelou.

Driblador e atrevido

Francisco Clodoaldo Chagas Ferreira surgiu no Fortaleza como uma das principais revelações do futebol cearense nos últimos tempos. O canhoto nascido em Ipu-CE fez 126 gols a camisa do clube leonino. Pelo próprio Tricolor do Pici, participou de várias partidas do tabu de 16 partidas sem derrotas para o Ceará, entre os anos de 1999 e 2001.

Clodô foi cinco vezes campeão cearense pela equipe do estádio Alcides Santos. O jogador também conquistou o título de artilheiro em duas oportunidades no Estadual (2001 e 2003).

“Foi o maior ídolo que eu vi no estádio. Acompanho futebol faz tempo, nunca vi igual no futebol do Nordeste. A torcida tem muita magoa dele, pela forma que ele saiu, mas é indiscutível. Eu o vejo uma vez o outra. A gente tem um carinho enorme”, comentou o músico.

Aos 36 anos, Clodoaldo participa da Série B do Campeonato Cearense pelo Nova Russas. O atleta acumula no currículo passagens sem muito brilho por várias equipes, como: Treze, Ituano, Potiguar, Icasa, Fluminense de Feira, Quixadá, Horizonte. Depois de ter saído do Fortaleza, ainda foi campeão pelo rival Ceará (2006).

Som de sucesso

Caio DJ iniciou a carreira em 1997. O músico tocou em várias festas de funk no início dos anos 2000, inclusive produziu cânticos para algumas torcidas organizadas. Atualmente, toca em todo Brasil.

“Eu não fiz curso nenhum. Aprendi mexendo sozinho. Comprei equipamento e fui mexendo. Tinha uma equipe chamada Super Dance, me deram a chance”, indicou. Caio ainda completou: “Hoje eu me limito mais”, explicou o DJ em relação aos eventos. De acordo com o músico, a violência dos bailes é uma realidade.

Clique e relembre o “Rap do Clodoaldo”:

 

Publicidade

Dê sua opinião

Autor da música ‘rap do Clodoaldo’ relembra sucesso no início dos anos 2000

O hit criado por Caio DJ embalou os torcedores do Fortaleza nos estádios cearenses na conquista do bicampeonato Estadual, assim como no acesso à Série A

Por Lucas Catrib em Fortaleza

13 de Maio de 2015 às 07:00

Há 4 anos
DJ Caio e Clodoaldo se tornaram amigos depois da criação da música (FOTO: arquivo pessoal)

Caio DJ e Clodoaldo se tornaram amigos depois da criação da música (FOTO: arquivo pessoal)

Caio Froes vibrava no setor de arquibancada do estádio Presidente Vargas na maioria dos jogos do Tricolor em 2000. O time do coração do DJ, o Fortaleza, finalmente deixava de lado os anos de campanhas ruins, tendo uma equipe jovem, comandada por um baixinho atrevido em campo. Do nada, o telefone do músico tocou. Era o próprio camisa 10 do Leão. Praticamente 15 anos depois, o funkeiro de 35 anos relembra o sucesso da música criada para Clodoaldo.

Clodoaldo foi artilheiro em duas edições do Campeonato Cearense, 2001 e 2003 (FOTO: divulgação)

Clodoaldo foi artilheiro em duas edições do Campeonato Cearense, 2001 e 2003 (FOTO: divulgação)

“Gosto muito de funk, sou seu fã”, revelou o ex-jogador do Time do Pici na chamada. O atleta, na época com 21 anos, pediu para o ex-estudante de administração gravar um CD com faixas do estilo preferido pelo atacante. “Eu nem o conhecia. Já que ele pediu, tive a ideia de criar uma música para ele. A letra, a melodia, a produção”, explicou Caio.

O DJ chamou o MC Gordinho, atualmente cantor evangélico, para gravar. Em pouco tempo, o próprio Clodoaldo espalhou o cântico para os amigos, assim como também o autor do hit explorou a divulgação na base do boca a boca.

“A repercussão foi muito grande. Em um mês, passou umas 10 vezes a matéria (de TV) para todo o Brasil. Foi muito bom para mim e para ele. A intenção era ficar entre eu e ele. Fomos mostrando e acabou estourando”, revelou.

Driblador e atrevido

Francisco Clodoaldo Chagas Ferreira surgiu no Fortaleza como uma das principais revelações do futebol cearense nos últimos tempos. O canhoto nascido em Ipu-CE fez 126 gols a camisa do clube leonino. Pelo próprio Tricolor do Pici, participou de várias partidas do tabu de 16 partidas sem derrotas para o Ceará, entre os anos de 1999 e 2001.

Clodô foi cinco vezes campeão cearense pela equipe do estádio Alcides Santos. O jogador também conquistou o título de artilheiro em duas oportunidades no Estadual (2001 e 2003).

“Foi o maior ídolo que eu vi no estádio. Acompanho futebol faz tempo, nunca vi igual no futebol do Nordeste. A torcida tem muita magoa dele, pela forma que ele saiu, mas é indiscutível. Eu o vejo uma vez o outra. A gente tem um carinho enorme”, comentou o músico.

Aos 36 anos, Clodoaldo participa da Série B do Campeonato Cearense pelo Nova Russas. O atleta acumula no currículo passagens sem muito brilho por várias equipes, como: Treze, Ituano, Potiguar, Icasa, Fluminense de Feira, Quixadá, Horizonte. Depois de ter saído do Fortaleza, ainda foi campeão pelo rival Ceará (2006).

Som de sucesso

Caio DJ iniciou a carreira em 1997. O músico tocou em várias festas de funk no início dos anos 2000, inclusive produziu cânticos para algumas torcidas organizadas. Atualmente, toca em todo Brasil.

“Eu não fiz curso nenhum. Aprendi mexendo sozinho. Comprei equipamento e fui mexendo. Tinha uma equipe chamada Super Dance, me deram a chance”, indicou. Caio ainda completou: “Hoje eu me limito mais”, explicou o DJ em relação aos eventos. De acordo com o músico, a violência dos bailes é uma realidade.

Clique e relembre o “Rap do Clodoaldo”: