Atletas de kitesurfe vão velejar por 3 dias, percorrendo 160 km pelo Nordeste
AVENTURA

Atletas de kitesurfe vão velejar por 3 dias, percorrendo 160 km pelo Nordeste

O Downwind das Emoções acontecerá entre os dias 12 e 15 de novembro, reunindo 15 atletas de kitesurfe

Por Ana Clara Jovino em Esportes Radicais

2 de novembro de 2016 às 06:30

Há 6 meses
(FOTO: Divulgação)

Para participar da viagem o pré-requisito é que seja um praticante de kitesurfe por no mínimo dois anos (FOTO: Divulgação)

Cerca de 15 velejadores pretendem se aventurar em uma viagem em que vão percorrer 160 quilômetros por praias do Nordeste. A viagem é organizada pelo Big Kite, um grupo de apaixonados por kitesurfe. Eles programam uma travessia pelo Delta do Parnaíba, no Piauí, e vão até Atins, no Maranhão. A aventura acontece entre os dias 12 e 15 de novembro.

O roteiro ainda conta com os Lençóis Maranhenses, onde os velejadores terão a oportunidade de conhecer praias paradisíacas e desabitadas. O nome da aventura é Downwind das Emoções.

Segundo Marques Filho, um dos organizadores do evento, a aventura ganhou esse nome porque downwind significa ir a favor do vento.

Marques esclarece que a viagem depende das condições da natureza. “Nós vamos depender diretamente do vento, ele que é nosso combustível. Se tiver algum dia em que tenha vento insuficiente, vamos percorrer alguns trechos de carro”, informa.

Os velejadores vão passar por praias de dois estados do Nordeste (FOTO: Reprodução)

Os velejadores vão passar por praias de dois estados do Nordeste (FOTO: Reprodução)

Para participar da viagem o pré-requisito é que seja um praticante de kitesurfe por no mínimo dois anos. Até agora, nove pessoas já fecharam o pacote, então seis vagas estão disponíveis. A organização sugere que os participantes utilizem kite de tamanho 8, 9 e 10.

Marques relata que é analista de sistema, mas resolveu se dedicar ao kitesurfe e a organizar esses eventos porque é um esporte que proporciona muitos valores. “O kitesurfe traz uma tranquilidade e nós, praticantes, temos um cuidado e preservamos a natureza, pois temos um contato direto com ela”.

Os interessados em participar compraram um pacote de R$ 1.500, que inclui logística e carro de apoio, hospedagem com café da manhã, motoristas e guias especializados com barco e jet ski pelo mar com rádio e GPS, camiseta do evento, água, frutas, sucos. Hospedagem em quartos triplos e quádruplos. Na volta de Atins, onde se encerra a viagem, oferecem também translado até a rodoviária de Parnaíba.

Para saber mais informações sobre a viagem, acesse o site do Big Kite.

Publicidade

Dê sua opinião

AVENTURA

Atletas de kitesurfe vão velejar por 3 dias, percorrendo 160 km pelo Nordeste

O Downwind das Emoções acontecerá entre os dias 12 e 15 de novembro, reunindo 15 atletas de kitesurfe

Por Ana Clara Jovino em Esportes Radicais

2 de novembro de 2016 às 06:30

Há 6 meses
(FOTO: Divulgação)

Para participar da viagem o pré-requisito é que seja um praticante de kitesurfe por no mínimo dois anos (FOTO: Divulgação)

Cerca de 15 velejadores pretendem se aventurar em uma viagem em que vão percorrer 160 quilômetros por praias do Nordeste. A viagem é organizada pelo Big Kite, um grupo de apaixonados por kitesurfe. Eles programam uma travessia pelo Delta do Parnaíba, no Piauí, e vão até Atins, no Maranhão. A aventura acontece entre os dias 12 e 15 de novembro.

O roteiro ainda conta com os Lençóis Maranhenses, onde os velejadores terão a oportunidade de conhecer praias paradisíacas e desabitadas. O nome da aventura é Downwind das Emoções.

Segundo Marques Filho, um dos organizadores do evento, a aventura ganhou esse nome porque downwind significa ir a favor do vento.

Marques esclarece que a viagem depende das condições da natureza. “Nós vamos depender diretamente do vento, ele que é nosso combustível. Se tiver algum dia em que tenha vento insuficiente, vamos percorrer alguns trechos de carro”, informa.

Os velejadores vão passar por praias de dois estados do Nordeste (FOTO: Reprodução)

Os velejadores vão passar por praias de dois estados do Nordeste (FOTO: Reprodução)

Para participar da viagem o pré-requisito é que seja um praticante de kitesurfe por no mínimo dois anos. Até agora, nove pessoas já fecharam o pacote, então seis vagas estão disponíveis. A organização sugere que os participantes utilizem kite de tamanho 8, 9 e 10.

Marques relata que é analista de sistema, mas resolveu se dedicar ao kitesurfe e a organizar esses eventos porque é um esporte que proporciona muitos valores. “O kitesurfe traz uma tranquilidade e nós, praticantes, temos um cuidado e preservamos a natureza, pois temos um contato direto com ela”.

Os interessados em participar compraram um pacote de R$ 1.500, que inclui logística e carro de apoio, hospedagem com café da manhã, motoristas e guias especializados com barco e jet ski pelo mar com rádio e GPS, camiseta do evento, água, frutas, sucos. Hospedagem em quartos triplos e quádruplos. Na volta de Atins, onde se encerra a viagem, oferecem também translado até a rodoviária de Parnaíba.

Para saber mais informações sobre a viagem, acesse o site do Big Kite.