Copa das Confederações: Uruguai - Esportes

Copa das Confederações: Uruguai

Seleção celeste vem com o respaldo de ter conquistado o título da Copa América de 2011

Por Thiago Sampaio em Copa das Confederações

1 de maio de 2013 às 10:30

Há 4 anos
Seleção uruguaia foi campeã da Copa América de 2013

Seleção uruguaia foi campeã da Copa América de 2013

Na série especial Copa das Confederações desta semana, apresentamos o perfil de uma das seleções mais tradicionais do futebol mundial: o Uruguai, que chega na competição, que será realizada entre 15 e 30 de junho no Brasil, com o respaldo de ter conquistado o título da Copa América de 2011.

Confira os perfis de : Nigéria, México,  Taiti e Itália

Também conhecida como a “Celeste”, o Uruguai possui uma bagagem de fazer inveja muitas seleções, acumulando nada menos que 21 títulos internacionais oficiais, sendo a recordista do mundo todo. Entre os triunfos, podem ser contabilizados o bicampeonato mundial (em 1930 e 1950), 15 Copa Américas e Bi-campeão Olímpico (1924 e 1928).

Na América do Sul, a equipe uruguaia conquistou o primeiro título da Copa América em 1916, faturando, em casa, o bicampeonato no ano seguinte. Em nível internacional, as conquistas começaram nos Jogos Olímpicos de 1924 e 1928, consideradas pela Fifa como mundiais. Escolhida para sediar a Copa do Mundo de 1930, também comemorou o primeiro título mundial perto dos torcedores.

A atual base tenta pegar o embalo pelo honroso quarto lugar, conquistado na última Copa do Mundo, (2010), na África do Sul. A equipe, comandada por Oscar Tabárez, está no Grupo B da Copa das Confederações, ao lado de Espanha, Nigéria e Taiti. A única participação na competição foi em 1997, quando terminou na quarta posição.

Destaques

Atacante Suárez e Cavani são as esperanças de gol do Uruguai

Atacante Suárez e Cavani são as esperanças de gol do Uruguai

A seleção Uruguaia é recheada de jogadores de grande reconhecimento mundial, sendo o meia-atacante Diego Forlán, 33 anos, o líder do esquadrão. Eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010 (atuando então pelo Atlético de Madri), o atleta agora defende as cores do Internacional-RS. Apesar de ser o maior artilheiro da História do Uruguai e o nome que mais vestiu a camisa celestre, Forlán atualmente vive fase instável, alternando entre a titularidade e a reserva.

As esperanças de gols ficam por conta da poderosa dupla de ataque formada por Cavani (atual artilheiro do Campeonato Italiano, pelo Napoli) e Suárez (atual artilheiro do Campeonato Inglês, pelo Liverpool). O segundo, porém, preocupa o técnico Oscar Tabárez pela falta de ritmo. O motivo: a federação inglesa suspendeu o jogador por 10 jogos depois que ele mordeu o braço do zagueiro do Chelsea  Branislav Ivanovic, no empate 2 x 2 entre as equipes.

Se no gol, o argentino naturalizado Muslera (do Galatasaray-TUR) garante a segurança, o veterano Diego Lugano lidera o setor defensivo. Aos 32 anos, o ex-jogador do São Paulo e atualmente no Málaga (ESP) não só é capitão da equipe, como também se aventura marcando gols de pênalti.

Álvaro González (da Lazio-ITA) e Arévalo Rios (do Palermo-ITA) são os “cães de guarda” responsáveis pela defesa e articulação no meio campo. O meio campo Lodeiro, do Botafogo, vem sendo nome frequente nas convocações, sendo inclusive titular em muitas ocasiões.

Especial-Copa-das-Confederações---uruguai

Fase irregular nas Eliminatórias

Apesar de o Uruguai chegar com tanto respaldo na Copa das Confederações, a equipe não vive bom momento nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Atualmente, a equipe está na sexta posição, com 13 pontos, fora da zona de classificação direta e também da repescagem para o Mundial do Brasil.

A campanha é bastante irregular, acumulando derrotas por 4 a 1 para a Bolívia, 3 a 0 para a Argentina e 4 a 0 para a Colômbia. No último jogo, perdeu por 2 a 0 para o Chile. A ‘Celeste’ está atrás de Argentina, Equador, Colômbia, Chile e Venezuela e corre o sério risco de ficar de fora do mundial de 2014.

“Pesadelo” do Brasil

A primeira final disputada pelo Uruguai foi na Copa América de 1919, sendo derrotado por 1 a 0 para o Brasil. Mas a vingança contra os brasileiros veio de forma contundente: na fatídica Copa do Mundo de 1950, a última realizada nas terras tupiniquins.

Naquele ano, a ‘celeste’ aplicou uma das maiores goleadas em Copa do Mundo: 8 a 0 na Bolívia, durante a primeira fase. A final foi contra o Brasil, no estádio Maracanã. A seleção canarinho começou vencendo com gol de Friaça, mas o Uruguai empatou com Schiaffino e virou com Ghiggia. A maior arena do mundo ficou calada, em um dos episódios mais trágicos do futebol brasileiro. Final de 50, Brasil 1 X 2 Uruguai. Estava criado o maracanazo.

Títulos Importantes

Copa do Mundo: 1930, 1950
Copa América: 1916, 1917, 1920, 1923, 1924, 1926, 1935, 1942, 1956, 1959, 1967, 1983, 1987, 1995 e 2011
Olimpíadas: 1924, 1928
Jogos Pan-Americanos: 1983
Mundialito: 1988

Campanhas de destaque

Vice campeão da Copa da América: 1919, 1927, 1939, 1941, 1989, 1999
Terceiro lugar da Copa América: 1921, 1922, 1929, 1937, 1947, 1953, 1957, 1975 e 2004
Quarto colocado da Copa do Mundo: 1954, 1970 e 2010
Quarto lugar da Copa das Confederações: 1997

Jogos do Uruguai na primeira fase da Copa das Confederações

16/06 – Espanha x Uruguai – Arena Pernambuco

20/06 – Nigéria x Uruguai – Fonte Nova

23/06 – Uruguai x Tairi – Arena Pernambuco

Publicidade

Dê sua opinião

Copa das Confederações: Uruguai

Seleção celeste vem com o respaldo de ter conquistado o título da Copa América de 2011

Por Thiago Sampaio em Copa das Confederações

1 de maio de 2013 às 10:30

Há 4 anos
Seleção uruguaia foi campeã da Copa América de 2013

Seleção uruguaia foi campeã da Copa América de 2013

Na série especial Copa das Confederações desta semana, apresentamos o perfil de uma das seleções mais tradicionais do futebol mundial: o Uruguai, que chega na competição, que será realizada entre 15 e 30 de junho no Brasil, com o respaldo de ter conquistado o título da Copa América de 2011.

Confira os perfis de : Nigéria, México,  Taiti e Itália

Também conhecida como a “Celeste”, o Uruguai possui uma bagagem de fazer inveja muitas seleções, acumulando nada menos que 21 títulos internacionais oficiais, sendo a recordista do mundo todo. Entre os triunfos, podem ser contabilizados o bicampeonato mundial (em 1930 e 1950), 15 Copa Américas e Bi-campeão Olímpico (1924 e 1928).

Na América do Sul, a equipe uruguaia conquistou o primeiro título da Copa América em 1916, faturando, em casa, o bicampeonato no ano seguinte. Em nível internacional, as conquistas começaram nos Jogos Olímpicos de 1924 e 1928, consideradas pela Fifa como mundiais. Escolhida para sediar a Copa do Mundo de 1930, também comemorou o primeiro título mundial perto dos torcedores.

A atual base tenta pegar o embalo pelo honroso quarto lugar, conquistado na última Copa do Mundo, (2010), na África do Sul. A equipe, comandada por Oscar Tabárez, está no Grupo B da Copa das Confederações, ao lado de Espanha, Nigéria e Taiti. A única participação na competição foi em 1997, quando terminou na quarta posição.

Destaques

Atacante Suárez e Cavani são as esperanças de gol do Uruguai

Atacante Suárez e Cavani são as esperanças de gol do Uruguai

A seleção Uruguaia é recheada de jogadores de grande reconhecimento mundial, sendo o meia-atacante Diego Forlán, 33 anos, o líder do esquadrão. Eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010 (atuando então pelo Atlético de Madri), o atleta agora defende as cores do Internacional-RS. Apesar de ser o maior artilheiro da História do Uruguai e o nome que mais vestiu a camisa celestre, Forlán atualmente vive fase instável, alternando entre a titularidade e a reserva.

As esperanças de gols ficam por conta da poderosa dupla de ataque formada por Cavani (atual artilheiro do Campeonato Italiano, pelo Napoli) e Suárez (atual artilheiro do Campeonato Inglês, pelo Liverpool). O segundo, porém, preocupa o técnico Oscar Tabárez pela falta de ritmo. O motivo: a federação inglesa suspendeu o jogador por 10 jogos depois que ele mordeu o braço do zagueiro do Chelsea  Branislav Ivanovic, no empate 2 x 2 entre as equipes.

Se no gol, o argentino naturalizado Muslera (do Galatasaray-TUR) garante a segurança, o veterano Diego Lugano lidera o setor defensivo. Aos 32 anos, o ex-jogador do São Paulo e atualmente no Málaga (ESP) não só é capitão da equipe, como também se aventura marcando gols de pênalti.

Álvaro González (da Lazio-ITA) e Arévalo Rios (do Palermo-ITA) são os “cães de guarda” responsáveis pela defesa e articulação no meio campo. O meio campo Lodeiro, do Botafogo, vem sendo nome frequente nas convocações, sendo inclusive titular em muitas ocasiões.

Especial-Copa-das-Confederações---uruguai

Fase irregular nas Eliminatórias

Apesar de o Uruguai chegar com tanto respaldo na Copa das Confederações, a equipe não vive bom momento nas Eliminatórias da Copa do Mundo. Atualmente, a equipe está na sexta posição, com 13 pontos, fora da zona de classificação direta e também da repescagem para o Mundial do Brasil.

A campanha é bastante irregular, acumulando derrotas por 4 a 1 para a Bolívia, 3 a 0 para a Argentina e 4 a 0 para a Colômbia. No último jogo, perdeu por 2 a 0 para o Chile. A ‘Celeste’ está atrás de Argentina, Equador, Colômbia, Chile e Venezuela e corre o sério risco de ficar de fora do mundial de 2014.

“Pesadelo” do Brasil

A primeira final disputada pelo Uruguai foi na Copa América de 1919, sendo derrotado por 1 a 0 para o Brasil. Mas a vingança contra os brasileiros veio de forma contundente: na fatídica Copa do Mundo de 1950, a última realizada nas terras tupiniquins.

Naquele ano, a ‘celeste’ aplicou uma das maiores goleadas em Copa do Mundo: 8 a 0 na Bolívia, durante a primeira fase. A final foi contra o Brasil, no estádio Maracanã. A seleção canarinho começou vencendo com gol de Friaça, mas o Uruguai empatou com Schiaffino e virou com Ghiggia. A maior arena do mundo ficou calada, em um dos episódios mais trágicos do futebol brasileiro. Final de 50, Brasil 1 X 2 Uruguai. Estava criado o maracanazo.

Títulos Importantes

Copa do Mundo: 1930, 1950
Copa América: 1916, 1917, 1920, 1923, 1924, 1926, 1935, 1942, 1956, 1959, 1967, 1983, 1987, 1995 e 2011
Olimpíadas: 1924, 1928
Jogos Pan-Americanos: 1983
Mundialito: 1988

Campanhas de destaque

Vice campeão da Copa da América: 1919, 1927, 1939, 1941, 1989, 1999
Terceiro lugar da Copa América: 1921, 1922, 1929, 1937, 1947, 1953, 1957, 1975 e 2004
Quarto colocado da Copa do Mundo: 1954, 1970 e 2010
Quarto lugar da Copa das Confederações: 1997

Jogos do Uruguai na primeira fase da Copa das Confederações

16/06 – Espanha x Uruguai – Arena Pernambuco

20/06 – Nigéria x Uruguai – Fonte Nova

23/06 – Uruguai x Tairi – Arena Pernambuco