Especial

Fortaleza Esporte Clube 100 anos

AMOR

100 ANOS DE AMOR PELO FORTALEZA

Um time de futebol é feito com muito mais do que 11 jogadores em campo. No caso do Fortaleza Esporte Clube é feito com milhares de apaixonados que se espalham por todo o estado. E por que não por todo um país?

Mesmo amargando oito anos de Série C, a torcida Tricolor não perdeu sua essência. A lealdade citada no hino do clube foi colocada à prova ano após ano. Nenhuma decepção foi capaz de tirar a torcida do Fortaleza das maiores médias de público do Brasil. Nos anos que antecederam o centenário, a torcida tricolor nunca decepcionou nas arquibancadas.

Foto: Leonardo Moreira
Foto: Leonardo Moreira

Em 2017, o último ano do Leão na terceira divisão, o clube deixou a competição sendo o dono dos maiores públicos (Fortaleza x CSA – 43.778 pagantes e Fortaleza x Tupi – 39.126 pagantes). Os dois jogos renderam respectivamente as maiores rendas da competição com R$ 1.318.576 de arrecadação contra o Tupi e R$ 1.287.583 diante do CSA. A média de torcedores ao longo do campeonato foi de 18.175 por partida.

Em 2016 não foi diferente. O Fortaleza mais uma vez teve a maior média de público da terceira divisão com uma média de 17.358 torcedores por jogo. O feito levou o Leão a terminar o ano com a nona melhor média de público do país, superando 12 times da Série A. Na partida diante do Juventude, pelas quartas de final da Série C, o Fortaleza registou o maior público do futebol brasileiro em 2016, com 63.903 torcedores na Arena Castelão.

Nos anos anteriores não foi diferente. Em 2015, a média foi de 18.073 torcedores por jogo. Com 63.903 pessoas diante do Brasil de Pelotas, o Leão mais uma vez teve o maior público do campeonato. Diante do Macaé, em 2014, o Tricolor registrou mais uma vez o maior público do futebol brasileiro no ano com 63.254 torcedores.

Garoto jogando bola

Mosaicos

Nos últimos anos, a torcida vem ganhando repercussão nacional e internacional pelas festas realizadas na arquibancada. Boa parte disso se deve aos mosaicos organizados pelos torcedores. Em abril de 2012, o jogo entre Fortaleza e Náutico, válido pela Copa do Brasil, marcou o início daquilo que se tornaria uma marca da torcida tricolor.

Naquela noite, o estádio Presidente Vargas recebia um bom público, a torcida estava confiante e ansiosa com a novidade nas arquibancadas. No momento em que os jogadores adentraram ao campo do PV, papéis amarelos formaram a sigla “FEC” em meio a um fundo com azul e vermelho.

Outros mosaicos já haviam sido realizados em anos anteriores, mas foi a partir de 2012 que eles se tornaram frequentes em jogos do Fortaleza. Em 2014, diante do Macaé, a torcida tricolor fez uma linda festa com um mosaico que contou com mais de 60 mil panfletos (o maior já feito no Nordeste).

Em 2018, na partida diante do Sampaio Corrêa, antes da Copa do Mundo da Rússia, o ato da torcida do Fortaleza ganhou repercussão mundial por apresentar um mosaico incentivando a seleção brasileira.