Especial

Fortaleza Esporte Clube 100 anos

O Tribuna do Ceará homenageia o primeiro centenário
do Tricolor de Aço.

Especial 100 anos

O torcedor tricolor tem motivos para sorrir. Depois de oito anos amargando o calvário da terceira divisão, o Clube voltou a disputar a Série B do Brasileirão em 2018. O ano do Centenário pode terminar ainda mais especial, já que o time lidera o campeonato e é grande candidato ao título nacional.

A Série A, que parecia tão distante nesta década, se tornou um sonho real para torcedores, jogadores e dirigentes. A boa fase é fruto de muito trabalho e do apoio incondicional do torcedor, que mais uma vez não decepcionou.

Durante o ano do Centenário, a nação tricolor se fez presente tanto no estádio como fora dele. Ao longo de 2018, o Fortaleza sempre foi figurinha garantida nos 10 clubes com maior média de público do país, além de ter mantido a marca de mais de 20 mil sócios durante a Série B.

Fora de campo, o Clube também cresceu. Revista, filme, corrida de rua e um show foram algumas das ações adotadas pela diretoria para fortalecer a marca e aproximar o torcedor. Em fevereiro de 2018, o Fortaleza alcançou uma marca expressiva nas redes sociais com um milhão de seguidores somados em seus canais oficiais (YouTube, Facebook, Instagram e Twitter).

Em setembro de 2018, um levantamento do Ibope Repucom mostrou o número de seguidores das redes sociais dos clubes brasileiros. O Fortaleza aparece na 20ª colocação com 1.214.312 seguidores. Os números mostram que o Fortaleza Esporte Clube, em um cenário nacional, é a segunda instituição com mais fãs entre todas as equipes do Campeonato Brasileiro da Série B. No âmbito regional, o Clube está na 5ª colocação ficando atrás apenas de concorrentes como Sport, Bahia, Vitória e Ceará (todos participantes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol).

O planejamento do Centenário começou ainda em 2017. Com um cenário mais favorável, após o acesso, a diretoria teve o ânimo renovado para planejar 2018. Um dos maiores investimentos do clube foi ter escolhido Rogério Ceni como o técnico da temporada.

Rogério foi escolhido não só para ser o treinador do time, mas também para trazer a sua experiência de mais de 20 anos como goleiro do Tricolor Paulista. Com o novo treinador, o Fortaleza passou a sonhar com voos maiores. O time ganhou repercussão nacional e atraiu olhares de torcedores do Brasil inteiro.

A vinda do novo treinador foi fundamental na reestruturação da sede e do CT do Clube. Os treinamentos passaram a ser realizados no Centro de Treinamento Ribamar Bezerra, em Maracanaú (antes utilizado apenas pelas categorias de base). Os campos e a iluminação passaram por melhorias. Uma nova sala de imprensa foi inaugurada. O CT ganhou outra cara e frutos poderão ser colhidos no futuro.

A sede do Clube, o Pici, também passou por reformas. Novo gramado, construção de uma academia, instalação de um campo auxiliar, reforma na fachada e um hotel de primeira linha para concentração dos jogadores foram obras alusivas ao centenário do Clube.




Expediente – 18/10/2018
Textos: Gabriel Borges
Produção: Lyvia Rocha
Edição: Hayanne Narlla
Implementação e Design: Index Digital.