Eleições 2014 Contagem Regressiva

“Que não sejam projetos pessoais”, afirma Ciro sobre candidatura de Eunício ao governo

Sobre o senador Eunício Oliveira (PMDB), que faz parte de um dos partidos aliados do Pros, o titular da Secretaria de Saúde do Ceará, Ciro Gomes, salientou nesta quinta-feira (13) que é justo que o parlamentar se candidate ao governo do Estado. “Agora, nós vamos sentar na mesa apelando para que o que esteja em jogo não sejam projetos pessoais, nem nosso, nem de ninguém, mas o futuro do Ceará”.

Ciro quer sentar para conversar sobre possível candidatura de Eunício (FOTO: Divulgação).

Ciro quer sentar para conversar sobre possível candidatura de Eunício (FOTO: Divulgação).

Em visita a Limoeiro do Norte, distante 198 quilômetros de Fortaleza, o secretário ainda falou sobre os possíveis indicados de seu partido, além de comentar sobre a situação da ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins (PT). “Ali por maio, vamos sentar na mesa [para definir o candidato ao governo do Ceará]. Se fosse hoje, íamos sentar com seis nomes do nosso partido [Pros]”, declarou.

Entre os indicados, Ciro apontou os seguintes nomes: o atual vice-governador, Domingos Filho; o ex-secretário da Fazenda, deputado Mauro Benevides Filho; o ministro Leônidas Cristino; a secretária de Educação, Izolda Cela; o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque; e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, que já havia sido descartado por Cid Gomes e pelo próprio prefeito.

“Por que eles? Porque são aqueles que tem maior massa de serviços prestados, maior experiência, maior conhecimento da estratégia de desenvolvimento do Ceará, garantia de seriedade de que nenhum deles ninguém pode pegar na munheca que não responda muito bem (sic)”, ressaltou.

>LEIA MAIS:

Momento certo

Para Ciro, há um momento certo para abrir a discussão sobre os indicados, que provavelmente será em maio. O motivo para não tratar do assunto agora são os problemas enfrentados no estado, como a seca, a insegurança e a saúde pública.

“A política, mesmo sendo uma coisa limpa e nobre, porque é assim que a democracia funciona, ela não precisa ser esticada e você perder um ano brigando, quando precisa está todo mundo junto ajudando o Ceará, o nosso povo, a enfrentar o problema”, considerou.

Além disso, assegurou que a apresentação dos indicados do Pros não serão uma imposição aos outros 15 partidos aliados. “Num adianta as negadas se trancar numa sala em Fortaleza, botar o dinheiro na mesa e dizer isso e aquilo, porque quem manda mesmo é o nosso povo”.

Inelegível

O titular da pasta da Saúde do estado ainda lamentou a situação de Luizianne Lins, condenada pela Justiça Eleitoral e impedida de se candidatar pelos próximos oito anos. “Ela é muito leviana. Acusou o Roberto Cláudio exatamente do que está sendo condenada. O Roberto nunca sequer foi acusado. Não deixa de ser uma lição de Deus para quem não se comporta com humildade”.

Sarampo

Ao falar de sua área, o secretário apontou que há 127 casos de sarampo notificados, sendo 57 confirmados. Crianças menores de 1 ano são as mais recorrentes com a doença. Por isso, uma onda de vacinação está acontecendo no Ceará com bebê a partir dos seis meses de vida.