Veja os 10 piores erros cometidos pelos vestibulandos
COMO EVITAR

Veja os 10 piores erros cometidos pelos vestibulandos

Estudar sem rumo não é uma das melhores decisões a se tomar. Antes de colocar a mão na massa, você precisa parar por alguns minutos e pensar: Qual meu objetivo?

Por Tribuna do Ceará em Vestibular

8 de abril de 2017 às 07:00

Há 1 mês
Evite deixar o conteúdo acumular (FOTO: Divulgação)

Evite deixar o conteúdo acumular (FOTO: Divulgação)

Estudar de forma eficiente não é tão simples – envolve muita organização, comprometimento e foco. Na “Era da Informação”, como alguns teóricos gostam de chamar, o aluno não sofre com a falta de material – já que ele pode recorrer ao Google, YouTube e outros sites. Na verdade, uma das maiores dificuldades é saber armazenar o conteúdo e descobrir como usá-lo.

Pensando em ajudar os estudantes que estão cometendo erros básicos de estudos (mesmo sem saber), o Stoodi – startup de educação à distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo -preparou uma lista com 10 atitudes para se evitar na hora dos estudos.

1. Estudar sem uma estratégia

Estudar sem rumo não é uma das melhores decisões a se tomar. Antes de colocar a mão na massa, você precisa parar por alguns minutos e pensar: Qual meu objetivo? Como farei para alcançá-lo? A nossa sugestão é que você pesquise como funciona o processo seletivo que você prestará e descubra quais são os conteúdos de mais peso para a sua carreira específica.

Se você já fez isso, agora é a hora de montar um plano de estudos. É muito importante que esse cronograma atenda às suas necessidades. Se você decidir montar por conta própria, separe pelo menos três matérias por dia e priorize as suas atividades. Se você for assinar um cursinho à distância, certifique-se que esse plano será organizado com os tópicos mais estratégicos para a sua prova.

2. Ter um plano de estudos que não bata com a sua rotina

Vamos supor que você encontrou um plano de estudos maravilhoso – ele possui todos os conteúdos que costumam cair na sua prova. Porém, você não consegue seguir esse plano, porque ele não bate com a sua rotina. Sabe como resolver esse problema? Repensando a dinâmica do seu dia a dia.

Pegue um papel e faça uma tabela. Faça uma coluna para cada dia da semana. Depois disso, comece a pensar quais são as suas atividades – dessa forma vai ser mais fácil visualizar o que você precisa fazer. Veja qual é a melhor forma de esquematizar seu plano de estudos e repense se todas as atividades descritas são realmente necessárias. Se for preciso diminuir um pouco a carga horária, faça isso. Só pense muito bem em todas as consequências da sua estratégia.

3. Colocar metas sem prazos ou impor tarefas impossíveis

Uma coisa que ajuda muito os estudantes é colocar metas. Porém, um dos maiores erros de estudo é justamente esquecer de especificar esses prazos. Deixe sempre bem claro se aquela é uma meta diária, semanal ou mensal. Isso faz toda a diferença. Além de te ajudar a ser mais produtivo, o fato de colocar um check em cada tarefa finalizada pode te deixar ainda mais confiante. 

E se colocar metas é bom, colocar metas demais pode ser um problema. Você, melhor do que ninguém, sabe o que é possível ser feito. Então, não seja injusto com você e nem se coloque metas irreais – elas vão prejudicar muito os seus estudos.

4. Deixar o conteúdo acumular

Existe uma série de fatores que pode contribuir para que o seu conteúdo fique acumulado, como impor uma carga horária maior do que se pode estudar, alguns imprevistos, problemas de saúde, entre outros. A melhor forma para evitar que isso aconteça é reservar um dia da semana para colocar a matéria em dia. Se sobrar tempo você pode aproveitar e revisar os estudos.

5. Sobrecarregar a sua rotina de estudos

Tudo em excesso faz mal, até mesmo os estudos. Muitos alunos não levam a sério essa recomendação, mas é preciso separar um tempo para as pausas e o lazer. Uma aula não tem duração de 50 minutos por acaso. Alguns médicos acreditam que o nosso cérebro consegue ter um desempenho melhor durante essa média de tempo. Depois disso, ele precisa de uma pausa rápida para voltar a funcionar com força total.

6. Estudar muito as matérias que você tem facilidade e deixar de lado as outras

Não é porque você manda bem em História que vai largar Biologia, ok? Para conseguir uma nota legal nos vestibulares é preciso ter conhecimento básico de toda a grade curricular do ensino médio. Foque em História, mas lembre-se de dar uma passada (com frequência) nas outras disciplinas.

7. Ter um caderno para todas as disciplinas

Muitos alunos se perdem no meio das folhas de fichário e preferem fazer tudo no mesmo caderno. Cuidado para não deixar tudo desorganizado, ok? No momento do estudo, pode até ser mais fácil escrever tudo junto, mas como será na hora da revisão? E no momento em que você precisar consultar a matéria e sentir falta da continuidade dos temas? Pense nisso e organize seu material. 

8. Fazer anotações em qualquer lugar e depois não encontrá-las

Quem nunca teve a sensação de ter estudado algo e não encontrar as anotações? É muito frustrante. Por isso, no momento em que você estiver estudando, tenha sempre em mãos o seu caderno ou bloco de folhas. Isso evita que as informações fiquem jogadas e sem uma conexão entre si.

9. Ignorar o edital e não pesquisar características específicas

O edital de um vestibular é o documento que terá todas as informações sobre a prova. Ele contém datas, os conteúdos que cairão no exame, o peso de cada disciplina para formular a sua nota, o que você deve levar no dia da prova, etc. É muito importante dar uma olhada para não correr riscos de ser eliminado ou ter sua nota zerada. Além do mais, cada vestibular tem um formato e abordagem diferente. Descobrir como é a dinâmica da sua prova vai te ajudar a selecionar os conteúdos e deixar o seu estudo mais produtivo.

10. Ter uma mesa bagunçada ou estudar de qualquer jeito

Quando a nossa mesa está totalmente zoneada, o nosso cérebro fica confuso e não entende que aquele é um momento de estudo. Os especialistas recomendam que você tenha uma mesa organizada, com apenas o material essencial e com muita luz. Estudar deitado na cama também é outro problema porque sua cabeça nunca estará concentrada totalmente nem vai reter todas aquelas informações. Além disso, você corre o risco de bater aquele soninho. Para evitar esse tipo de coisa, estude sempre sentado com uma mesa organizada, espaçosa e com muita luz.

Publicidade

Dê sua opinião

COMO EVITAR

Veja os 10 piores erros cometidos pelos vestibulandos

Estudar sem rumo não é uma das melhores decisões a se tomar. Antes de colocar a mão na massa, você precisa parar por alguns minutos e pensar: Qual meu objetivo?

Por Tribuna do Ceará em Vestibular

8 de abril de 2017 às 07:00

Há 1 mês
Evite deixar o conteúdo acumular (FOTO: Divulgação)

Evite deixar o conteúdo acumular (FOTO: Divulgação)

Estudar de forma eficiente não é tão simples – envolve muita organização, comprometimento e foco. Na “Era da Informação”, como alguns teóricos gostam de chamar, o aluno não sofre com a falta de material – já que ele pode recorrer ao Google, YouTube e outros sites. Na verdade, uma das maiores dificuldades é saber armazenar o conteúdo e descobrir como usá-lo.

Pensando em ajudar os estudantes que estão cometendo erros básicos de estudos (mesmo sem saber), o Stoodi – startup de educação à distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo -preparou uma lista com 10 atitudes para se evitar na hora dos estudos.

1. Estudar sem uma estratégia

Estudar sem rumo não é uma das melhores decisões a se tomar. Antes de colocar a mão na massa, você precisa parar por alguns minutos e pensar: Qual meu objetivo? Como farei para alcançá-lo? A nossa sugestão é que você pesquise como funciona o processo seletivo que você prestará e descubra quais são os conteúdos de mais peso para a sua carreira específica.

Se você já fez isso, agora é a hora de montar um plano de estudos. É muito importante que esse cronograma atenda às suas necessidades. Se você decidir montar por conta própria, separe pelo menos três matérias por dia e priorize as suas atividades. Se você for assinar um cursinho à distância, certifique-se que esse plano será organizado com os tópicos mais estratégicos para a sua prova.

2. Ter um plano de estudos que não bata com a sua rotina

Vamos supor que você encontrou um plano de estudos maravilhoso – ele possui todos os conteúdos que costumam cair na sua prova. Porém, você não consegue seguir esse plano, porque ele não bate com a sua rotina. Sabe como resolver esse problema? Repensando a dinâmica do seu dia a dia.

Pegue um papel e faça uma tabela. Faça uma coluna para cada dia da semana. Depois disso, comece a pensar quais são as suas atividades – dessa forma vai ser mais fácil visualizar o que você precisa fazer. Veja qual é a melhor forma de esquematizar seu plano de estudos e repense se todas as atividades descritas são realmente necessárias. Se for preciso diminuir um pouco a carga horária, faça isso. Só pense muito bem em todas as consequências da sua estratégia.

3. Colocar metas sem prazos ou impor tarefas impossíveis

Uma coisa que ajuda muito os estudantes é colocar metas. Porém, um dos maiores erros de estudo é justamente esquecer de especificar esses prazos. Deixe sempre bem claro se aquela é uma meta diária, semanal ou mensal. Isso faz toda a diferença. Além de te ajudar a ser mais produtivo, o fato de colocar um check em cada tarefa finalizada pode te deixar ainda mais confiante. 

E se colocar metas é bom, colocar metas demais pode ser um problema. Você, melhor do que ninguém, sabe o que é possível ser feito. Então, não seja injusto com você e nem se coloque metas irreais – elas vão prejudicar muito os seus estudos.

4. Deixar o conteúdo acumular

Existe uma série de fatores que pode contribuir para que o seu conteúdo fique acumulado, como impor uma carga horária maior do que se pode estudar, alguns imprevistos, problemas de saúde, entre outros. A melhor forma para evitar que isso aconteça é reservar um dia da semana para colocar a matéria em dia. Se sobrar tempo você pode aproveitar e revisar os estudos.

5. Sobrecarregar a sua rotina de estudos

Tudo em excesso faz mal, até mesmo os estudos. Muitos alunos não levam a sério essa recomendação, mas é preciso separar um tempo para as pausas e o lazer. Uma aula não tem duração de 50 minutos por acaso. Alguns médicos acreditam que o nosso cérebro consegue ter um desempenho melhor durante essa média de tempo. Depois disso, ele precisa de uma pausa rápida para voltar a funcionar com força total.

6. Estudar muito as matérias que você tem facilidade e deixar de lado as outras

Não é porque você manda bem em História que vai largar Biologia, ok? Para conseguir uma nota legal nos vestibulares é preciso ter conhecimento básico de toda a grade curricular do ensino médio. Foque em História, mas lembre-se de dar uma passada (com frequência) nas outras disciplinas.

7. Ter um caderno para todas as disciplinas

Muitos alunos se perdem no meio das folhas de fichário e preferem fazer tudo no mesmo caderno. Cuidado para não deixar tudo desorganizado, ok? No momento do estudo, pode até ser mais fácil escrever tudo junto, mas como será na hora da revisão? E no momento em que você precisar consultar a matéria e sentir falta da continuidade dos temas? Pense nisso e organize seu material. 

8. Fazer anotações em qualquer lugar e depois não encontrá-las

Quem nunca teve a sensação de ter estudado algo e não encontrar as anotações? É muito frustrante. Por isso, no momento em que você estiver estudando, tenha sempre em mãos o seu caderno ou bloco de folhas. Isso evita que as informações fiquem jogadas e sem uma conexão entre si.

9. Ignorar o edital e não pesquisar características específicas

O edital de um vestibular é o documento que terá todas as informações sobre a prova. Ele contém datas, os conteúdos que cairão no exame, o peso de cada disciplina para formular a sua nota, o que você deve levar no dia da prova, etc. É muito importante dar uma olhada para não correr riscos de ser eliminado ou ter sua nota zerada. Além do mais, cada vestibular tem um formato e abordagem diferente. Descobrir como é a dinâmica da sua prova vai te ajudar a selecionar os conteúdos e deixar o seu estudo mais produtivo.

10. Ter uma mesa bagunçada ou estudar de qualquer jeito

Quando a nossa mesa está totalmente zoneada, o nosso cérebro fica confuso e não entende que aquele é um momento de estudo. Os especialistas recomendam que você tenha uma mesa organizada, com apenas o material essencial e com muita luz. Estudar deitado na cama também é outro problema porque sua cabeça nunca estará concentrada totalmente nem vai reter todas aquelas informações. Além disso, você corre o risco de bater aquele soninho. Para evitar esse tipo de coisa, estude sempre sentado com uma mesa organizada, espaçosa e com muita luz.