Veja lista dos empregos mais buscados no Brasil em 2016
PESQUISA

Veja lista dos empregos mais buscados no Brasil em 2016

Pesquisa do portal de emprego Jobatus indicou que 5 dos 10 empregos mais buscados estão relacionados à área de Engenharia

Por Tribuna do Ceará em Empregos

30 de dezembro de 2016 às 07:00

Há 3 semanas
Postos para Engenheiro Civil representaram 33.759 buscas (FOTO: Divulgação)

Postos para Engenheiro Civil representaram 33.759 buscas (FOTO: Divulgação)

Você sabia que 5 dos 10 empregos mais buscados em 2016 estão relacionados à área de Engenharia? Comunicadores, administradores, contadores, áreas como marketing, logística e comercial e até mesmo emprego para as Olimpíadas também movimentaram a web de empregos Jobatus e se destacaram entre os 20 mais buscados.

Engenheiros lideram a busca de emprego no Brasil

De acordo com relatório do portal de emprego jobatus.com.br, há seis meses consecutivos, engenheiros ocupam o topo da lista de busca de empregos no Brasil, representando um total de 65.151 buscas. Postos para Engenheiro Civil representaram 33.759 buscas (2ª posição no ranking), Engenheiro Eletricista, 8694 (10ª posição) e Engenheiro Mecânico, 6888 (15ª posição).

De acordo com Willcker Braga, Country Manager Jobatus Brasil, no mesmo período o número de ofertas de emprego para o setor reduziu em 42% na web. Em contrapartida, o número de Engenheiros em busca de emprego cresceu cerca de 20%.

Cargos relacionados à administração e logística não passam desapercebidos

Auxiliar Administrativo ocupou a quarta posição no ranking dos empregos mais buscados em 2016, representando um total de 11721 buscas. Logo em seguida, aparecem Logística na 5ª posição e 11682 buscas, recepcionista, 6ª posição e 10848 buscas. Administrativo ocupa a 8ª posição, Escritório a 11ª e Assistente administrativo o 13º lugar.

Gerentes e supervisores entre os profissionais que mais buscaram emprego em 2016

Engana-se quem pensa que a crise política e econômica que assola o país desde 2015 atingiu somente cargos operacionais. Profissionais com cargos estratégicos também aparecem dentre os que mais buscaram emprego em 2016. A função de gerente aparece na 7ª posição, com um total de 11184 buscas. Já supervisor ocupa a 20ª posição com um total de 6456 buscas. 

As Olimpíadas despertaram os sonhos dos brasileiros

Parece que participar das Olimpíadas Rio 2016 não só assistindo aos jogos, mas também trabalhando, fez parte do sonho de muitos brasileiros. O termo Olimpíadas foi um dos mais buscados em Jobatus, ocupando a 18ª posição e um total de 6570 buscas. O termo ficou na frente até mesmo de funções ou áreas sempre muito buscadas, como comprador (22ª), construção (24ª) e telemarketing (41ª)

O impacto da crise em áreas como Marketing e Comunicação

É comum ouvir de profissionais de marketing e comunicação que, em tempos de crise, essas são algumas das áreas mais afetadas. Pelo que demonstra o número de buscas em Jobatus, a afirmação desses profissionais é uma realidade. Comunicação e marketing ocuparam o 9º lugar dentre os mais buscados com 39339 buscas. Já apenas o termo comunicação aparece na 14ª posição e 7374 buscas e o marketing ocupa a 28ª posição e 5049 buscas.

Termos menos buscados em 2016

Curiosamente alguns termos, áreas ou funções despertaram menos a atenção de candidatos seja por sua especificidade, baixa oferta ou até mesmo por inexistência da função. Cargos como vendedor de parafuso e vendedor licitação ocuparam as últimas posições no ranking que agrupa mais de 20 mil termos de busca em Jobatus Brasil.

Publicidade

Dê sua opinião

PESQUISA

Veja lista dos empregos mais buscados no Brasil em 2016

Pesquisa do portal de emprego Jobatus indicou que 5 dos 10 empregos mais buscados estão relacionados à área de Engenharia

Por Tribuna do Ceará em Empregos

30 de dezembro de 2016 às 07:00

Há 3 semanas
Postos para Engenheiro Civil representaram 33.759 buscas (FOTO: Divulgação)

Postos para Engenheiro Civil representaram 33.759 buscas (FOTO: Divulgação)

Você sabia que 5 dos 10 empregos mais buscados em 2016 estão relacionados à área de Engenharia? Comunicadores, administradores, contadores, áreas como marketing, logística e comercial e até mesmo emprego para as Olimpíadas também movimentaram a web de empregos Jobatus e se destacaram entre os 20 mais buscados.

Engenheiros lideram a busca de emprego no Brasil

De acordo com relatório do portal de emprego jobatus.com.br, há seis meses consecutivos, engenheiros ocupam o topo da lista de busca de empregos no Brasil, representando um total de 65.151 buscas. Postos para Engenheiro Civil representaram 33.759 buscas (2ª posição no ranking), Engenheiro Eletricista, 8694 (10ª posição) e Engenheiro Mecânico, 6888 (15ª posição).

De acordo com Willcker Braga, Country Manager Jobatus Brasil, no mesmo período o número de ofertas de emprego para o setor reduziu em 42% na web. Em contrapartida, o número de Engenheiros em busca de emprego cresceu cerca de 20%.

Cargos relacionados à administração e logística não passam desapercebidos

Auxiliar Administrativo ocupou a quarta posição no ranking dos empregos mais buscados em 2016, representando um total de 11721 buscas. Logo em seguida, aparecem Logística na 5ª posição e 11682 buscas, recepcionista, 6ª posição e 10848 buscas. Administrativo ocupa a 8ª posição, Escritório a 11ª e Assistente administrativo o 13º lugar.

Gerentes e supervisores entre os profissionais que mais buscaram emprego em 2016

Engana-se quem pensa que a crise política e econômica que assola o país desde 2015 atingiu somente cargos operacionais. Profissionais com cargos estratégicos também aparecem dentre os que mais buscaram emprego em 2016. A função de gerente aparece na 7ª posição, com um total de 11184 buscas. Já supervisor ocupa a 20ª posição com um total de 6456 buscas. 

As Olimpíadas despertaram os sonhos dos brasileiros

Parece que participar das Olimpíadas Rio 2016 não só assistindo aos jogos, mas também trabalhando, fez parte do sonho de muitos brasileiros. O termo Olimpíadas foi um dos mais buscados em Jobatus, ocupando a 18ª posição e um total de 6570 buscas. O termo ficou na frente até mesmo de funções ou áreas sempre muito buscadas, como comprador (22ª), construção (24ª) e telemarketing (41ª)

O impacto da crise em áreas como Marketing e Comunicação

É comum ouvir de profissionais de marketing e comunicação que, em tempos de crise, essas são algumas das áreas mais afetadas. Pelo que demonstra o número de buscas em Jobatus, a afirmação desses profissionais é uma realidade. Comunicação e marketing ocuparam o 9º lugar dentre os mais buscados com 39339 buscas. Já apenas o termo comunicação aparece na 14ª posição e 7374 buscas e o marketing ocupa a 28ª posição e 5049 buscas.

Termos menos buscados em 2016

Curiosamente alguns termos, áreas ou funções despertaram menos a atenção de candidatos seja por sua especificidade, baixa oferta ou até mesmo por inexistência da função. Cargos como vendedor de parafuso e vendedor licitação ocuparam as últimas posições no ranking que agrupa mais de 20 mil termos de busca em Jobatus Brasil.