Saiba os 7 erros cometidos na gestão que podem arruinar seu negócio

ALERTA

Saiba os 7 erros cometidos na gestão que podem arruinar seu negócio

Ter uma boa base sobre gerenciamento empresarial é fundamental

Por Tribuna do Ceará em Carreira

26 de Fevereiro de 2018 às 07:15

Há 7 meses
Homem de terno azul com as mãos a cabeça em referência a desespero

Alguns erros podem arruinar o negócio de muitas empresas (FOTO: Divulgação)

Administrar um negócio não é tarefa fácil. Requer habilidades importantes que precisam ser adquiridas, desde que o empreendedor esteja apto a novos conhecimentos e perspectivas.

A gestão de negócios quando eficiente é o alicerce fundamental para o sucesso de um empreendimento. Já ao contrário, pode gerar uma série de problemas ao administrador, podendo culminar na quebra do negócio.

Para o consultor empresarial Adriano Nodari, é importante que o empreendedor sempre recicle os conhecimentos e aprenda a suprir a deficiência de habilidade em alguma área da gestão do negócio.

“O grande erro do administrador é procurar a consultoria empresarial somente quando o negócio está com dificuldades sérias”.

Saber o que fazer ou não na gestão de um negócio é essencial. Confira a seguir os principais erros cometidos na gestão que podem arruinar um negócio:

Não ter um plano de negócios

Este é um erro cometido, principalmente, por aqueles empreendedores mais impulsivos e muito otimistas, que começam o negócio pensando apenas em curto prazo. Fazer previsões para o futuro da empresa é primordial e o mais importante: o plano de negócios deve ser revisto de tempos em tempos. Mesmo em casos de empresas sem o plano de negócios, é possível consertar o erro a qualquer momento para não ser pego desprevenido em algum momento.

Não ter sistema de gerenciamento de fluxo de caixa

O sistema de gerenciamento é o norte da empresa. Saber o que existe em estoque, valores que entram e saem ou que ainda vão entrar e sair. Um bom gerenciamento de caixa permite perceber erros e oportunidades e dão ao empreendedor a condição de corrigir erros para o bom andamento do negócio.

Ignorar o capital de giro

Se o empreendedor pensa apenas no grande volume de vendas, mas deixa de se atentar as despesas fixas de seu negócio, futuramente, terá muitos problemas. Cada tipo de negócio requer uma quantidade de dinheiro para formar capital de giro.

Não ter um valor de pró-labore fixo

Sócios em um negócio devem estar acordados quanto aos valores que receberão pela administração do negócio. Este valor pode ser dividido igualmente ou proporcional ao que cada um dos integrantes investiu quando abriu o
empreendimento. Não ter um valor pró-labore predeterminado pode levar a desentendimentos e distorções entre os sócios.

Tratar o dinheiro da empresa como dinheiro pessoal

Empreendedores, principalmente em início de negócio, cometem um erro muito comum. Acreditam que o pagamento ou lucro do negócio deve suprir as despesas pessoais. Essa ação, em longo prazo, pode colocar a empresa em graves problemas financeiros.

Ter o negócio da informalidade

A razão da falência de muitos empreendimentos, acredite, é o administrador querer ser informal em pleno século XXI, negligenciando o pagamento de impostos e de direitos trabalhistas. Uma empresa existe, quando literalmente
“se declara”, paga impostos e anda conforme a lei.

Não ter um demonstrativo de resultados

Quando o empresário tem um demonstrativo de resultados, tem os dados necessários para um monitoramento de como levar a empresa. Um bom demonstrativo é como um diagnóstico dos processos da empresa, o que inclui custos e receitas, e assim, também é possível compreender se a empresa é lucrativa, e se não, tentar corrigir erros.

Publicidade

Dê sua opinião

ALERTA

Saiba os 7 erros cometidos na gestão que podem arruinar seu negócio

Ter uma boa base sobre gerenciamento empresarial é fundamental

Por Tribuna do Ceará em Carreira

26 de Fevereiro de 2018 às 07:15

Há 7 meses
Homem de terno azul com as mãos a cabeça em referência a desespero

Alguns erros podem arruinar o negócio de muitas empresas (FOTO: Divulgação)

Administrar um negócio não é tarefa fácil. Requer habilidades importantes que precisam ser adquiridas, desde que o empreendedor esteja apto a novos conhecimentos e perspectivas.

A gestão de negócios quando eficiente é o alicerce fundamental para o sucesso de um empreendimento. Já ao contrário, pode gerar uma série de problemas ao administrador, podendo culminar na quebra do negócio.

Para o consultor empresarial Adriano Nodari, é importante que o empreendedor sempre recicle os conhecimentos e aprenda a suprir a deficiência de habilidade em alguma área da gestão do negócio.

“O grande erro do administrador é procurar a consultoria empresarial somente quando o negócio está com dificuldades sérias”.

Saber o que fazer ou não na gestão de um negócio é essencial. Confira a seguir os principais erros cometidos na gestão que podem arruinar um negócio:

Não ter um plano de negócios

Este é um erro cometido, principalmente, por aqueles empreendedores mais impulsivos e muito otimistas, que começam o negócio pensando apenas em curto prazo. Fazer previsões para o futuro da empresa é primordial e o mais importante: o plano de negócios deve ser revisto de tempos em tempos. Mesmo em casos de empresas sem o plano de negócios, é possível consertar o erro a qualquer momento para não ser pego desprevenido em algum momento.

Não ter sistema de gerenciamento de fluxo de caixa

O sistema de gerenciamento é o norte da empresa. Saber o que existe em estoque, valores que entram e saem ou que ainda vão entrar e sair. Um bom gerenciamento de caixa permite perceber erros e oportunidades e dão ao empreendedor a condição de corrigir erros para o bom andamento do negócio.

Ignorar o capital de giro

Se o empreendedor pensa apenas no grande volume de vendas, mas deixa de se atentar as despesas fixas de seu negócio, futuramente, terá muitos problemas. Cada tipo de negócio requer uma quantidade de dinheiro para formar capital de giro.

Não ter um valor de pró-labore fixo

Sócios em um negócio devem estar acordados quanto aos valores que receberão pela administração do negócio. Este valor pode ser dividido igualmente ou proporcional ao que cada um dos integrantes investiu quando abriu o
empreendimento. Não ter um valor pró-labore predeterminado pode levar a desentendimentos e distorções entre os sócios.

Tratar o dinheiro da empresa como dinheiro pessoal

Empreendedores, principalmente em início de negócio, cometem um erro muito comum. Acreditam que o pagamento ou lucro do negócio deve suprir as despesas pessoais. Essa ação, em longo prazo, pode colocar a empresa em graves problemas financeiros.

Ter o negócio da informalidade

A razão da falência de muitos empreendimentos, acredite, é o administrador querer ser informal em pleno século XXI, negligenciando o pagamento de impostos e de direitos trabalhistas. Uma empresa existe, quando literalmente
“se declara”, paga impostos e anda conforme a lei.

Não ter um demonstrativo de resultados

Quando o empresário tem um demonstrativo de resultados, tem os dados necessários para um monitoramento de como levar a empresa. Um bom demonstrativo é como um diagnóstico dos processos da empresa, o que inclui custos e receitas, e assim, também é possível compreender se a empresa é lucrativa, e se não, tentar corrigir erros.