Inscrições para o Maloca Dragão 2017 se encerram nesta segunda-feira
OPORTUNIDADE

Inscrições para o Maloca Dragão 2017 se encerram nesta segunda-feira

A convocação para o evento não é um edital, mas um meio usado para mapear e formar um banco de projetos artísticos de todo o Estado

Por Tribuna do Ceará em Carreira

20 de março de 2017 às 07:00

Há 3 meses
Dragão do Mar é polo da cultura no Estado. (Foto: Falcão Júnior/Tribuna do Ceará/Arquivo)

Dragão do Mar é polo da cultura no Estado. (Foto: Falcão Júnior/Tribuna do Ceará/Arquivo)

As inscrições para o festival Maloca Dragão 2017 se encerram nesta segunda-feira (20). Podem ser inscritos projetos artísticos em teatro, música, dança, circo, literatura, arte urbana e culturas populares, além de produtores culturais, técnicos de iluminação, som, cenotecnia e roadies. A quarta edição do Maloca Dragão, realizado pelo Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, será realizada nos dias 28, 29 e 30 de abril.

A convocação para o evento não é um edital, mas um meio usado para mapear e formar um banco de projetos artísticos de todo o Estado, subsidiando assim o trabalho da curadoria do festival.

Os selecionados vão compor uma parte da programação da Maloca Dragão, que também terá artistas e grupos convidados. Os proponentes dos projetos escolhidos serão contatados previamente pela produção do festival, uma vez que a divulgação pública só se dará com a veiculação da programação completa da Maloca, no site do festival.

Produção cultural
Um das novidades da edição de 2017 é o chamamento de produtores culturais, técnicos de iluminação, som, cenotecnia e roadies. Os profissionais também formarão um banco de dados que poderá ser usado para outras ações culturais do Centro Dragão do Mar.

Os inscritos receberão qualificação gratuita através do Lab Maloca, curso de formação realizado pelo Dragão do Mar e Porto Iracema das Artes, escola de formação e criação do Ceará, ligada ao Instituto Dragão do Mar.

Inscrições
As inscrições devem ser feitas exclusivamente no endereço eletrônico http://malocadragao.com.br/, onde também poderá ser acessado um passo a passo da inscrição.

Entretanto, para efetivar a inscrição e ter acesso ao formulário on-line, o interessado deverá, primeiramente, se cadastrar no Mapa Cultural do Ceará (http://mapa.cultura.ce.gov.br), plataforma digital que integra uma rede de agentes culturais do nosso Estado.

Edição anterior
Em 2016, mais de cem atrações, entre espetáculos cênicos e musicais, se apresentaram em oito espaços do festival. Cerca de 60% da programação foi composta por trabalhos selecionados do banco de dados de programação formado a partir de chamamento público. No total, foram 323 projetos inéditos inscritos para o festival, no ano passado, dos quais foram selecionados 75, sendo 53 em música, 10 em Teatro, 01 em Circo, 06 em Literatura e 05 em Dança.

Muitos dos inscritos não selecionados nesta etapa, porém, foram convidados para programas diversos do Dragão do Mar, tais como Praça do Rock, Pôr do Som, Dragão Blues e Fuxico no Dragão. Também neste ano, o banco de projetos formado com o chamamento alimentará essa programação.

Publicidade

Dê sua opinião

OPORTUNIDADE

Inscrições para o Maloca Dragão 2017 se encerram nesta segunda-feira

A convocação para o evento não é um edital, mas um meio usado para mapear e formar um banco de projetos artísticos de todo o Estado

Por Tribuna do Ceará em Carreira

20 de março de 2017 às 07:00

Há 3 meses
Dragão do Mar é polo da cultura no Estado. (Foto: Falcão Júnior/Tribuna do Ceará/Arquivo)

Dragão do Mar é polo da cultura no Estado. (Foto: Falcão Júnior/Tribuna do Ceará/Arquivo)

As inscrições para o festival Maloca Dragão 2017 se encerram nesta segunda-feira (20). Podem ser inscritos projetos artísticos em teatro, música, dança, circo, literatura, arte urbana e culturas populares, além de produtores culturais, técnicos de iluminação, som, cenotecnia e roadies. A quarta edição do Maloca Dragão, realizado pelo Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, será realizada nos dias 28, 29 e 30 de abril.

A convocação para o evento não é um edital, mas um meio usado para mapear e formar um banco de projetos artísticos de todo o Estado, subsidiando assim o trabalho da curadoria do festival.

Os selecionados vão compor uma parte da programação da Maloca Dragão, que também terá artistas e grupos convidados. Os proponentes dos projetos escolhidos serão contatados previamente pela produção do festival, uma vez que a divulgação pública só se dará com a veiculação da programação completa da Maloca, no site do festival.

Produção cultural
Um das novidades da edição de 2017 é o chamamento de produtores culturais, técnicos de iluminação, som, cenotecnia e roadies. Os profissionais também formarão um banco de dados que poderá ser usado para outras ações culturais do Centro Dragão do Mar.

Os inscritos receberão qualificação gratuita através do Lab Maloca, curso de formação realizado pelo Dragão do Mar e Porto Iracema das Artes, escola de formação e criação do Ceará, ligada ao Instituto Dragão do Mar.

Inscrições
As inscrições devem ser feitas exclusivamente no endereço eletrônico http://malocadragao.com.br/, onde também poderá ser acessado um passo a passo da inscrição.

Entretanto, para efetivar a inscrição e ter acesso ao formulário on-line, o interessado deverá, primeiramente, se cadastrar no Mapa Cultural do Ceará (http://mapa.cultura.ce.gov.br), plataforma digital que integra uma rede de agentes culturais do nosso Estado.

Edição anterior
Em 2016, mais de cem atrações, entre espetáculos cênicos e musicais, se apresentaram em oito espaços do festival. Cerca de 60% da programação foi composta por trabalhos selecionados do banco de dados de programação formado a partir de chamamento público. No total, foram 323 projetos inéditos inscritos para o festival, no ano passado, dos quais foram selecionados 75, sendo 53 em música, 10 em Teatro, 01 em Circo, 06 em Literatura e 05 em Dança.

Muitos dos inscritos não selecionados nesta etapa, porém, foram convidados para programas diversos do Dragão do Mar, tais como Praça do Rock, Pôr do Som, Dragão Blues e Fuxico no Dragão. Também neste ano, o banco de projetos formado com o chamamento alimentará essa programação.