Mulheres que são pais e mães precisam cuidar do emocional, alerta psicóloga
'PÃES'

Mulheres que são pais e mães precisam cuidar do emocional, alerta psicóloga

Com ausência do pai na família, advogada assumiu o papel de ‘pãe’, quando os filhos ainda eram crianças

Por Tribuna Bandnews FM em Mulher

8 de maio de 2016 às 06:30

Há 9 meses
A figura paterna é fundamental para os filhos (FOTO: Divulgação)

A figura paterna é fundamental para os filhos (FOTO: Divulgação)

Dizem que as mães são seres mágicos, que sentem quando algo vai acontecer. Experimente sair sem agasalho quando ela diz que vai chover. Não desafie os poderes de uma mãe! Elas também têm uma força inexplicável. Principalmente, quando o assunto é proteger as crias.

Foi o que aconteceu com a advogada Luciana Montenegro. Com a ausência do pai na família, ela se viu obrigada a assumir as duas funções para os filhos que, na época, ainda eram crianças. “Não é fácil; mas, com o tempo, a gente vai vencendo, superando. Para o filho homem, acho que a falta do pai deixou uma lacuna. A gente tenta suprir isso”.

A figura paterna é fundamental para os filhos. Esse referencial pode ser substituído em caso de perdas, como explica a psicóloga Gorete Moura. “O referencial masculino é muito importante para a criança. Se ela não tem como conviver com o pai dessa criança, tem que providenciar um avô por perto, um tio, uma pessoa que represente esse outro lado”.

A psicóloga fala da sobrecarga de uma mãe que assume os dois papéis. “Podem acontecer duas coisas: ou ela sufoca essa criança, querendo dar conta demais, ou ela joga a culpa nessa criança, que passa a ser um instrumento que atrapalha o crescimento, a vida dela”, explica. As mães que exercem as duas funções precisam ser mais fortes e ter um equilíbrio emocional bem maior.

Ouça a matéria de Daniella de Lavor, da Rádio Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

'PÃES'

Mulheres que são pais e mães precisam cuidar do emocional, alerta psicóloga

Com ausência do pai na família, advogada assumiu o papel de ‘pãe’, quando os filhos ainda eram crianças

Por Tribuna Bandnews FM em Mulher

8 de maio de 2016 às 06:30

Há 9 meses
A figura paterna é fundamental para os filhos (FOTO: Divulgação)

A figura paterna é fundamental para os filhos (FOTO: Divulgação)

Dizem que as mães são seres mágicos, que sentem quando algo vai acontecer. Experimente sair sem agasalho quando ela diz que vai chover. Não desafie os poderes de uma mãe! Elas também têm uma força inexplicável. Principalmente, quando o assunto é proteger as crias.

Foi o que aconteceu com a advogada Luciana Montenegro. Com a ausência do pai na família, ela se viu obrigada a assumir as duas funções para os filhos que, na época, ainda eram crianças. “Não é fácil; mas, com o tempo, a gente vai vencendo, superando. Para o filho homem, acho que a falta do pai deixou uma lacuna. A gente tenta suprir isso”.

A figura paterna é fundamental para os filhos. Esse referencial pode ser substituído em caso de perdas, como explica a psicóloga Gorete Moura. “O referencial masculino é muito importante para a criança. Se ela não tem como conviver com o pai dessa criança, tem que providenciar um avô por perto, um tio, uma pessoa que represente esse outro lado”.

A psicóloga fala da sobrecarga de uma mãe que assume os dois papéis. “Podem acontecer duas coisas: ou ela sufoca essa criança, querendo dar conta demais, ou ela joga a culpa nessa criança, que passa a ser um instrumento que atrapalha o crescimento, a vida dela”, explica. As mães que exercem as duas funções precisam ser mais fortes e ter um equilíbrio emocional bem maior.

Ouça a matéria de Daniella de Lavor, da Rádio Tribuna BandNews FM: