Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

100% NATURAL

Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

O algodão é a matéria-prima cearense presente no tênis. Além do modelo usado pela duquesa, a marca vende diversos tênis feitos de forma sustentável

Por Tribuna do Ceará em Moda

22 de outubro de 2018 às 17:53

Há 4 semanas
Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

Duquesa Meghan Markle e príncipe Harry em visita a Sydney (FOTO: Reprodução/Instagram/kensingtonroyal)

Durante uma visita a Sydney, na Austrália, a duquesa de Susex, Meghan Markle, esposa de príncipe Harry, usou um tênis com parte do material feito no Ceará. O algodão é uma das matérias-primas utilizadas na produção do modelo Esplar, que é vendido pela empresa Vert Shoes.

O produto ganhou o nome em homenagem a ONG que presta apoio a produtores de algodão orgânico, a Esplar.

Com a matéria-prima que sai do Ceará, são feitos a palmilha e o forro do modelo, que é 100% natural. Além do algodão, também são utilizados malha de pet reciclável, cabedal em couro reciclado do Rio Grande do Sul e borracha nativa da Amazônia. O tênis é vendido por R$ 370.

De acordo com Ronildo Mastroianni, coordenador do Projeto Consórcios Agroecológicos com o Algodão
Esplar, o trabalho em parceria com a Vert começou em 2004, quando o sócio-proprietário François Morillion, da Vert Shoes, comprou a primeira produção de algodão. “Naquela época, foi através da Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural de Tauá (ADEC), que é uma organização de agricultores que trabalha a comercialização dos produtos da agricultura familiar”.

No primeiro lote, foram vendidos 5 mil pares, que foram disponibilizados para a França e outros países da Europa. “É muito bom ver nosso trabalho reconhecido internacionalmente”, afirma. Em 2018, foram produzidas 9 toneladas, e cerca de 180 agricultores foram acompanhados esse ano pela Esplar. “Toda a produção foi comprada pela Vert. É uma parceria de relação muito próxima, onde agricultores, assessoria técnica e os compradores se reúnem pra estabelecer quais os nortes, parâmetros e o valor estabelecido para o algodão”.

produtor de algodão em referência a Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

(FOTO: Esplar – Centro de Pesquisa e Assessoria)

Para a produção, sete municípios cearenses estão envolvidos: Tauá, Tamboril, Monsenhor Tabosa, Nova Russas, Crateús, Choro e Quixadá.

O trabalho da Adec é uma parceria com a Esplar, onde eles atuam com consórcios agroecológicos com o algodão, que são os roçados que as famílias agricultoras implantam e produzem.

“Com a perspectiva de ter a conservação e recuperação dos bens naturais, valorizando todo o ambiente onde está localizado essa produção”. A Ong atua com a agricultura familiar há 44 anos.

Publicidade

Dê sua opinião

100% NATURAL

Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

O algodão é a matéria-prima cearense presente no tênis. Além do modelo usado pela duquesa, a marca vende diversos tênis feitos de forma sustentável

Por Tribuna do Ceará em Moda

22 de outubro de 2018 às 17:53

Há 4 semanas
Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

Duquesa Meghan Markle e príncipe Harry em visita a Sydney (FOTO: Reprodução/Instagram/kensingtonroyal)

Durante uma visita a Sydney, na Austrália, a duquesa de Susex, Meghan Markle, esposa de príncipe Harry, usou um tênis com parte do material feito no Ceará. O algodão é uma das matérias-primas utilizadas na produção do modelo Esplar, que é vendido pela empresa Vert Shoes.

O produto ganhou o nome em homenagem a ONG que presta apoio a produtores de algodão orgânico, a Esplar.

Com a matéria-prima que sai do Ceará, são feitos a palmilha e o forro do modelo, que é 100% natural. Além do algodão, também são utilizados malha de pet reciclável, cabedal em couro reciclado do Rio Grande do Sul e borracha nativa da Amazônia. O tênis é vendido por R$ 370.

De acordo com Ronildo Mastroianni, coordenador do Projeto Consórcios Agroecológicos com o Algodão
Esplar, o trabalho em parceria com a Vert começou em 2004, quando o sócio-proprietário François Morillion, da Vert Shoes, comprou a primeira produção de algodão. “Naquela época, foi através da Associação de Desenvolvimento Educacional e Cultural de Tauá (ADEC), que é uma organização de agricultores que trabalha a comercialização dos produtos da agricultura familiar”.

No primeiro lote, foram vendidos 5 mil pares, que foram disponibilizados para a França e outros países da Europa. “É muito bom ver nosso trabalho reconhecido internacionalmente”, afirma. Em 2018, foram produzidas 9 toneladas, e cerca de 180 agricultores foram acompanhados esse ano pela Esplar. “Toda a produção foi comprada pela Vert. É uma parceria de relação muito próxima, onde agricultores, assessoria técnica e os compradores se reúnem pra estabelecer quais os nortes, parâmetros e o valor estabelecido para o algodão”.

produtor de algodão em referência a Esposa do príncipe Harry usa tênis com parte do material feito no Ceará

(FOTO: Esplar – Centro de Pesquisa e Assessoria)

Para a produção, sete municípios cearenses estão envolvidos: Tauá, Tamboril, Monsenhor Tabosa, Nova Russas, Crateús, Choro e Quixadá.

O trabalho da Adec é uma parceria com a Esplar, onde eles atuam com consórcios agroecológicos com o algodão, que são os roçados que as famílias agricultoras implantam e produzem.

“Com a perspectiva de ter a conservação e recuperação dos bens naturais, valorizando todo o ambiente onde está localizado essa produção”. A Ong atua com a agricultura familiar há 44 anos.