Conheça 5 marcas cearenses que trazem novos estilos e conceitos

MODA AUTORAL

Conheça 5 marcas cearenses que trazem ao público novos estilos e conceitos

As marcas cearenses estiveram expostas no DFB 2018 e estão conquistando o seu espaço no mundo fashion com moda autoral. Confira!

Por Daniel Rocha em Moda

13 de Maio de 2018 às 09:01

Há 6 meses

Além de desfiles de marcas nacionais e palestras com ícones da moda, o Dragão Fashion Brasil deste ano mostrou ao público o potencial da moda autoral do Ceará. São lojas com novas propostas de estilo e conceito, mas que vêm conquistando espaço em Fortaleza e também em outras capitais do País.

Há empreendedores que apostam em produtos artesanais, feitos à mão. Outros já optam por roupas sem gênero com modelos únicos. Tem lojas que propõem um novo estilo ao público feminino, enquanto outras buscam oferecer o custo-benefício. A maioria iniciou no mundo virtual com as e-commerce e lojas virtuais. Hoje, aventuram-se em abrir lojas físicas para atender a demanda.

+Leia Mais: Confira 8 looks bem descolados de gente que circulou pelo Dragão Fashion 2018

Em meio a tantas opções, o Tribuna do Ceará selecionou cinco marcas cearenses que trazem novas propostas ao público local. Confira!

Sambe e Raquel Medeiros

Raquel Medeiros é consultora de moda e proprietária da marca Sambe (Foto: Daniel Rocha)

Sambe 

Com 15 anos no mercado, a consultora de moda Raquel Medeiros decidiu apostar em uma marca que trouxesse a identidade de Fortaleza. Surgiu então a Sambe, marca que traz a junção do urbano e a praia.

“É bem meu estilo. É urbano, mas voltado para uma coisa descontraída e leve. Surgiu como uma marca de laboratório e a coisa começou a acontecer. Todo mundo começou a comprar”, conta.

Segundo a proprietária, a Sambe surgiu há um mês e meio e veio para valorizar os aspectos culturais do Estado. As roupas, assim como os acessórios, trazem detalhes da identidade cearense. “As roupas têm a pegada do artesanato. A ideia do pintada a mão”, ressalta.

Viviane Almeida e proprietária da Use Cabana

Use Cabana oferece blusas e camisas floridas com estampas personalizada e sem gênero (Foto: Daniel Rocha)

Use Cabana 

Uma moda sem gênero. Essa é a proposta da loja Use Cabana. As peças são todas com estampas fortes e malhas leves. As tiragens são pequenas para oferecer ao público um produto exclusivo.

“Hoje, se fala muito de roupas sem gênero. A gente trabalha com uma modelagem mista para atender os dois sexos. A proposta é ter uma quantidade limitada de estampa e de tamanho”, explica a proprietária Viviane Almeida.

+Leia Mais: Forever 21 será inaugurada em Fortaleza com brinde aos 100 primeiros clientes

Há quase dois anos no mercado, Viviane conta que as vendas ocorriam por meio das redes sociais e que ficava responsável por todo o processo de produção. Hoje, os seus produtos já estão disponíveis em diversas lojas colaborativas de Fortaleza. “A gente vende para todo o Brasil e até mesmo para pessoas do exterior”, comemora.

Sabrina Albuquerque e a sua loja

Adepta ao slowfashion, a marca Criôla traz sandálias e acessórios de macramê (Foto: Daniel Rocha)

Criôla

Sandálias e acessórios feitos à mão em macramê. É o que traz a loja Criôla, criada há três anos. Os produtos da marca são feitos pela proprietária Sabrina Albuquerque, um dos motivos para a produção ainda ser limitada, apesar do tempo de atuação.

“A gente tem esse estoque bem limitado. Traz um toque de exclusividade. A nossa produção é bem slowfashion”, explica Sabrina.

Entretanto, a marca já se expandiu para outros estados. Segundo Sabrina, os produtos feitos à mão, usando a técnica macramê, podem também serem encontrados em Belo Horizonte.

+Leia Mais: Cearense destaque na moda autoral é o único brasileiro a participar de evento em Londres

“Para mim, estar em outra região é muito massa porque é uma coisa nossa e isso não tem lá (Belo Horizonte). Eu trabalho também com a linha de sustentabilidade. Nada é de origem animal e busco materiais recicláveis”, divulga o seu diferencial.

Priscilla Fontes e Marcos Romcy

Há um ano e meio no mercado, a marca já vende seus produtos em uma loja colaborativa em São Paulo (Foto: Daniel Rocha)

The Beerhood

Você gosta de cerveja? Se a resposta for sim, já tem uma loja em Fortaleza que pode ser a sua cara. Esta é a proposta da marca de moda autoral The Beerhood. Todas as peças de roupas e acessórios remetem a cerveja.

De acordo com Marcos Romcy, proprietário da loja, a ideia de montar uma marca com essa proposta surgiu a partir da afinidade com a bebida. “Todas as estampas a gente trabalha a marca ou essa temática cerveja. Muitos brasileiros gostam de cerveja”, afirma Romcy.

Com um ano e meio de mercado, a The Beerhood iniciou com vendas apenas pela internet. Hoje, os produtos são vendidos em lojas colaborativas de Fortaleza e também já podem ser encontrados em São Paulo. “A gente começou bem devagarzinho. As expectativas para este ano é que a gente consiga chegar a outros estados”, ressalta.

César Cunha no stand da Flee!

Criada há quatro anos, a marca cearense Flee! já vende seus produtos para várias cidades brasileiras (Foto: Daniel Rocha)

Flee

A partir de um “time” diverso, formado por engenheiros, pedagogos e estilista, surgiu a marca Flee! há 4 anos. De acordo com César Cunha, um dos sócios da loja de moda praia, ele e seus amigos tinham o desejo de empreender, mas não em algo que remetesse a área de engenharia, segmento onde tem formação.

“A gente não queria criar um chip ou algo do tipo. Quando chegou uma amiga nossa com uma sacola de biquínis e comentou sobre a dificuldade de encontrar peças de qualidade com preços acessíveis”, relembra César.

A partir desse comentário, apostar na moda praia tornou-se o foco do grupo. Hoje, a marca já tem loja física, situada na Rua Monsenhor Catão, mas o forte nas vendas ainda é o e-commerce. “O e-commerce é 70% do nosso negócio. Fortaleza é a sexta cidade. Primeiro vem São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Recife e Salvador”, conclui.

Publicidade

Dê sua opinião

MODA AUTORAL

Conheça 5 marcas cearenses que trazem ao público novos estilos e conceitos

As marcas cearenses estiveram expostas no DFB 2018 e estão conquistando o seu espaço no mundo fashion com moda autoral. Confira!

Por Daniel Rocha em Moda

13 de Maio de 2018 às 09:01

Há 6 meses

Além de desfiles de marcas nacionais e palestras com ícones da moda, o Dragão Fashion Brasil deste ano mostrou ao público o potencial da moda autoral do Ceará. São lojas com novas propostas de estilo e conceito, mas que vêm conquistando espaço em Fortaleza e também em outras capitais do País.

Há empreendedores que apostam em produtos artesanais, feitos à mão. Outros já optam por roupas sem gênero com modelos únicos. Tem lojas que propõem um novo estilo ao público feminino, enquanto outras buscam oferecer o custo-benefício. A maioria iniciou no mundo virtual com as e-commerce e lojas virtuais. Hoje, aventuram-se em abrir lojas físicas para atender a demanda.

+Leia Mais: Confira 8 looks bem descolados de gente que circulou pelo Dragão Fashion 2018

Em meio a tantas opções, o Tribuna do Ceará selecionou cinco marcas cearenses que trazem novas propostas ao público local. Confira!

Sambe e Raquel Medeiros

Raquel Medeiros é consultora de moda e proprietária da marca Sambe (Foto: Daniel Rocha)

Sambe 

Com 15 anos no mercado, a consultora de moda Raquel Medeiros decidiu apostar em uma marca que trouxesse a identidade de Fortaleza. Surgiu então a Sambe, marca que traz a junção do urbano e a praia.

“É bem meu estilo. É urbano, mas voltado para uma coisa descontraída e leve. Surgiu como uma marca de laboratório e a coisa começou a acontecer. Todo mundo começou a comprar”, conta.

Segundo a proprietária, a Sambe surgiu há um mês e meio e veio para valorizar os aspectos culturais do Estado. As roupas, assim como os acessórios, trazem detalhes da identidade cearense. “As roupas têm a pegada do artesanato. A ideia do pintada a mão”, ressalta.

Viviane Almeida e proprietária da Use Cabana

Use Cabana oferece blusas e camisas floridas com estampas personalizada e sem gênero (Foto: Daniel Rocha)

Use Cabana 

Uma moda sem gênero. Essa é a proposta da loja Use Cabana. As peças são todas com estampas fortes e malhas leves. As tiragens são pequenas para oferecer ao público um produto exclusivo.

“Hoje, se fala muito de roupas sem gênero. A gente trabalha com uma modelagem mista para atender os dois sexos. A proposta é ter uma quantidade limitada de estampa e de tamanho”, explica a proprietária Viviane Almeida.

+Leia Mais: Forever 21 será inaugurada em Fortaleza com brinde aos 100 primeiros clientes

Há quase dois anos no mercado, Viviane conta que as vendas ocorriam por meio das redes sociais e que ficava responsável por todo o processo de produção. Hoje, os seus produtos já estão disponíveis em diversas lojas colaborativas de Fortaleza. “A gente vende para todo o Brasil e até mesmo para pessoas do exterior”, comemora.

Sabrina Albuquerque e a sua loja

Adepta ao slowfashion, a marca Criôla traz sandálias e acessórios de macramê (Foto: Daniel Rocha)

Criôla

Sandálias e acessórios feitos à mão em macramê. É o que traz a loja Criôla, criada há três anos. Os produtos da marca são feitos pela proprietária Sabrina Albuquerque, um dos motivos para a produção ainda ser limitada, apesar do tempo de atuação.

“A gente tem esse estoque bem limitado. Traz um toque de exclusividade. A nossa produção é bem slowfashion”, explica Sabrina.

Entretanto, a marca já se expandiu para outros estados. Segundo Sabrina, os produtos feitos à mão, usando a técnica macramê, podem também serem encontrados em Belo Horizonte.

+Leia Mais: Cearense destaque na moda autoral é o único brasileiro a participar de evento em Londres

“Para mim, estar em outra região é muito massa porque é uma coisa nossa e isso não tem lá (Belo Horizonte). Eu trabalho também com a linha de sustentabilidade. Nada é de origem animal e busco materiais recicláveis”, divulga o seu diferencial.

Priscilla Fontes e Marcos Romcy

Há um ano e meio no mercado, a marca já vende seus produtos em uma loja colaborativa em São Paulo (Foto: Daniel Rocha)

The Beerhood

Você gosta de cerveja? Se a resposta for sim, já tem uma loja em Fortaleza que pode ser a sua cara. Esta é a proposta da marca de moda autoral The Beerhood. Todas as peças de roupas e acessórios remetem a cerveja.

De acordo com Marcos Romcy, proprietário da loja, a ideia de montar uma marca com essa proposta surgiu a partir da afinidade com a bebida. “Todas as estampas a gente trabalha a marca ou essa temática cerveja. Muitos brasileiros gostam de cerveja”, afirma Romcy.

Com um ano e meio de mercado, a The Beerhood iniciou com vendas apenas pela internet. Hoje, os produtos são vendidos em lojas colaborativas de Fortaleza e também já podem ser encontrados em São Paulo. “A gente começou bem devagarzinho. As expectativas para este ano é que a gente consiga chegar a outros estados”, ressalta.

César Cunha no stand da Flee!

Criada há quatro anos, a marca cearense Flee! já vende seus produtos para várias cidades brasileiras (Foto: Daniel Rocha)

Flee

A partir de um “time” diverso, formado por engenheiros, pedagogos e estilista, surgiu a marca Flee! há 4 anos. De acordo com César Cunha, um dos sócios da loja de moda praia, ele e seus amigos tinham o desejo de empreender, mas não em algo que remetesse a área de engenharia, segmento onde tem formação.

“A gente não queria criar um chip ou algo do tipo. Quando chegou uma amiga nossa com uma sacola de biquínis e comentou sobre a dificuldade de encontrar peças de qualidade com preços acessíveis”, relembra César.

A partir desse comentário, apostar na moda praia tornou-se o foco do grupo. Hoje, a marca já tem loja física, situada na Rua Monsenhor Catão, mas o forte nas vendas ainda é o e-commerce. “O e-commerce é 70% do nosso negócio. Fortaleza é a sexta cidade. Primeiro vem São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Recife e Salvador”, conclui.