Brasil tem vários padrões de beleza, festeja cearense que foi Miss Brasil em 2014

EMPODERAMENTO NEGRO

Brasil tem vários padrões de beleza, festeja cearense que foi Miss Brasil em 2014

Melissa Gurgel havia colocado a piauiense Monalysa Alcântara como uma das favoritas ao título

Por Daniel Rocha em Moda

22 de agosto de 2017 às 11:33

Há 3 meses

Para Melissa, Monalysa teve um bom desempenho em todas as provas do concurso (FOTO: Reprodução/Facebook)

A modelo e estudante de Administração Monalysa Alcântara é a segunda mulher negra consecutiva e a terceira na história eleita como a mais bonita do Miss Brasil. A representante do Piauí recebeu a coroa no último sábado (19), pelas mãos da Miss Brasil 2016, Raissa Santana, do Paraná.

Apesar do baixo número de representantes negras, a cearense e Miss Brasil de 2014 Melissa Gurgel explica que o concurso busca mostrar a diversidade de padrões de beleza do Brasil.

“Todas são belas e o concurso sempre busca mostrar a diversidade do País”, destaca a Miss Brasil de 2014.

Já a organizadora do concurso no Ceará, Valéria Mannarino, por conta da dimensão continental do País, o concurso tem uma particularidade diferente das demais edições do exterior. “Temos uma miscigenação cultural muito forte, o que nos oferece vários tipos de beleza. Cada uma com as suas peculiaridades”, ressalta Valéria.

Mas além dos padrões de beleza, há outras características que são decisivas para definir a ganhadora. É preciso ter desenvoltura no palco, simpatia e estar antenada nos acontecimentos. “A beleza é muito importante, mas ter essas características também são essenciais. Ser uma miss é um conjunto de valores”, explica Melissa Gurgel.

A Miss Brasil de 2014 comemorou a vitória de Monalysa Alcântara em seu instagram (FOTO: Reprodução/Facebook)

Após ser coroada, Monalysa Alcântara disse que havia realizado um sonho ao ganhar o concurso de Miss Brasil 2017. A jovem de 18 anos agradeceu por todo o carinho dos piauienses que torceram durante a disputa e comemoram a sua vitória. A candidata estava entre as top 5, selecionadas por Melissa Gurgel. Para ela, além de ser bela, Monalysa teve um bom desempenho na competição. “Ela foi crescendo na competição. Desde o começo do programa até o final, ela se destacava”, afirmou.

Valéria também concorda com a análise de Gurgel. Para a organizadora, a Miss Brasil 2017 soube se expressar muito bem durantes as fases do concurso. O seu conteúdo foi o diferencial. “Um deles foi o conteúdo, porque a Miss é eleita para servir de exemplo e estimular as pessoas. Não basta ter um rosto bonito”, argumentou.

Publicidade

Dê sua opinião

EMPODERAMENTO NEGRO

Brasil tem vários padrões de beleza, festeja cearense que foi Miss Brasil em 2014

Melissa Gurgel havia colocado a piauiense Monalysa Alcântara como uma das favoritas ao título

Por Daniel Rocha em Moda

22 de agosto de 2017 às 11:33

Há 3 meses

Para Melissa, Monalysa teve um bom desempenho em todas as provas do concurso (FOTO: Reprodução/Facebook)

A modelo e estudante de Administração Monalysa Alcântara é a segunda mulher negra consecutiva e a terceira na história eleita como a mais bonita do Miss Brasil. A representante do Piauí recebeu a coroa no último sábado (19), pelas mãos da Miss Brasil 2016, Raissa Santana, do Paraná.

Apesar do baixo número de representantes negras, a cearense e Miss Brasil de 2014 Melissa Gurgel explica que o concurso busca mostrar a diversidade de padrões de beleza do Brasil.

“Todas são belas e o concurso sempre busca mostrar a diversidade do País”, destaca a Miss Brasil de 2014.

Já a organizadora do concurso no Ceará, Valéria Mannarino, por conta da dimensão continental do País, o concurso tem uma particularidade diferente das demais edições do exterior. “Temos uma miscigenação cultural muito forte, o que nos oferece vários tipos de beleza. Cada uma com as suas peculiaridades”, ressalta Valéria.

Mas além dos padrões de beleza, há outras características que são decisivas para definir a ganhadora. É preciso ter desenvoltura no palco, simpatia e estar antenada nos acontecimentos. “A beleza é muito importante, mas ter essas características também são essenciais. Ser uma miss é um conjunto de valores”, explica Melissa Gurgel.

A Miss Brasil de 2014 comemorou a vitória de Monalysa Alcântara em seu instagram (FOTO: Reprodução/Facebook)

Após ser coroada, Monalysa Alcântara disse que havia realizado um sonho ao ganhar o concurso de Miss Brasil 2017. A jovem de 18 anos agradeceu por todo o carinho dos piauienses que torceram durante a disputa e comemoram a sua vitória. A candidata estava entre as top 5, selecionadas por Melissa Gurgel. Para ela, além de ser bela, Monalysa teve um bom desempenho na competição. “Ela foi crescendo na competição. Desde o começo do programa até o final, ela se destacava”, afirmou.

Valéria também concorda com a análise de Gurgel. Para a organizadora, a Miss Brasil 2017 soube se expressar muito bem durantes as fases do concurso. O seu conteúdo foi o diferencial. “Um deles foi o conteúdo, porque a Miss é eleita para servir de exemplo e estimular as pessoas. Não basta ter um rosto bonito”, argumentou.