Aprenda dicas de como organizar o guarda-roupa de modo mais consciente

MODA EFICIENTE

Aprenda dicas de como organizar o guarda-roupa de modo mais consciente

É importante separar peças que não são mais usadas, além de ver quais roupas ainda serão usadas e estão de acordo com a realidade de cada um

Por Tribuna Bandnews FM em Moda

14 de Maio de 2018 às 07:15

Há 6 meses
moda

Especialista dá dicas de como organizar o guarda-roupa e comprar de forma consciente. (FOTO: Ana Rebeca Queiroz/Degagê)

Já abriu o guarda-roupa lotado de roupas e pensou: não tenho nada para vestir? Quem nunca, né? Com os preços das roupas aumentando cada vez mais, é bom pensar em como investir nas peças que você vai comprar para usar no dia a dia.

Para Mariella Fassanaro, consultora de estilo, é importante pensar em consumo consciente. Assim, não esquecer de apostar em itens que serão mais duráveis, menos descartáveis e que combinem com o estilo de cada um.

“Comprar peças mais baratas e que durem menos afeta um pouco o meio ambiente. Porque a gente já cria um problema no descarte quando começa a comprar muito mais, porque as coisas são mais baratas, a visualização dessas peças fica mais dificultada no nosso guarda roupa, closet. E é por isso que a gente, comprando sem essa análise do que é necessário pra vida, fica sempre com muitas peças, mas não sabe combiná-las, aplicá-las na vida. Eu sempre opto pela qualidade e não necessariamente pelo preço”, disse a consultora, em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM.

Mas não é qualquer roupa que vai ser um bom investimento. A qualidade do tecido, do acabamento, o caimento no corpo e a qualidade da costura são aspectos importantes a serem observados. É necessário também fazer uma avaliação do que você vai precisar e querer usar em situações como no trabalho ou lazer. É o guarda-roupa sustentável.

O primeiro passo para organizar o guarda-roupa é fazer uma limpeza. Separar o que se usa e o que você não pensa mais em usar.

“O que vai ser mantido precisa estar dentro desses parâmetro de aplicabilidade na vida. Precisa caber no corpo que a gente tem hoje, na nossa profissão, no nosso lazer. Ele está basicamente formado por um apanhado de peças que vão nos servir pra vida que a gente leva hoje. É isso que deve ficar”, disse Mariella.

E o custo por uso, você sabe o que é? É outro ponto importante a ser levado em consideração. A consultora explica.

“É você dividir o valor total de uma peça pelo total de vezes que você vai usá-la. Então, às vezes, compro um vestido de festa que vou usar uma vez ou duas e não me disponho a comprar uma terceira peça, um blazer bem cortado, de maior qualidade, de um tecido que respira, porque não faço esse cálculo do custo por uso que é essa divisão pra eu relativizar quanto que vai custar cada vez que eu usar essa peça”, explicou a especialista.

Assim, roupas que serão mais usadas podem ser um bom investimento, custando mais caro, se realmente tiverem qualidade, garantindo mais tempo de uso. Fim de semana está aí, fica a dica para organizar o guarda-roupa.

Confira a reportagem da Tribuna Band News, com Ariane Cajazeiras:

Publicidade

Dê sua opinião

MODA EFICIENTE

Aprenda dicas de como organizar o guarda-roupa de modo mais consciente

É importante separar peças que não são mais usadas, além de ver quais roupas ainda serão usadas e estão de acordo com a realidade de cada um

Por Tribuna Bandnews FM em Moda

14 de Maio de 2018 às 07:15

Há 6 meses
moda

Especialista dá dicas de como organizar o guarda-roupa e comprar de forma consciente. (FOTO: Ana Rebeca Queiroz/Degagê)

Já abriu o guarda-roupa lotado de roupas e pensou: não tenho nada para vestir? Quem nunca, né? Com os preços das roupas aumentando cada vez mais, é bom pensar em como investir nas peças que você vai comprar para usar no dia a dia.

Para Mariella Fassanaro, consultora de estilo, é importante pensar em consumo consciente. Assim, não esquecer de apostar em itens que serão mais duráveis, menos descartáveis e que combinem com o estilo de cada um.

“Comprar peças mais baratas e que durem menos afeta um pouco o meio ambiente. Porque a gente já cria um problema no descarte quando começa a comprar muito mais, porque as coisas são mais baratas, a visualização dessas peças fica mais dificultada no nosso guarda roupa, closet. E é por isso que a gente, comprando sem essa análise do que é necessário pra vida, fica sempre com muitas peças, mas não sabe combiná-las, aplicá-las na vida. Eu sempre opto pela qualidade e não necessariamente pelo preço”, disse a consultora, em entrevista à Rádio Tribuna BandNews FM.

Mas não é qualquer roupa que vai ser um bom investimento. A qualidade do tecido, do acabamento, o caimento no corpo e a qualidade da costura são aspectos importantes a serem observados. É necessário também fazer uma avaliação do que você vai precisar e querer usar em situações como no trabalho ou lazer. É o guarda-roupa sustentável.

O primeiro passo para organizar o guarda-roupa é fazer uma limpeza. Separar o que se usa e o que você não pensa mais em usar.

“O que vai ser mantido precisa estar dentro desses parâmetro de aplicabilidade na vida. Precisa caber no corpo que a gente tem hoje, na nossa profissão, no nosso lazer. Ele está basicamente formado por um apanhado de peças que vão nos servir pra vida que a gente leva hoje. É isso que deve ficar”, disse Mariella.

E o custo por uso, você sabe o que é? É outro ponto importante a ser levado em consideração. A consultora explica.

“É você dividir o valor total de uma peça pelo total de vezes que você vai usá-la. Então, às vezes, compro um vestido de festa que vou usar uma vez ou duas e não me disponho a comprar uma terceira peça, um blazer bem cortado, de maior qualidade, de um tecido que respira, porque não faço esse cálculo do custo por uso que é essa divisão pra eu relativizar quanto que vai custar cada vez que eu usar essa peça”, explicou a especialista.

Assim, roupas que serão mais usadas podem ser um bom investimento, custando mais caro, se realmente tiverem qualidade, garantindo mais tempo de uso. Fim de semana está aí, fica a dica para organizar o guarda-roupa.

Confira a reportagem da Tribuna Band News, com Ariane Cajazeiras: