Por que não existe sorvete ou picolé com sabor de laranja? A gente explica

CURIOSIDADE

Por que não existe sorvete ou picolé com sabor de laranja? A gente explica

Dúvida é esclarecida por quem trabalha em sorveterias de Fortaleza

Por Ana Clara Jovino em Gastronomia

15 de junho de 2016 às 06:45

Há 3 anos
s3://jgdprod us/wp content/uploads/sites/5/2016/06/sorvetedelaranja

O sumo da laranja amarga com o passar do tempo, por isso sorvete de laranja não é comum (FOTO: Reprodução)

Suco de laranja é uma bebida que não falta na mesa do brasileiro, mas outros produtos derivados da fruta, principalmente congelados, são quase impossíveis de encontrar. Você já parou para pensar nisso? Já que existe sorvete de sabores parecidos, de frutas cítricas, como tangerina e limão, por que não se encontra sorvete de laranja?

O que acontece é que o sumo da laranja amarga com o passar do tempo, por isso os produtos derivados da fruta não são bem aceitos pelo mercado.

Quem explica é Expedito Albuquerque, filho do sorveteiro mais conhecido de Fortaleza, Seu Juarez, fundador da Sorveteria Juarez, a mais tradicional da cidade. Ele aponta que sorvete de laranja não faz parte do cardápio porque amarga no outro dia, a não ser que tenha conservante.

“Não trabalhamos com esses produtos, todos os sorvetes são feitos da própria fruta e não contêm emulsificante, gordura hidrogenada, gordura trans ou óleo vegetal na fórmula”, destaca.

Ficar com um sabor amargo é uma característica comum das frutas cítricas. O mesmo acontece com o limão, mas a quantidade de frutas necessárias para se fazer algum produto de limão é menor que a quantidade necessária para se fazer algum produto de laranja. Sendo assim, a proporção de sabor amargo não é perceptível no sorvete/picolé de limão.

Outro motivo de ser raro encontrar sorvete de laranja é que não existe muita demanda pelo produto. Segundo Pedro Nuno, supervisor da San Paolo, a sorveteria não tem no seu cardápio sorvete de laranja porque não é uma preferência dos clientes. “Nós trabalhamos com poucos sabores de sorvete. Só dezoito, que são os preferidos das pessoas”.

Publicidade

Dê sua opinião

CURIOSIDADE

Por que não existe sorvete ou picolé com sabor de laranja? A gente explica

Dúvida é esclarecida por quem trabalha em sorveterias de Fortaleza

Por Ana Clara Jovino em Gastronomia

15 de junho de 2016 às 06:45

Há 3 anos
s3://jgdprod us/wp content/uploads/sites/5/2016/06/sorvetedelaranja

O sumo da laranja amarga com o passar do tempo, por isso sorvete de laranja não é comum (FOTO: Reprodução)

Suco de laranja é uma bebida que não falta na mesa do brasileiro, mas outros produtos derivados da fruta, principalmente congelados, são quase impossíveis de encontrar. Você já parou para pensar nisso? Já que existe sorvete de sabores parecidos, de frutas cítricas, como tangerina e limão, por que não se encontra sorvete de laranja?

O que acontece é que o sumo da laranja amarga com o passar do tempo, por isso os produtos derivados da fruta não são bem aceitos pelo mercado.

Quem explica é Expedito Albuquerque, filho do sorveteiro mais conhecido de Fortaleza, Seu Juarez, fundador da Sorveteria Juarez, a mais tradicional da cidade. Ele aponta que sorvete de laranja não faz parte do cardápio porque amarga no outro dia, a não ser que tenha conservante.

“Não trabalhamos com esses produtos, todos os sorvetes são feitos da própria fruta e não contêm emulsificante, gordura hidrogenada, gordura trans ou óleo vegetal na fórmula”, destaca.

Ficar com um sabor amargo é uma característica comum das frutas cítricas. O mesmo acontece com o limão, mas a quantidade de frutas necessárias para se fazer algum produto de limão é menor que a quantidade necessária para se fazer algum produto de laranja. Sendo assim, a proporção de sabor amargo não é perceptível no sorvete/picolé de limão.

Outro motivo de ser raro encontrar sorvete de laranja é que não existe muita demanda pelo produto. Segundo Pedro Nuno, supervisor da San Paolo, a sorveteria não tem no seu cardápio sorvete de laranja porque não é uma preferência dos clientes. “Nós trabalhamos com poucos sabores de sorvete. Só dezoito, que são os preferidos das pessoas”.