Projeto de fotógrafo registra bailarinas em cenários variados de Fortaleza

"PASSO DE UM CLIQUE"

Projeto de fotógrafo registra bailarinas em cenários variados de Fortaleza

Pedro Bayo reuniu quatro amigas bailarinas e saiu fotografando pela cidade. Ele explora paisagens do cotidiano

Por Crisneive Silveira em Fotografia

5 de dezembro de 2018 às 07:00

Há 1 semana
pedro-bayo

Pedro Bayo registra bailarinas pela cidade de Fortaleza. (FOTO: Pedro Bayo/Instagram Passo de Um Clique)

O cotidiano nos enquadra em movimentos básicos como andar, levantar os braços, e também acostuma nossos sentidos ao som do trânsito, às vozes das pessoas. É adaptação à vida que nos cerca. O “Passo de Um Clique”, projeto que registra dançarinas de balé em cenários de Fortaleza, traz um novo olhar para o óbvio.

O fotógrafo Pedro Bayo é o responsável pelo projeto, que ainda está no início, mas já vem chamando atenção nas redes sociais. O Ballerina Posed, perfil que divulga imagens de bailarinas pelo mundo, repostou uma das imagens.

Fotógrafo há três anos, Pedro explica que o projeto foi a necessidade de um respiro na profissão. Ele, que começou na área por hobby, sentiu que a paixão havia virado algo unicamente monetário. “Precisava de algo que me desse prazer”, relata. Uma amiga bailarina mantinha o mesmo interesse e fez um convite para fotografá-la.

“Juntei uma coisa a outra: chamei umas amigas para começar o projeto e ele foi se desenvolvendo. Ainda está bem no início, mas sinto que as pessoas têm gostado bastante, a galera vem curtindo e seguindo a página”, conta Pedro.

O Passo de um Clique busca de locais inusitados e maneiras de abordar o espaço da cidade misturando a dança e o cotidiano. Assim, a Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza, foi escolhida como local para o primeiro ensaio. É possível conferir todas as imagens no Instagram. Em 2014, um outro profissional havia feito algo semelhante.

“Achei que seria muito rico tanto para a dança quanto para as pessoas que estariam vendo. Foi tudo muito tranquilo, o pessoal estava interessado em saber o que era aquilo. Na pós-produção, você vê a bailarina dançando e, ao fundo, algumas pessoas olhando para ela. Sentir que tudo está envolvido de alguma forma na imagem é muito rico e deixa a foto mais chamativa”, analisa Pedro.

As lentes registram a leveza da dança nos passos das bailarinas Lara Alves, Manuela Barbazan, Carol Benjamim e Lívia Dodt. Além do Centro, a Praça das Flores, Estação do Metrofor do Benfica, Avenida da Universidade, Centro de Humanidades da UFC, Órbita Bar e Livraria Cultura também foram locais de ensaio. Como fotógrafo, ele relata o prazer no trabalho.

“Você passa o dia todo e não imagina que ali daria uma foto bacana. A gente nunca para e pensa que ali tem sua singularidade, sua leveza… A dança é uma linguagem universal, acredito, não importa língua ou cultura, existe um encanto muito grande pela dança, uma forma de expressar um sentimento. Além da sensação de liberdade, que nossa cidade é linda, rica, que as pessoas olhem as fotos e sintam a leveza que elas passam, e que quando elas passarem nos locais, elas vejam as fotos ali”, contou o fotógrafo.

Na correria do dia a dia, entre um passo e outro, apure o olhar para enxergar o que quebra a engrenagem da rotina. Na fotografia, na dança ou na simplicidade dos gestos, sempre há espaço para colorir o dia.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

A 3 anos quando iniciei na fotografia, e me viam muitas dúvidas, poucas pessoas se interessavam em fazer fotos comigo, ainda estava me descobrindo nessa arte, foi a Carol, que vocês estão vendo ai na foto, que mais me apoiou, mais me mostrou trabalhos de outros amigos dela, me mandava referências, me instigava a fazer coisas diferentes, não me esqueço da noite q a gente quis sair na madrugada pra fotografar no meio da rua, e acabou que, pasmem, por medo de sermos atropelados kkkk resolvemos fazer um ensaio no estacionamento do prédio dela, fotos q até hoje considero como umas das mais lindas q já fiz. Bem, ca estamos, 3 anos depois é tenho o prazer em poder fotografar você dançando mais uma vez, ainda mais sendo para um projeto q nasceu com toda certeza por influência sua!!! Te amo amiga!! Que eu possa continuar clicando em meio a seus passos!!. . . . . . .. . #passodeumclique #balletpost #balletlife #balletclass #balletlove #ballett #balletdancers #balletto #dance #dancer #balletworld #balletadulto #balletfeet #balletphoto #balletclub  #balletlovers #balletlover #balletphoto #balletphotoshoot #streetballet #urbanballet #converseallstar #worldwideballet #bailarinismo

Uma publicação compartilhada por ⓟⓐⓢⓢⓞ ⓓⓔ ⓤⓜ ⓒⓛⓘⓠⓤⓔ (@passodeumclique) em

Publicidade

Dê sua opinião

"PASSO DE UM CLIQUE"

Projeto de fotógrafo registra bailarinas em cenários variados de Fortaleza

Pedro Bayo reuniu quatro amigas bailarinas e saiu fotografando pela cidade. Ele explora paisagens do cotidiano

Por Crisneive Silveira em Fotografia

5 de dezembro de 2018 às 07:00

Há 1 semana
pedro-bayo

Pedro Bayo registra bailarinas pela cidade de Fortaleza. (FOTO: Pedro Bayo/Instagram Passo de Um Clique)

O cotidiano nos enquadra em movimentos básicos como andar, levantar os braços, e também acostuma nossos sentidos ao som do trânsito, às vozes das pessoas. É adaptação à vida que nos cerca. O “Passo de Um Clique”, projeto que registra dançarinas de balé em cenários de Fortaleza, traz um novo olhar para o óbvio.

O fotógrafo Pedro Bayo é o responsável pelo projeto, que ainda está no início, mas já vem chamando atenção nas redes sociais. O Ballerina Posed, perfil que divulga imagens de bailarinas pelo mundo, repostou uma das imagens.

Fotógrafo há três anos, Pedro explica que o projeto foi a necessidade de um respiro na profissão. Ele, que começou na área por hobby, sentiu que a paixão havia virado algo unicamente monetário. “Precisava de algo que me desse prazer”, relata. Uma amiga bailarina mantinha o mesmo interesse e fez um convite para fotografá-la.

“Juntei uma coisa a outra: chamei umas amigas para começar o projeto e ele foi se desenvolvendo. Ainda está bem no início, mas sinto que as pessoas têm gostado bastante, a galera vem curtindo e seguindo a página”, conta Pedro.

O Passo de um Clique busca de locais inusitados e maneiras de abordar o espaço da cidade misturando a dança e o cotidiano. Assim, a Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza, foi escolhida como local para o primeiro ensaio. É possível conferir todas as imagens no Instagram. Em 2014, um outro profissional havia feito algo semelhante.

“Achei que seria muito rico tanto para a dança quanto para as pessoas que estariam vendo. Foi tudo muito tranquilo, o pessoal estava interessado em saber o que era aquilo. Na pós-produção, você vê a bailarina dançando e, ao fundo, algumas pessoas olhando para ela. Sentir que tudo está envolvido de alguma forma na imagem é muito rico e deixa a foto mais chamativa”, analisa Pedro.

As lentes registram a leveza da dança nos passos das bailarinas Lara Alves, Manuela Barbazan, Carol Benjamim e Lívia Dodt. Além do Centro, a Praça das Flores, Estação do Metrofor do Benfica, Avenida da Universidade, Centro de Humanidades da UFC, Órbita Bar e Livraria Cultura também foram locais de ensaio. Como fotógrafo, ele relata o prazer no trabalho.

“Você passa o dia todo e não imagina que ali daria uma foto bacana. A gente nunca para e pensa que ali tem sua singularidade, sua leveza… A dança é uma linguagem universal, acredito, não importa língua ou cultura, existe um encanto muito grande pela dança, uma forma de expressar um sentimento. Além da sensação de liberdade, que nossa cidade é linda, rica, que as pessoas olhem as fotos e sintam a leveza que elas passam, e que quando elas passarem nos locais, elas vejam as fotos ali”, contou o fotógrafo.

Na correria do dia a dia, entre um passo e outro, apure o olhar para enxergar o que quebra a engrenagem da rotina. Na fotografia, na dança ou na simplicidade dos gestos, sempre há espaço para colorir o dia.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

A 3 anos quando iniciei na fotografia, e me viam muitas dúvidas, poucas pessoas se interessavam em fazer fotos comigo, ainda estava me descobrindo nessa arte, foi a Carol, que vocês estão vendo ai na foto, que mais me apoiou, mais me mostrou trabalhos de outros amigos dela, me mandava referências, me instigava a fazer coisas diferentes, não me esqueço da noite q a gente quis sair na madrugada pra fotografar no meio da rua, e acabou que, pasmem, por medo de sermos atropelados kkkk resolvemos fazer um ensaio no estacionamento do prédio dela, fotos q até hoje considero como umas das mais lindas q já fiz. Bem, ca estamos, 3 anos depois é tenho o prazer em poder fotografar você dançando mais uma vez, ainda mais sendo para um projeto q nasceu com toda certeza por influência sua!!! Te amo amiga!! Que eu possa continuar clicando em meio a seus passos!!. . . . . . .. . #passodeumclique #balletpost #balletlife #balletclass #balletlove #ballett #balletdancers #balletto #dance #dancer #balletworld #balletadulto #balletfeet #balletphoto #balletclub  #balletlovers #balletlover #balletphoto #balletphotoshoot #streetballet #urbanballet #converseallstar #worldwideballet #bailarinismo

Uma publicação compartilhada por ⓟⓐⓢⓢⓞ ⓓⓔ ⓤⓜ ⓒⓛⓘⓠⓤⓔ (@passodeumclique) em