Ensaio pré-nupcial de casal gay do Ceará celebra todas as formas de amor

FICOU MASSA!

Ensaio pré-nupcial de casal gay do Ceará celebra todas as formas de amor

As fotos foram feitas na praia do Porto das Dunas, em Aquiraz, em novembro, e rapidamente o fotógrafo já recebeu novos pedidos

Por Daniel Rocha em Fotografia

12 de dezembro de 2017 às 07:00

Há 6 meses

O casal vai oficializar a união no próximo dia 15 de dezmebro (FOTO: Meneleu Santos)

Desde 2013, os cartórios civis de todo o País são obrigados a celebrar o casamento civil de pessoas do mesmo sexo, após a aprovação de uma resolução pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os casais homoafetivos que já viviam juntos como casados puderam oficializar a união. É o caso do casal Nilson Vieira e Rodrigo Dantas, que estão na reta final dos preparativos para o matrimônio, previsto para o próximo dia 15.

No último mês de novembro, os dois realizaram um ensaio de casamento na praia do Porto das Dunas, em Aquiraz (a 30 km de Fortaleza), para celebrar a união. E, ao serem veiculadas na página do fotógrafo Meneleu Santos, tornaram-se exemplo para outros casais homoafetivos.

“Houve muitas visualizações. Há casais que ‘printaram’ a página das fotos perguntando informações sobre o fotógrafo. É um casal que não nos conhece e que já tem pensado em fazer um book. Foi questão de pouco tempo”, diz o professor universitário Nilson Vieira.

De acordo com os dados do  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), foram registrados 5.354 casamentos homoafetivos no Brasil em 2016. União entre pessoas do sexo masculinos foram 2.411, enquanto os de sexo feminino correspondem a 2.943. Desde a aprovação, o ano de 2015 foi o que registrou o maior número de casamentos, com 260 uniões a mais.

A princípio, os dois não imaginavam realizar um ensaio pré-nupcial. Buscaram o serviço de fotografia apenas para fazer registrar os momentos da cerimônia, mas o fotógrafo Meneleu Santos os incentivou a fazer uma sessão sozinhos. Para o fotógrafo, a realização do ensaio representava uma meta profissional.

“Eu gosto de fotografar pessoas e sempre gostei de estar próximo das pessoas. Conquistar a confiança das pessoas. Fotografar o casal gay é um desafio, porque há casos em que o casal fica com receio e ainda tem muito preconceito por parte dos profissionais”, ressalta.

Segundo o fotógrafo, essa não foi a primeira vez que fez um ensaio de casais homoafetivos. Os primeiros clientes foram duas mulheres, mas devido ao preconceito optaram por não ter suas imagens divulgadas.

“Elas pediram privacidade. Mas geralmente escolho locais menos movimentados para que o casal fique mais à vontade e que a troca de carinhos ocorra de forma natural. Alguns não fazem isso em locais públicos”, explica.

Alguns casais gays sofrem preconceito por parte dos profissionais que cobram um valor acima da média do mercado (FOTO: Meneleu Santos)

Nilson conta que ele e o seu noivo são mais retraídos com gestos de carinho em locais públicos, mas com o tempo os dois ficaram mais à vontade e naturalmente os olhares e os gestos de afetos foram surgindo. “As primeiras fotos ficaram péssimas, mas foi mais fácil que esperava”, conta.

Para ele, as fotos pré-nupciais são uma forma de defender o amor. “Eu acho que as pessoas estão enxergando isso”, pontua.

Apesar da demanda, alguns casais enfrentam dificuldades na contratação de serviços. Segundo o professor universitário, há empresas que cobram um valor mais alto, por se tratar de casamento homoafetivo. “Ao buscar um serviço de filmagem, percebi que houve um acréscimo no valor após ter dito que éramos gays”, relembra.

Meneleu, por sua vez, já escutou relatos de clientes sobre a mudança de tratamento por ser uma união entre pessoas do mesmo sexo. “Há profissionais que rejeitam mesmo os casais. Já soube de muitas histórias de fotógrafos que ignoraram o cliente ou cobraram um pouco mais caro”, comenta.

Confira o ensaio pré-nupcial

meneleu-fotografia
1/11

meneleu-fotografia

FOTO: Meneleu Santos

sem-título
2/11

sem-título

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-3
3/11

meneleu-fotografia-3

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-2
4/11

meneleu-fotografia-2

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-8
5/11

meneleu-fotografia-8

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-7
6/11

meneleu-fotografia-7

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-6
7/11

meneleu-fotografia-6

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-5
8/11

meneleu-fotografia-5

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-2
9/11

meneleu-fotografia-2

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-4
10/11

meneleu-fotografia-4

FOTO: Meneleu Santos

meneleu
11/11

meneleu

(FOTO: Meneleu Santos)

Publicidade

Dê sua opinião

FICOU MASSA!

Ensaio pré-nupcial de casal gay do Ceará celebra todas as formas de amor

As fotos foram feitas na praia do Porto das Dunas, em Aquiraz, em novembro, e rapidamente o fotógrafo já recebeu novos pedidos

Por Daniel Rocha em Fotografia

12 de dezembro de 2017 às 07:00

Há 6 meses

O casal vai oficializar a união no próximo dia 15 de dezmebro (FOTO: Meneleu Santos)

Desde 2013, os cartórios civis de todo o País são obrigados a celebrar o casamento civil de pessoas do mesmo sexo, após a aprovação de uma resolução pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os casais homoafetivos que já viviam juntos como casados puderam oficializar a união. É o caso do casal Nilson Vieira e Rodrigo Dantas, que estão na reta final dos preparativos para o matrimônio, previsto para o próximo dia 15.

No último mês de novembro, os dois realizaram um ensaio de casamento na praia do Porto das Dunas, em Aquiraz (a 30 km de Fortaleza), para celebrar a união. E, ao serem veiculadas na página do fotógrafo Meneleu Santos, tornaram-se exemplo para outros casais homoafetivos.

“Houve muitas visualizações. Há casais que ‘printaram’ a página das fotos perguntando informações sobre o fotógrafo. É um casal que não nos conhece e que já tem pensado em fazer um book. Foi questão de pouco tempo”, diz o professor universitário Nilson Vieira.

De acordo com os dados do  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), foram registrados 5.354 casamentos homoafetivos no Brasil em 2016. União entre pessoas do sexo masculinos foram 2.411, enquanto os de sexo feminino correspondem a 2.943. Desde a aprovação, o ano de 2015 foi o que registrou o maior número de casamentos, com 260 uniões a mais.

A princípio, os dois não imaginavam realizar um ensaio pré-nupcial. Buscaram o serviço de fotografia apenas para fazer registrar os momentos da cerimônia, mas o fotógrafo Meneleu Santos os incentivou a fazer uma sessão sozinhos. Para o fotógrafo, a realização do ensaio representava uma meta profissional.

“Eu gosto de fotografar pessoas e sempre gostei de estar próximo das pessoas. Conquistar a confiança das pessoas. Fotografar o casal gay é um desafio, porque há casos em que o casal fica com receio e ainda tem muito preconceito por parte dos profissionais”, ressalta.

Segundo o fotógrafo, essa não foi a primeira vez que fez um ensaio de casais homoafetivos. Os primeiros clientes foram duas mulheres, mas devido ao preconceito optaram por não ter suas imagens divulgadas.

“Elas pediram privacidade. Mas geralmente escolho locais menos movimentados para que o casal fique mais à vontade e que a troca de carinhos ocorra de forma natural. Alguns não fazem isso em locais públicos”, explica.

Alguns casais gays sofrem preconceito por parte dos profissionais que cobram um valor acima da média do mercado (FOTO: Meneleu Santos)

Nilson conta que ele e o seu noivo são mais retraídos com gestos de carinho em locais públicos, mas com o tempo os dois ficaram mais à vontade e naturalmente os olhares e os gestos de afetos foram surgindo. “As primeiras fotos ficaram péssimas, mas foi mais fácil que esperava”, conta.

Para ele, as fotos pré-nupciais são uma forma de defender o amor. “Eu acho que as pessoas estão enxergando isso”, pontua.

Apesar da demanda, alguns casais enfrentam dificuldades na contratação de serviços. Segundo o professor universitário, há empresas que cobram um valor mais alto, por se tratar de casamento homoafetivo. “Ao buscar um serviço de filmagem, percebi que houve um acréscimo no valor após ter dito que éramos gays”, relembra.

Meneleu, por sua vez, já escutou relatos de clientes sobre a mudança de tratamento por ser uma união entre pessoas do mesmo sexo. “Há profissionais que rejeitam mesmo os casais. Já soube de muitas histórias de fotógrafos que ignoraram o cliente ou cobraram um pouco mais caro”, comenta.

Confira o ensaio pré-nupcial

meneleu-fotografia
1/11

meneleu-fotografia

FOTO: Meneleu Santos

sem-título
2/11

sem-título

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-3
3/11

meneleu-fotografia-3

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-2
4/11

meneleu-fotografia-2

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-8
5/11

meneleu-fotografia-8

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-7
6/11

meneleu-fotografia-7

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-6
7/11

meneleu-fotografia-6

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-5
8/11

meneleu-fotografia-5

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-2
9/11

meneleu-fotografia-2

FOTO: Meneleu Santos

meneleu-fotografia-4
10/11

meneleu-fotografia-4

FOTO: Meneleu Santos

meneleu
11/11

meneleu

(FOTO: Meneleu Santos)