Trabalho de artesão do interior cearense chama atenção de ícones no design internacional


Trabalho de artesão do interior cearense chama atenção de ícones no design internacional

O trabalho repleto de riqueza de detalhes do cearense Espedito Seleiro, de 75 anos, surpreendeu os Irmãos Campana, referências no design

Por Roberta Tavares em Cultura

14 de julho de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Parceria entre Espedito Seleiro e Irmãos Campana resultou em uma linha de móveis cheia de personalidade (FOTO: Fernando Lazio)

Parceria entre Espedito Seleiro e Irmãos Campana resultou em uma linha de móveis cheia de personalidade (FOTO: Fernando Lazio)

O artesão cearense Espedito Seleiro chamou atenção de nomes importantes na decoração e design internacional. Aos 75 anos, o mestre fez parceria com os paulistas Irmãos Campana para a criação da coleção Cangaço. A arte primorosa e a riqueza de cores e detalhes resultou em um trabalho repleto de contrastes e texturas que remontam às raízes do sertão.

Em parceria, foi desenvolvida uma linha de móveis em couro e palha, cheia de charme e tonalidades. De acordo com os ícones do design Humberto e Fernando Campana, o multiculturalismo brasileiro nutriu as criações. “Traduzir a identidade brasileira no design é um dos nossos mais importantes desafios, por isso, estamos constantemente incorporando tradições artesanais em nosso trabalho, principalmente, as que estão em vias de desaparecimento”, contam.

A coleção Cangaço nasceu a partir da pesquisa dos irmãos em comunidades de artesãos do Nordeste. O primeiro contato com Espedito Seleiro foi através da ArteSol, instituição que mapeia o artesanato tradicional, que apresentou as obras do mestre artesão a eles. “Nós ficamos encantados pelo universo de cores, texturas, materiais e pensamentos em realizar um trabalho em conjunto. Fazer um suporte para a obra dele para ele se expressar através dos objetos”, explicam.

Espedito integra uma tradicional família de artesãos de couro do Ceará, cujos homens, por gerações, foram seleiros e vaqueiros. Seu pai, com quem aprendeu o ofício, produzia as vestimentas dos grandes ícones do Cangaço, como Lampião e Maria Bonita, tendo criado a característica sandália usada por eles. Hoje em dia, o artesão confecciona selas, bolsas, sandálias, cadeiras, carteiras, baús, gibões, entre outras peças.

A parceria com os Irmãos Campana ocorreu em 2014, e foram levados cerca de oito meses entre o processo de criação e produção. Os irmãos pensaram nas estruturas e formas de cada peça, enquanto Espedito criou os ornamentos e explorou as cores que envolveriam as peças. Diversas vezes, Humberto e Fernando foram ao ateliê do artesão, localizado em Nova Olinda, no sul do Ceará, para conferir de perto o desenvolvimento.

Eles criaram um diálogo entre dois materiais: o couro e a palha, resultando no hibridismo entre a tradição da trama de palha da cultura portuguesa e do Cangaço da cultura nordestina, presente na cadeira, poltrona e no sofá.

A base da cadeira, por exemplo, é formada por uma estrutura de alumínio, enquanto a base do sofá e da poltrona é formada por uma estrutura tubular de aço, todas revestidas por um tradicional trançado de palhas no assento e no encosto. A estante e o armário são feitos de estruturas de madeira; enquanto o espelho também é produzido artesanalmente com uma estrutura metálica, composta de alumínio, aço e espelho prata.

No ateliê de Espedito, foi feito o revestimento com capas de couro coloridas, recortadas e pespontadas em forma de rendilhado. “Buscamos também nos imergir no universo de cores traduzido pelo mestre Espedito Seleiro, mas também no nosso repertório e variedade de tonalidades de outros trabalhos nossos”, revelam os irmãos.

Nas seis peças: cadeira, poltrona, sofá, estante, armário e espelho, percebe-se a união de ambos os estilos na mistura variada de materiais, formas, cores e texturas. Os produtos são comercializados, exclusivamente, pela Firma Casa, em São Paulo.

Veja a linha de móveis:

Coleção Cangaço
1/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
2/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
3/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
4/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
5/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
6/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Publicidade

Dê sua opinião

Trabalho de artesão do interior cearense chama atenção de ícones no design internacional

O trabalho repleto de riqueza de detalhes do cearense Espedito Seleiro, de 75 anos, surpreendeu os Irmãos Campana, referências no design

Por Roberta Tavares em Cultura

14 de julho de 2015 às 07:00

Há 4 anos
Parceria entre Espedito Seleiro e Irmãos Campana resultou em uma linha de móveis cheia de personalidade (FOTO: Fernando Lazio)

Parceria entre Espedito Seleiro e Irmãos Campana resultou em uma linha de móveis cheia de personalidade (FOTO: Fernando Lazio)

O artesão cearense Espedito Seleiro chamou atenção de nomes importantes na decoração e design internacional. Aos 75 anos, o mestre fez parceria com os paulistas Irmãos Campana para a criação da coleção Cangaço. A arte primorosa e a riqueza de cores e detalhes resultou em um trabalho repleto de contrastes e texturas que remontam às raízes do sertão.

Em parceria, foi desenvolvida uma linha de móveis em couro e palha, cheia de charme e tonalidades. De acordo com os ícones do design Humberto e Fernando Campana, o multiculturalismo brasileiro nutriu as criações. “Traduzir a identidade brasileira no design é um dos nossos mais importantes desafios, por isso, estamos constantemente incorporando tradições artesanais em nosso trabalho, principalmente, as que estão em vias de desaparecimento”, contam.

A coleção Cangaço nasceu a partir da pesquisa dos irmãos em comunidades de artesãos do Nordeste. O primeiro contato com Espedito Seleiro foi através da ArteSol, instituição que mapeia o artesanato tradicional, que apresentou as obras do mestre artesão a eles. “Nós ficamos encantados pelo universo de cores, texturas, materiais e pensamentos em realizar um trabalho em conjunto. Fazer um suporte para a obra dele para ele se expressar através dos objetos”, explicam.

Espedito integra uma tradicional família de artesãos de couro do Ceará, cujos homens, por gerações, foram seleiros e vaqueiros. Seu pai, com quem aprendeu o ofício, produzia as vestimentas dos grandes ícones do Cangaço, como Lampião e Maria Bonita, tendo criado a característica sandália usada por eles. Hoje em dia, o artesão confecciona selas, bolsas, sandálias, cadeiras, carteiras, baús, gibões, entre outras peças.

A parceria com os Irmãos Campana ocorreu em 2014, e foram levados cerca de oito meses entre o processo de criação e produção. Os irmãos pensaram nas estruturas e formas de cada peça, enquanto Espedito criou os ornamentos e explorou as cores que envolveriam as peças. Diversas vezes, Humberto e Fernando foram ao ateliê do artesão, localizado em Nova Olinda, no sul do Ceará, para conferir de perto o desenvolvimento.

Eles criaram um diálogo entre dois materiais: o couro e a palha, resultando no hibridismo entre a tradição da trama de palha da cultura portuguesa e do Cangaço da cultura nordestina, presente na cadeira, poltrona e no sofá.

A base da cadeira, por exemplo, é formada por uma estrutura de alumínio, enquanto a base do sofá e da poltrona é formada por uma estrutura tubular de aço, todas revestidas por um tradicional trançado de palhas no assento e no encosto. A estante e o armário são feitos de estruturas de madeira; enquanto o espelho também é produzido artesanalmente com uma estrutura metálica, composta de alumínio, aço e espelho prata.

No ateliê de Espedito, foi feito o revestimento com capas de couro coloridas, recortadas e pespontadas em forma de rendilhado. “Buscamos também nos imergir no universo de cores traduzido pelo mestre Espedito Seleiro, mas também no nosso repertório e variedade de tonalidades de outros trabalhos nossos”, revelam os irmãos.

Nas seis peças: cadeira, poltrona, sofá, estante, armário e espelho, percebe-se a união de ambos os estilos na mistura variada de materiais, formas, cores e texturas. Os produtos são comercializados, exclusivamente, pela Firma Casa, em São Paulo.

Veja a linha de móveis:

Coleção Cangaço
1/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
2/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
3/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
4/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
5/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)

Coleção Cangaço
6/6

Coleção Cangaço

(FOTO: Fernando Lazio/Cortesia do Estúdio Campana e Firma Casa)