I Festival das Travestidas reúne espetáculos, exposição e festa

ENGAJAMENTO SOCIAL

I Festival das Travestidas reúne espetáculos, exposição e festa no Dragão do Mar

O evento de um dos maiores grupos de teatro de Fortaleza acontece a partir desta quinta-feira (13) até a próxima quarta-feira (19)

Por Ana Clara Jovino em Cultura

13 de outubro de 2016 às 06:10

Há 1 ano
(FOTO: Matheus Monteiro)

O objetivo do evento é promover questionamentos e possíveis mudanças sociais através de questões de identidade sexual e gênero (FOTO: Matheus Monteiro)

Para fortalecer discussões na construção de um teatro com engajamento social, o Coletivo As Travestidas, um dos maiores grupos de teatro de Fortaleza, promove seu primeiro festival temático na capital cearense. A programação cultural marca os nove anos de pesquisa e imersão do grupo, dirigido por Silvero Pereira, no mundo das travestis e transexuais. O evento acontece a partir desta quinta-feira (13) até a próxima quarta-feira (19), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

O objetivo do I Festival das Travestidas é  promover questionamentos e possíveis mudanças sociais através de questões de identidade sexual e gênero. Além de fomentar e fortalecer os estudos sobre arte, ativismo e políticas públicas LGBT.

O festival vai ajudar a consolidar atividades realizadas por um grupo de artistas que têm o intuito de contribuir, por meio do teatro, para uma sociedade menos preconceituosa e mais tolerante. Além de garantir a existência de um grupo de teatro de Fortaleza, que atua fortemente na cena local e nacional.

O coletivo é uma iniciativa de Silvero Pereira e é formado por atores e atrizes homossexuais e transexuais. Dênis Lacerda, Alicia Pietá, Diego Salvador, Patrícia Dawson, Rodrigo Ferrera, Ítalo Lopes, Verônica Valenttino e George Santiago compõe o elenco. Também já integrou o elenco o ator Jesuíta Barbosa. O grupo ganhou destaque no cenário cearense por levar travestis e transformistas aos palcos.

Uma galeria com imagens e vídeos de todos os trabalhos já realizados pelo grupo será exposta no hall do teatro do Dragão do Mar, na quinta-feira (13), às 16h, para abrir o festival. Já às 20h, todo o elenco apresenta o tradicional “Cabaré das Travestidas”.

No segundo dia do evento, sexta-feira (14), às 20h, Silvero dá vida a Gisele Almodóvar e apresenta o solo “Uma Flor de Dama”, o primeiro espetáculo da trajetória do coletivo.

Uma “Transvirada Cultural” marca o sábado (15) e a noite começa com a apresentação do espetáculo “Quem Tem Medo de Travesti”, dirigido por Silvero e a gaúcha Jezebel de Carli. Depois do espetáculo, o “Trenzinho das Travestidas” passa pelo Dragão do Mar e leva o público para dar um passeio até a Rua dos Tabajaras, para uma festa no Mambembe – Comida e outras Artes, que acontece até o dia amanhecer. No domingo (16), a peça “Quem Tem Medo de Travesti” é apresentado novamente, às 20h.

O mais recente trabalho do coletivo, o espetáculo cênico-musical “Três Travestis” é apresentado na terça-feira (18) e na quarta-feira (19), às 19h. Em cena, Gisele Almodóvar, Mulher Barbada (Rodrigo Ferrera) e Betha Houston (George Santiago).

O último dia conta com o lançamento do livro “BR Trans”, da editora Cobogó. São histórias de travestis e transexuais encarnados por Silvero, autor da obra. A partir das 16h, ele estará no hall do teatro para receber o público.

Confira a programação completa:

13/10 | 16h – Exposição – Trajetória Travesti
20h – Cabaré das Travestidas

14/10 | 20h – Uma Flor de Dama

15/10 | 20h – Transvirada Cultural
– Quem Tem Medo de Travesti
22h – Trenzinho das Travestidas

16/10 | 00h – Festa no Mambembe
20h – Quem Tem Medo de Travesti

18/10 | 20h – Três Travestis

19/10 | 16h – Lançamento do livro BR Trans
20h – Três Travestis

Serviço
I Festival das Travestidas
Local: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Data: De 13 a 19 de outubro
Informações: (85) 98627-6523

Publicidade

Dê sua opinião

ENGAJAMENTO SOCIAL

I Festival das Travestidas reúne espetáculos, exposição e festa no Dragão do Mar

O evento de um dos maiores grupos de teatro de Fortaleza acontece a partir desta quinta-feira (13) até a próxima quarta-feira (19)

Por Ana Clara Jovino em Cultura

13 de outubro de 2016 às 06:10

Há 1 ano
(FOTO: Matheus Monteiro)

O objetivo do evento é promover questionamentos e possíveis mudanças sociais através de questões de identidade sexual e gênero (FOTO: Matheus Monteiro)

Para fortalecer discussões na construção de um teatro com engajamento social, o Coletivo As Travestidas, um dos maiores grupos de teatro de Fortaleza, promove seu primeiro festival temático na capital cearense. A programação cultural marca os nove anos de pesquisa e imersão do grupo, dirigido por Silvero Pereira, no mundo das travestis e transexuais. O evento acontece a partir desta quinta-feira (13) até a próxima quarta-feira (19), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

O objetivo do I Festival das Travestidas é  promover questionamentos e possíveis mudanças sociais através de questões de identidade sexual e gênero. Além de fomentar e fortalecer os estudos sobre arte, ativismo e políticas públicas LGBT.

O festival vai ajudar a consolidar atividades realizadas por um grupo de artistas que têm o intuito de contribuir, por meio do teatro, para uma sociedade menos preconceituosa e mais tolerante. Além de garantir a existência de um grupo de teatro de Fortaleza, que atua fortemente na cena local e nacional.

O coletivo é uma iniciativa de Silvero Pereira e é formado por atores e atrizes homossexuais e transexuais. Dênis Lacerda, Alicia Pietá, Diego Salvador, Patrícia Dawson, Rodrigo Ferrera, Ítalo Lopes, Verônica Valenttino e George Santiago compõe o elenco. Também já integrou o elenco o ator Jesuíta Barbosa. O grupo ganhou destaque no cenário cearense por levar travestis e transformistas aos palcos.

Uma galeria com imagens e vídeos de todos os trabalhos já realizados pelo grupo será exposta no hall do teatro do Dragão do Mar, na quinta-feira (13), às 16h, para abrir o festival. Já às 20h, todo o elenco apresenta o tradicional “Cabaré das Travestidas”.

No segundo dia do evento, sexta-feira (14), às 20h, Silvero dá vida a Gisele Almodóvar e apresenta o solo “Uma Flor de Dama”, o primeiro espetáculo da trajetória do coletivo.

Uma “Transvirada Cultural” marca o sábado (15) e a noite começa com a apresentação do espetáculo “Quem Tem Medo de Travesti”, dirigido por Silvero e a gaúcha Jezebel de Carli. Depois do espetáculo, o “Trenzinho das Travestidas” passa pelo Dragão do Mar e leva o público para dar um passeio até a Rua dos Tabajaras, para uma festa no Mambembe – Comida e outras Artes, que acontece até o dia amanhecer. No domingo (16), a peça “Quem Tem Medo de Travesti” é apresentado novamente, às 20h.

O mais recente trabalho do coletivo, o espetáculo cênico-musical “Três Travestis” é apresentado na terça-feira (18) e na quarta-feira (19), às 19h. Em cena, Gisele Almodóvar, Mulher Barbada (Rodrigo Ferrera) e Betha Houston (George Santiago).

O último dia conta com o lançamento do livro “BR Trans”, da editora Cobogó. São histórias de travestis e transexuais encarnados por Silvero, autor da obra. A partir das 16h, ele estará no hall do teatro para receber o público.

Confira a programação completa:

13/10 | 16h – Exposição – Trajetória Travesti
20h – Cabaré das Travestidas

14/10 | 20h – Uma Flor de Dama

15/10 | 20h – Transvirada Cultural
– Quem Tem Medo de Travesti
22h – Trenzinho das Travestidas

16/10 | 00h – Festa no Mambembe
20h – Quem Tem Medo de Travesti

18/10 | 20h – Três Travestis

19/10 | 16h – Lançamento do livro BR Trans
20h – Três Travestis

Serviço
I Festival das Travestidas
Local: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura
Data: De 13 a 19 de outubro
Informações: (85) 98627-6523