Grupo cearense lança pesquisa fotográfica sobre a memória do teatro de bonecos em Fortaleza
VALORIZAÇÃO CULTURAL

Cultura do teatro de bonecos deu origem à expressão cearense “botar boneco”

O Grupo Ânima apresentará nesta quinta-feira (15) uma pesquisa foto-documental com artistas do teatro de bonecos em Fortaleza

Por Matheus Ribeiro em Cultura

13 de dezembro de 2016 às 06:30

Há 3 meses
Teatro de bonecos faz parte da cultura cearense (FOTO: Reprodução Grupo Ânima Facebook)

Teatro de bonecos faz parte da cultura cearense (FOTO: Reprodução Grupo Ânima Facebook)

O teatro de bonecos há muitos anos virou cultura cearense. Abordando diversos temas, com apresentações inusitadas, este tipo de teatro ainda atrai muitos espectadores. Pensando nisso, o Grupo Ânima apresentará na próxima quinta-feira (15) uma pesquisa foto-documental realizada com artistas que fazem o teatro de bonecos em Fortaleza.

A pesquisa, intitulada como “Atrás da Empanada: memórias do teatro de bonecos em Fortaleza”, será apresentada na Praça Mestre Pedro Boca Rica, no Anexo do Theatro José de Alencar, a partir das 17h.

Segundo o diretor do grupo, Cleomir Alencar, e a atriz e pesquisadora Tatiane Sousa, o estudo nasce da inquietação dos artistas sobre a história. “Esse trabalho nasce da nossa inquietação sobre a história, o encantamento do bonequeiro com o boneco e as formas de articulação e produção dos diversos bonequeiros da cidade. É também uma forma de registrar e divulgar essa arte, tipicamente cearense”.

Empanada é o nome dado a tenda utilizada pelos bonequeiros, de onde eles animam e dão vida aos bonecos. Os pesquisadores resolveram então ouvir os artistas, que dão voz aos personagens, sobre sua história e a prática de botar boneco, revelando o que está por trás da empanada. 

“A pesquisa, desde o começo, se propunha a ouvir o bonequeiro, espiar para dentro da empanada e construir um olhar sobre o ‘botar boneco’. No percurso de mais de 150 km pedalando, fomos percebendo que ela ganhava a cada visita, os contornos da alteridade, pois a partir das memórias de todos os bonequeiros, fomos olhando para nossa própria trajetória”, explica Tatiane Sousa.

Como resultado, a pesquisa terá uma coleção de cartões-postais que serão distribuídos, gratuitamente, em centros culturais, museus, bibliotecas e teatros da cidade. Além disso, o Grupo Ânima lançará um blog que disponibilizará um acervo virtual de imagens, vídeos e ensaios.

Esse material, aberto à população, visa suprir a carência de fontes de pesquisa sobre o tema e difundir o teatro de bonecos como patrimônio da cidade. “O blog vai ser este lugar, em que essas memórias estarão acessíveis, em forma de fotos, vídeos e ensaios etnográficos”, completa Tatiane.

SERVIÇO:

Lançamento da pesquisa: “Atrás da Empanada: memórias do teatro de bonecos em Fortaleza”.

Exposição de fotografias e bate papo com Cleomir Alencar e Tatiane Sousa, pesquisadores.
Data: Quinta-feira (15), A partir das 17h.
Local: Praça Mestre Pedro Boca Rica, no Anexo do Theatro José de Alencar.
Blog: atrasdaempanada.wordpress.com

Publicidade

Dê sua opinião

VALORIZAÇÃO CULTURAL

Cultura do teatro de bonecos deu origem à expressão cearense “botar boneco”

O Grupo Ânima apresentará nesta quinta-feira (15) uma pesquisa foto-documental com artistas do teatro de bonecos em Fortaleza

Por Matheus Ribeiro em Cultura

13 de dezembro de 2016 às 06:30

Há 3 meses
Teatro de bonecos faz parte da cultura cearense (FOTO: Reprodução Grupo Ânima Facebook)

Teatro de bonecos faz parte da cultura cearense (FOTO: Reprodução Grupo Ânima Facebook)

O teatro de bonecos há muitos anos virou cultura cearense. Abordando diversos temas, com apresentações inusitadas, este tipo de teatro ainda atrai muitos espectadores. Pensando nisso, o Grupo Ânima apresentará na próxima quinta-feira (15) uma pesquisa foto-documental realizada com artistas que fazem o teatro de bonecos em Fortaleza.

A pesquisa, intitulada como “Atrás da Empanada: memórias do teatro de bonecos em Fortaleza”, será apresentada na Praça Mestre Pedro Boca Rica, no Anexo do Theatro José de Alencar, a partir das 17h.

Segundo o diretor do grupo, Cleomir Alencar, e a atriz e pesquisadora Tatiane Sousa, o estudo nasce da inquietação dos artistas sobre a história. “Esse trabalho nasce da nossa inquietação sobre a história, o encantamento do bonequeiro com o boneco e as formas de articulação e produção dos diversos bonequeiros da cidade. É também uma forma de registrar e divulgar essa arte, tipicamente cearense”.

Empanada é o nome dado a tenda utilizada pelos bonequeiros, de onde eles animam e dão vida aos bonecos. Os pesquisadores resolveram então ouvir os artistas, que dão voz aos personagens, sobre sua história e a prática de botar boneco, revelando o que está por trás da empanada. 

“A pesquisa, desde o começo, se propunha a ouvir o bonequeiro, espiar para dentro da empanada e construir um olhar sobre o ‘botar boneco’. No percurso de mais de 150 km pedalando, fomos percebendo que ela ganhava a cada visita, os contornos da alteridade, pois a partir das memórias de todos os bonequeiros, fomos olhando para nossa própria trajetória”, explica Tatiane Sousa.

Como resultado, a pesquisa terá uma coleção de cartões-postais que serão distribuídos, gratuitamente, em centros culturais, museus, bibliotecas e teatros da cidade. Além disso, o Grupo Ânima lançará um blog que disponibilizará um acervo virtual de imagens, vídeos e ensaios.

Esse material, aberto à população, visa suprir a carência de fontes de pesquisa sobre o tema e difundir o teatro de bonecos como patrimônio da cidade. “O blog vai ser este lugar, em que essas memórias estarão acessíveis, em forma de fotos, vídeos e ensaios etnográficos”, completa Tatiane.

SERVIÇO:

Lançamento da pesquisa: “Atrás da Empanada: memórias do teatro de bonecos em Fortaleza”.

Exposição de fotografias e bate papo com Cleomir Alencar e Tatiane Sousa, pesquisadores.
Data: Quinta-feira (15), A partir das 17h.
Local: Praça Mestre Pedro Boca Rica, no Anexo do Theatro José de Alencar.
Blog: atrasdaempanada.wordpress.com