Miss Ceará fica entre as 5 mais bonitas do Brasil e sofre preconceito

BELEZA CEARENSE

Miss Ceará fica entre as 5 mais bonitas do Brasil e sofre preconceito

Este é o primeiro concurso de beleza que Morgana Carlos participa, incluindo o Miss Quixadá e o Miss Ceará

Por Ana Clara Jovino em Comportamento

4 de outubro de 2016 às 06:15

Há 1 ano
(FOTO: Ana Clara Jovino/Tribuna do Ceará)

Morgana Carlos, a Miss Ceará 2016 ficou entre as cinco mulheres mais bonitas do Brasil (FOTO: Ana Clara Jovino/Tribuna do Ceará)

O concurso de Miss Brasil 2016, que aconteceu no último sábado (1º), deixou Morgana Carlos, a Miss Ceará 2016, entre as cinco mulheres mais bonitas do país. A estudante de odontologia de Quixadá disse que demonstrou o quanto se sente orgulhosa em ser cearense de todas as formas possíveis.  Este é o primeiro concurso de beleza que a jovem participa, incluindo o Miss Quixadá e o Miss Ceará.

A preparação de Morgana para o concurso nacional foi intensa. Ela teve que mudar seu corpo para o padrão do corpo de uma miss. “A preparação foi mais focada no meu corpo, que eu era muito musculosa, então a gente fez um trabalho com nutricionista, academia e com pilates para poder reduzir os músculos e ficar mais seca, que o padrão de miss é fininha, mais estilo modelo”, justifica Morgana.

Além da mudança física, Morgana relata que também se preparou psicologicamente para passar pelo confinamento de dez dias junto com as outras misses de todo o Brasil. “Tem muita pressão psicológica, lá acontecem muitas coisas que a gente tem que saber se sobressair”.

A Miss Ceará ainda disse que como não tinha participado de nenhum concurso antes, estava receosa em relação as outras misses, mas ficou surpresa por ser uma convivência tranquila e em clima de coleguismo. Ela conta que foi uma das meninas que mais fez amizade e que todas a trataram muito bem, o que ajudou a passar pelo confinamento com mais facilidade.

Preconceito

Morgana conta que sofreu preconceito em suas redes sociais por ser cearense e nordestina. Ela relata que recebeu alguns comentários falando que a coroa não ia servir na cabeça dela por ser cearense e que tinha que ficar em São Paulo para tomar água potável, mas ela ressalta que fez questão de demonstrar que tem muito orgulho em ser cearense.

“Eu sempre tento passar o que o cearense, de fato, é. Nós somos pessoas simpáticas, alegres, humildes, acolhedoras, isso que eu sempre tentei passar”, declara Morgana.

Agora a Miss Ceará pretende se dedicar a careira de modelo e a alguma causa social. “Eu acho que uma miss tem que fazer isso, então o que eu espero é conseguir influenciar as pessoas a fazerem coisas boas”.

Publicidade

Dê sua opinião

BELEZA CEARENSE

Miss Ceará fica entre as 5 mais bonitas do Brasil e sofre preconceito

Este é o primeiro concurso de beleza que Morgana Carlos participa, incluindo o Miss Quixadá e o Miss Ceará

Por Ana Clara Jovino em Comportamento

4 de outubro de 2016 às 06:15

Há 1 ano
(FOTO: Ana Clara Jovino/Tribuna do Ceará)

Morgana Carlos, a Miss Ceará 2016 ficou entre as cinco mulheres mais bonitas do Brasil (FOTO: Ana Clara Jovino/Tribuna do Ceará)

O concurso de Miss Brasil 2016, que aconteceu no último sábado (1º), deixou Morgana Carlos, a Miss Ceará 2016, entre as cinco mulheres mais bonitas do país. A estudante de odontologia de Quixadá disse que demonstrou o quanto se sente orgulhosa em ser cearense de todas as formas possíveis.  Este é o primeiro concurso de beleza que a jovem participa, incluindo o Miss Quixadá e o Miss Ceará.

A preparação de Morgana para o concurso nacional foi intensa. Ela teve que mudar seu corpo para o padrão do corpo de uma miss. “A preparação foi mais focada no meu corpo, que eu era muito musculosa, então a gente fez um trabalho com nutricionista, academia e com pilates para poder reduzir os músculos e ficar mais seca, que o padrão de miss é fininha, mais estilo modelo”, justifica Morgana.

Além da mudança física, Morgana relata que também se preparou psicologicamente para passar pelo confinamento de dez dias junto com as outras misses de todo o Brasil. “Tem muita pressão psicológica, lá acontecem muitas coisas que a gente tem que saber se sobressair”.

A Miss Ceará ainda disse que como não tinha participado de nenhum concurso antes, estava receosa em relação as outras misses, mas ficou surpresa por ser uma convivência tranquila e em clima de coleguismo. Ela conta que foi uma das meninas que mais fez amizade e que todas a trataram muito bem, o que ajudou a passar pelo confinamento com mais facilidade.

Preconceito

Morgana conta que sofreu preconceito em suas redes sociais por ser cearense e nordestina. Ela relata que recebeu alguns comentários falando que a coroa não ia servir na cabeça dela por ser cearense e que tinha que ficar em São Paulo para tomar água potável, mas ela ressalta que fez questão de demonstrar que tem muito orgulho em ser cearense.

“Eu sempre tento passar o que o cearense, de fato, é. Nós somos pessoas simpáticas, alegres, humildes, acolhedoras, isso que eu sempre tentei passar”, declara Morgana.

Agora a Miss Ceará pretende se dedicar a careira de modelo e a alguma causa social. “Eu acho que uma miss tem que fazer isso, então o que eu espero é conseguir influenciar as pessoas a fazerem coisas boas”.