Conheça a história de um amor que nasceu no São Jõao


Conheça a história de um amor que nasceu no São Jõao

Ana Paula e Reifel viveram 12 anos como noivos de uma quadrilha junina até a brincadeira se tornar realidade

Por Renatta Pimentel em Comportamento

12 de junho de 2013 às 08:30

Há 6 anos
De noivos de brincadeira para um casal de verdade (Foto: Arquivo Pessoal)

De noivos de brincadeira para um casal de verdade (Foto: Arquivo Pessoal)

Dia dos Namorados chegou, e entre tantas histórias de amor, a de um casal junino e apaixonado chamou atenção. Ana Paula Tavares, 31, e Dalberto Reifel, 30, contam ao Tribuna do Ceará como tudo começou. O “culpado” é ninguém mais, ninguém menos que o São João.

Ambos se conheceram durante os ensaios da quadrilha junina Arraiá da Esperança. Ana Paula era a noiva do grupo desde quando ingressou, em 1993. No início, ela fazia par com um tio, que mais tarde deixou de ser o noivo da quadrilha para depois de oito anos dar o lugar a Dalberto.

“Ele começou a me paquerar, e uma tia minha ajudou muito. Daí teve um dia que ele pediu para ficar comigo e eu disse que não era de ficar. Queria um compromisso sério”, relembra.

Não tinha como fugir. De noivos de brincadeira – que durou 12 anos – para um casal de verdade. Hoje eles são casados e têm planos de aumentar a família.

“Em 2006, nos casamos, e depois de um tempo eu tentei me afastar da quadrilha para engravidar, mas a vontade de dançar foi maior e voltei para a Arraiá da Esperança, desta vez, como rainha e ele como marcador de passos”.

No Dia dos Namorados, ele comemoram o amor com muito arrasta pé e alegria. Viva São João!

Publicidade

Dê sua opinião

Conheça a história de um amor que nasceu no São Jõao

Ana Paula e Reifel viveram 12 anos como noivos de uma quadrilha junina até a brincadeira se tornar realidade

Por Renatta Pimentel em Comportamento

12 de junho de 2013 às 08:30

Há 6 anos
De noivos de brincadeira para um casal de verdade (Foto: Arquivo Pessoal)

De noivos de brincadeira para um casal de verdade (Foto: Arquivo Pessoal)

Dia dos Namorados chegou, e entre tantas histórias de amor, a de um casal junino e apaixonado chamou atenção. Ana Paula Tavares, 31, e Dalberto Reifel, 30, contam ao Tribuna do Ceará como tudo começou. O “culpado” é ninguém mais, ninguém menos que o São João.

Ambos se conheceram durante os ensaios da quadrilha junina Arraiá da Esperança. Ana Paula era a noiva do grupo desde quando ingressou, em 1993. No início, ela fazia par com um tio, que mais tarde deixou de ser o noivo da quadrilha para depois de oito anos dar o lugar a Dalberto.

“Ele começou a me paquerar, e uma tia minha ajudou muito. Daí teve um dia que ele pediu para ficar comigo e eu disse que não era de ficar. Queria um compromisso sério”, relembra.

Não tinha como fugir. De noivos de brincadeira – que durou 12 anos – para um casal de verdade. Hoje eles são casados e têm planos de aumentar a família.

“Em 2006, nos casamos, e depois de um tempo eu tentei me afastar da quadrilha para engravidar, mas a vontade de dançar foi maior e voltei para a Arraiá da Esperança, desta vez, como rainha e ele como marcador de passos”.

No Dia dos Namorados, ele comemoram o amor com muito arrasta pé e alegria. Viva São João!