Cesta com produtos orgânicos e entrega delivery é vendida em Fortaleza por menos de R$ 50


Cesta com produtos orgânicos e entrega delivery é vendida em Fortaleza por menos de R$ 50

Alimentos são entregues ainda frescos na casa dos clientes sem custo do frete

Por Wolney Batista em Bem-Estar

24 de Março de 2015 às 11:00

Há 3 anos
Cesta-ecológica

Cestas são compostas por itens fixos, mas podem ser substituídos dependendo da safra (Foto: WP)

Quem tem cuidado com a vida saudável sabe a dificuldade que é encontrar um mercado que venda produtos orgânicos. Ao achá-lo – nem sempre perto de casa -, tem que enfrentar engarrafamento, filas e um preço salgado. Uma iniciativa em Fortaleza pode contribuir para modificar essa realidade.

A Fundação Educacional Popular em Defesa do Meio Ambiente (Cepema) disponibilizou em seu site uma venda totalmente online de frutas e verduras orgânicas que são entregues em domicílio e sem custo com o frete.

Além da comodidade, os produtos do projeto intitulado “Cesta Ecológica” custam entre R$ 46 e R$ 26 por cada cesta com seis ou 11 itens.  Os alimentos de cada cesta são fixos e entregues ainda verdes, mas podem ser substituídos esporadicamente por conta da safra.

O processo é simples. Após um cadastro na página virtual, o consumidor pode escolher entre quatro cestas: verduras, frutas, mista e mini. O cesto de frutas é composto por um quilo de cada item. Já as hortaliças são vendidas por peça. A quantidade é baseada no menor desperdício nas casas dos clientes, explica o presidente da Fundação Cepema, Adalberto Alencar. A beterraba, por exemplo, que é menos consumida, é comercializada apenas meio quilo.

As entregas nas residências são feitas semanalmente, programadas de acordo com quatro rotas que atendem bairros da capital cearense em dias diferentes.

O que torna possível o baixo valor é a venda quase direta entre os agricultores e os consumidores, intermediados apenas pela Cepema. “É um comércio, mas tem que ser um comercio justo. Tem que pagar o produtor, o transporte, mas tem que ser justo para o consumidor”, define Adalberto.

Os artigos são cultivados por 20 produtores dos municípios de Ibiapina, Guaraciaba do Norte, Tianguá, São Benedito, Croatá, Mulungu, Baturité, Quixadá, Viçosa do Ceará e Ubajara.

Verduras

Cestas são compostas frutas, verduras ou mistas (Foto: fuiemo.com)

Vendas

O projeto existe há cerca de oito meses e já comercializou em torno de 2 mil cestas, avalia o presidente da Fundação Cepema. Ao todo, cerca de 400 clientes estão cadastrados no site e 100 famílias são atendidas pelo projeto.

Implantações

Ainda “em construção”, como definiu Adalberto, o projeto “Cesta Ecológica deve passar por mudanças nos próximos meses. Segundo ele, está sendo estudado a possibilidade da venda de itens individuais como acréscimo à cesta comprada.  Outra mudança que deve ocorrer é a inclusão de arroz, café e macarrão. Até julho está previsto também a criação de um aplicativo para smartphone.

Serviço
Site Cesta Ecológica
Informações: (85) 3223 8005

Publicidade

Dê sua opinião

Cesta com produtos orgânicos e entrega delivery é vendida em Fortaleza por menos de R$ 50

Alimentos são entregues ainda frescos na casa dos clientes sem custo do frete

Por Wolney Batista em Bem-Estar

24 de Março de 2015 às 11:00

Há 3 anos
Cesta-ecológica

Cestas são compostas por itens fixos, mas podem ser substituídos dependendo da safra (Foto: WP)

Quem tem cuidado com a vida saudável sabe a dificuldade que é encontrar um mercado que venda produtos orgânicos. Ao achá-lo – nem sempre perto de casa -, tem que enfrentar engarrafamento, filas e um preço salgado. Uma iniciativa em Fortaleza pode contribuir para modificar essa realidade.

A Fundação Educacional Popular em Defesa do Meio Ambiente (Cepema) disponibilizou em seu site uma venda totalmente online de frutas e verduras orgânicas que são entregues em domicílio e sem custo com o frete.

Além da comodidade, os produtos do projeto intitulado “Cesta Ecológica” custam entre R$ 46 e R$ 26 por cada cesta com seis ou 11 itens.  Os alimentos de cada cesta são fixos e entregues ainda verdes, mas podem ser substituídos esporadicamente por conta da safra.

O processo é simples. Após um cadastro na página virtual, o consumidor pode escolher entre quatro cestas: verduras, frutas, mista e mini. O cesto de frutas é composto por um quilo de cada item. Já as hortaliças são vendidas por peça. A quantidade é baseada no menor desperdício nas casas dos clientes, explica o presidente da Fundação Cepema, Adalberto Alencar. A beterraba, por exemplo, que é menos consumida, é comercializada apenas meio quilo.

As entregas nas residências são feitas semanalmente, programadas de acordo com quatro rotas que atendem bairros da capital cearense em dias diferentes.

O que torna possível o baixo valor é a venda quase direta entre os agricultores e os consumidores, intermediados apenas pela Cepema. “É um comércio, mas tem que ser um comercio justo. Tem que pagar o produtor, o transporte, mas tem que ser justo para o consumidor”, define Adalberto.

Os artigos são cultivados por 20 produtores dos municípios de Ibiapina, Guaraciaba do Norte, Tianguá, São Benedito, Croatá, Mulungu, Baturité, Quixadá, Viçosa do Ceará e Ubajara.

Verduras

Cestas são compostas frutas, verduras ou mistas (Foto: fuiemo.com)

Vendas

O projeto existe há cerca de oito meses e já comercializou em torno de 2 mil cestas, avalia o presidente da Fundação Cepema. Ao todo, cerca de 400 clientes estão cadastrados no site e 100 famílias são atendidas pelo projeto.

Implantações

Ainda “em construção”, como definiu Adalberto, o projeto “Cesta Ecológica deve passar por mudanças nos próximos meses. Segundo ele, está sendo estudado a possibilidade da venda de itens individuais como acréscimo à cesta comprada.  Outra mudança que deve ocorrer é a inclusão de arroz, café e macarrão. Até julho está previsto também a criação de um aplicativo para smartphone.

Serviço
Site Cesta Ecológica
Informações: (85) 3223 8005