Cearenses estão mais satisfeitos com a vida que moradores de outros estados, aponta pesquisa
SÓ FELICIDADE

Cearenses estão mais satisfeitos com a vida do que moradores de outros estados, diz pesquisa

As principais barreiras enfrentadas pelos cearenses são a falta de dinheiro e o excesso de burocracia no dia a dia

Por Roberta Tavares em Bem-Estar

14 de abril de 2016 às 06:43

Há 11 meses
A pesquisa ouviu cerca de 5 mil homens e mulheres, com 20 anos ou mais (FOTO: Falcão Jr)

A pesquisa ouviu cerca de 5 mil homens e mulheres, com 20 anos ou mais (FOTO: Falcão Jr)

Uma pesquisa mostrou que os cearenses estão muito satisfeitos com a vida. O levantamento, intitulado “O que é para o brasileiro viver ao máximo”, apontou que 13% dos entrevistados cearenses acreditam que vivem totalmente ao máximo, mais que o dobro da média nacional, que foi de 5%.

Os dados são da Abbott, empresa global de cuidados com a saúde. As áreas consideradas essenciais para se viver ao máximo são a vida familiar (88%), seguida da vida afetiva (77%) e do trabalho (76%).

A pesquisa ouviu cerca de 5 mil homens e mulheres, com 20 anos ou mais, de todas as regiões do país, com o objetivo de entender como o brasileiro percebe sua vida atual e o que almeja para viver melhor. De acordo com a pesquisa, as principais barreiras enfrentadas pelos cearenses são a falta de dinheiro (53%) e o excesso de burocracia no dia a dia (39%).

Para continuar a dialogar com o brasileiro e entender o que ele pensa a respeito de sua própria vida e o que deseja para viver melhor, a Abbott lançou também o manifesto “Vida Ao Máximo”. Por meio do site, a empresa convida brasileiros de todas as regiões a participarem de enquete sobre a vida plena e refletirem sobre como estão vivendo.

Publicidade

Dê sua opinião

SÓ FELICIDADE

Cearenses estão mais satisfeitos com a vida do que moradores de outros estados, diz pesquisa

As principais barreiras enfrentadas pelos cearenses são a falta de dinheiro e o excesso de burocracia no dia a dia

Por Roberta Tavares em Bem-Estar

14 de abril de 2016 às 06:43

Há 11 meses
A pesquisa ouviu cerca de 5 mil homens e mulheres, com 20 anos ou mais (FOTO: Falcão Jr)

A pesquisa ouviu cerca de 5 mil homens e mulheres, com 20 anos ou mais (FOTO: Falcão Jr)

Uma pesquisa mostrou que os cearenses estão muito satisfeitos com a vida. O levantamento, intitulado “O que é para o brasileiro viver ao máximo”, apontou que 13% dos entrevistados cearenses acreditam que vivem totalmente ao máximo, mais que o dobro da média nacional, que foi de 5%.

Os dados são da Abbott, empresa global de cuidados com a saúde. As áreas consideradas essenciais para se viver ao máximo são a vida familiar (88%), seguida da vida afetiva (77%) e do trabalho (76%).

A pesquisa ouviu cerca de 5 mil homens e mulheres, com 20 anos ou mais, de todas as regiões do país, com o objetivo de entender como o brasileiro percebe sua vida atual e o que almeja para viver melhor. De acordo com a pesquisa, as principais barreiras enfrentadas pelos cearenses são a falta de dinheiro (53%) e o excesso de burocracia no dia a dia (39%).

Para continuar a dialogar com o brasileiro e entender o que ele pensa a respeito de sua própria vida e o que deseja para viver melhor, a Abbott lançou também o manifesto “Vida Ao Máximo”. Por meio do site, a empresa convida brasileiros de todas as regiões a participarem de enquete sobre a vida plena e refletirem sobre como estão vivendo.