Musical sobre os Mamonas Assassinas faz apresentação em shopping de Fortaleza

DE EMOCIONAR!

Musical sobre os Mamonas Assassinas faz apresentação em shopping de Fortaleza

“O Musical Mamonas” conta a trajetória do quinteto que teve uma carreira apoteótica nos anos 90

Por Roberta Tavares em Agenda Cultural

7 de Maio de 2017 às 10:37

Há 2 anos
Espetáculo tem duração de duas horas e promete emocionar o público (FOTO: Divulgação)

Espetáculo tem duração de duas horas e promete emocionar o público (FOTO: Divulgação)

O Musical Mamonas chega novamente a Fortaleza para apresentações nos dias 19 e 20 de maio (às 21h) e 21 de maio (às 18h), no Theatro Via Sul. O espetáculo, que conta a trajetória dos cinco garotos de Guarulhos, já foi visto por mais de 70 mil pessoas, depois de temporadas em São Paulo, Rio de Janeiro e tour por diversas capitais brasileiras.

Os ingressos são vendidos na bilheteria do shopping, localizado na Avenida Washington Soares, e no site Ingresso Rápido, com valores a partir de R$ 30.

A banda Mamonas Assassinas entrou para a história como o maior fenômeno da indústria fonográfica brasileira, tendo vendido mais de três milhões de cópias no primeiro e único disco. O Musical Mamonas relembra essa trajetória impactante sob a direção do aclamado José Possi Neto.

“A dramaturgia não é linear e sim irreverente, como o perfil teatral do Mamonas Assassinas. O olhar dos cinco meninos de Guarulhos está retratado no texto. É como se o Dinho, Bento, Samuel, Júlio e o Sérgio contassem a trajetória do grupo desde o tempo em que eram desconhecidos, quando animavam festas de condomínios, até o reconhecimento nacional”, detalha o autor Walter Daguerre.

Para a montagem, o diretor e a produção selecionaram 16 profissionais entre 1500 que participaram dos testes para escolha do elenco. José Possi Neto destaca que “os Mamonas são herdeiros diretos de Oscarito e Grande Othelo. De Dercy Gonçalves. Do Velho Guerreiro e dos Trapalhões”. 

Os atores Ruy Brissac, Adriano Tunes, Elcio Bonazzi, Arthur Ienzura e Yudi Tamashiro formam o quinteto que teve uma carreira apoteótica nos anos 90 e que, em acidente aéreo, há 20 anos, deixou a cena pop brasileira. “Eu jamais ousaria encenar essa aventura se não encontrasse verdadeiros talentos para encarná-los”, revela o diretor.

A ideia de realizar um espetáculo em homenagem ao Mamonas Assassinas surgiu numa conversa informal entre amigos. “Falei com meus sócios Túlio Rivadávia e Márcio Sam, que ficaram super empolgados”, detalha Rose Dalney da Miniatura9 Produções. Rose conta que o trio não apenas produziu, mas também colaborou em todo o processo de elaboração da trama. Walter Daguerre, o mesmo autor de “Jim, o Musical” traz para o texto uma estética de brincadeira que permeia todo o espetáculo, apresentando a mesma descontração e escracho que a banda demonstrava dentro e fora dos palcos.

Além de acumular diversas indicações, o espetáculo conquistou o prêmio de Melhor Espetáculo Musical no voto popular pelo “Guia da Folha”, Prêmio Bibi Ferreira para Ruy Brissac (Dinho) como melhor ator revelação e Prêmio Arte Qualidade Brasil, como melhor ator de teatro musical. Também no elenco está Yudi Tamashiro, ícone das redes sociais e por sua carreira como apresentador.

Meia-Entrada: estudantes, pessoa com deficiência e um acompanhante, idosos (pessoas com mais de 60 anos), jovens pertencentes a famílias de baixa renda, com idades de 15 a 29 anos, diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais, professores da rede pública estadual e das redes municipais de ensino.

Ponto de venda sem taxa de conveniência: Theatro Via Sul – Sala Tereza Rachel (Shopping Via Sul, Washington Soares, 4335) / Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 10h às 22h; aos domingos e feriados, das 11h as 22h

Capacidade do Teatro: 732 lugares.

Publicidade

Dê sua opinião

DE EMOCIONAR!

Musical sobre os Mamonas Assassinas faz apresentação em shopping de Fortaleza

“O Musical Mamonas” conta a trajetória do quinteto que teve uma carreira apoteótica nos anos 90

Por Roberta Tavares em Agenda Cultural

7 de Maio de 2017 às 10:37

Há 2 anos
Espetáculo tem duração de duas horas e promete emocionar o público (FOTO: Divulgação)

Espetáculo tem duração de duas horas e promete emocionar o público (FOTO: Divulgação)

O Musical Mamonas chega novamente a Fortaleza para apresentações nos dias 19 e 20 de maio (às 21h) e 21 de maio (às 18h), no Theatro Via Sul. O espetáculo, que conta a trajetória dos cinco garotos de Guarulhos, já foi visto por mais de 70 mil pessoas, depois de temporadas em São Paulo, Rio de Janeiro e tour por diversas capitais brasileiras.

Os ingressos são vendidos na bilheteria do shopping, localizado na Avenida Washington Soares, e no site Ingresso Rápido, com valores a partir de R$ 30.

A banda Mamonas Assassinas entrou para a história como o maior fenômeno da indústria fonográfica brasileira, tendo vendido mais de três milhões de cópias no primeiro e único disco. O Musical Mamonas relembra essa trajetória impactante sob a direção do aclamado José Possi Neto.

“A dramaturgia não é linear e sim irreverente, como o perfil teatral do Mamonas Assassinas. O olhar dos cinco meninos de Guarulhos está retratado no texto. É como se o Dinho, Bento, Samuel, Júlio e o Sérgio contassem a trajetória do grupo desde o tempo em que eram desconhecidos, quando animavam festas de condomínios, até o reconhecimento nacional”, detalha o autor Walter Daguerre.

Para a montagem, o diretor e a produção selecionaram 16 profissionais entre 1500 que participaram dos testes para escolha do elenco. José Possi Neto destaca que “os Mamonas são herdeiros diretos de Oscarito e Grande Othelo. De Dercy Gonçalves. Do Velho Guerreiro e dos Trapalhões”. 

Os atores Ruy Brissac, Adriano Tunes, Elcio Bonazzi, Arthur Ienzura e Yudi Tamashiro formam o quinteto que teve uma carreira apoteótica nos anos 90 e que, em acidente aéreo, há 20 anos, deixou a cena pop brasileira. “Eu jamais ousaria encenar essa aventura se não encontrasse verdadeiros talentos para encarná-los”, revela o diretor.

A ideia de realizar um espetáculo em homenagem ao Mamonas Assassinas surgiu numa conversa informal entre amigos. “Falei com meus sócios Túlio Rivadávia e Márcio Sam, que ficaram super empolgados”, detalha Rose Dalney da Miniatura9 Produções. Rose conta que o trio não apenas produziu, mas também colaborou em todo o processo de elaboração da trama. Walter Daguerre, o mesmo autor de “Jim, o Musical” traz para o texto uma estética de brincadeira que permeia todo o espetáculo, apresentando a mesma descontração e escracho que a banda demonstrava dentro e fora dos palcos.

Além de acumular diversas indicações, o espetáculo conquistou o prêmio de Melhor Espetáculo Musical no voto popular pelo “Guia da Folha”, Prêmio Bibi Ferreira para Ruy Brissac (Dinho) como melhor ator revelação e Prêmio Arte Qualidade Brasil, como melhor ator de teatro musical. Também no elenco está Yudi Tamashiro, ícone das redes sociais e por sua carreira como apresentador.

Meia-Entrada: estudantes, pessoa com deficiência e um acompanhante, idosos (pessoas com mais de 60 anos), jovens pertencentes a famílias de baixa renda, com idades de 15 a 29 anos, diretores, coordenadores pedagógicos, supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas das redes estadual e municipais, professores da rede pública estadual e das redes municipais de ensino.

Ponto de venda sem taxa de conveniência: Theatro Via Sul – Sala Tereza Rachel (Shopping Via Sul, Washington Soares, 4335) / Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 10h às 22h; aos domingos e feriados, das 11h as 22h

Capacidade do Teatro: 732 lugares.