Lula Archives - Página 3 de 6 - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Lula

Quem ganha e quem perde no Ceará com a condenação de Lula?

Por Wanfil em Política

12 de julho de 2017

Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sérgio Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex. Cabe recurso. Se a decisão for confirmada em segunda instância, o ex-presidente fica inelegível.

De todo modo, existem implicações políticas que interferem desde logo no processo eleitoral. Especialmente para seus aliados. E por incrível que pareça, no Ceará, alguns desses são os que mais podem lucrar com a condenação de Lula.

O principal adversário de Lula no Estado sempre foi o senador Tasso Jereissati, que não concorre ano que vem. E mesmo assim, sua votação se deu mais em função de méritos próprios que por contraposição a outros nomes. Nesse caso, a condenação é eleitoralmente indiferente para o tucano.

Eunício Oliveira sempre foi próximo a Lula. Foi eleito, inclusive, com seu apoio. Mas após romper com o PT do Ceará e com o impeachment de Dilma, o senador naturalmente se afastou do petista. Não é aliado, mas também não é adversário.

Ciro Gomes, ex-ministro de Lula, é quem pode se beneficiar com a condenação de Lula. Mal nas pesquisas, o pedetista pode herdar parte dos votos do ex-presidente, se este sair do páreo. A ruína de um viabiliza a candidatura do outro à Presidência. Assim, o PDT defenderá Lula, mas sem exagero. Sem contar que um bom desempenho de Ciro ajuda a puxar votos para seu grupo no Estado.

Por falar nisso, o governador Camilo Santana, por sua vez, mesmo ainda estando no PT, não tem muito a perder, afinal, sua imagem é mais atrelada a Cid Gomes, de quem foi secretário, do que propriamente de Lula.

Assim, quem mais perde mesmo são as lideranças locais do PT. O partido foi rejeitado nas eleições municipais, quando perdeu metade das prefeituras que tinha. Resta-lhes a figura de Lula, que paira acima do próprio petismo. Por isso mesmo falam em complô. É questão de sobrevivência política.

Publicidade

Pesquisa Datafolha: Lula na frente, Bolsonaro empatado com Marina e Ciro Gomes muito atrás

Por Wanfil em Pesquisa

26 de junho de 2017

Lula, Marina e Bolsonaro se distanciam de Ciro. Ainda falta muito, as imagens do futuro ainda estão sem foco, mas expectativas fazem parte do jogo

A pesquisa Datafolha publicada nesta segunda pelo jornal Folha de São Paulo mostra os seguintes números para o primeiro turno da disputa presidencial do próximo ano:

30% – Lula (PT) – (tinha 22% em dezembro/2016)
16% – Bolsonaro (PSC) – (tinha 5%, subiu 11 pontos)
15% – Marina (Rede) – (liderava com 24% no mesmo período)
8%  – Geraldo Alckmin (PSDB) – (tinha 14%)
5%  – Ciro Gomes (PDT) – (com 7%, estava à frente de Bolsonaro)
2%  – Luciana Genro (PSOL) – (manteve os 2%)

Com João Doria
Em outro cenário, com João Doria como candidato do PSDB, as coisas não mudam muito. O prefeito paulistano, menos conhecido e sem recall de outras eleições presidenciais, aparece com 10%.

Sem Lula
Se a disputa se der apenas entre nomes não citados na Lava Jato, Marina assume a dianteira com 27%, seguida por Bolsonaro (18%), Doria (14%) e Ciro (12%).

Observações
Pesquisas feitas a mais de um ano para as eleições falam mais do presente do que do futuro. Outros nomes e fatos poderão surgir e a dinâmica típica dos processos eleitorais ainda não interfere nas decisões. De todo modo, é possível perceber algumas tendências:

1 – O PT não tem nome alternativo a Lula. Outro problema para o ex-presidente – além da possibilidade de ser preso – é a alta rejeição de 46% dos eleitores;

2 – Sem Lula e o PT, Marina surge como opção de esquerda mais conhecida. Ciro cresce, mas ainda fica longe dela. No entanto, pelo menos entraria na briga;

3 – Doria mostra potencial de crescimento muito superior ao de Alckmin;

4 – Bolsonaro já se consolida como fenômeno pré-eleitoral. Ciro já disse que o deputado divide os votos anti-PT, o que seria bom para candidatos de esquerda. Faz sentido;

5 – a candidatura de Ciro ainda não decolou, apesar de seus esforços midiáticos, com declarações fortes e críticas direcionadas, por exemplo, a Doria. Não funcionou. Como já foi candidato outras vezes, é adversário de um governo impopular e tem recall, era de se esperar melhor desempenho do ex-governador;

6 – no que diz respeito ao Ceará, a candidatura de Ciro é fundamental para manter aliados locais em torno de um projeto de poder viável e com a possibilidade de transferência de votos. Mas, para isso acontecer, é preciso que sua candidatura tenha o mínimo de competitividade, pois a maioria dos eleitores, por pragmatismo, tende a restringir suas opções entre aqueles que têm reais chances de vitória.

No momento, as expectativas não parecem promissoras, mas, como diz o clichê, ainda é muito cedo e tudo pode acontecer.

Publicidade

Na mesma delação em que acusa Temer, JBS diz que propina abasteceu projeto de Cid no Ceará

Por Wanfil em Corrupção

19 de Maio de 2017

Pois é

A delação da JBS, que fez Michel Temer balançar no cargo e afastou Aécio Neves do Senado, não demorou a chegar ao Ceará. Segundo Wesley Batista, sócio do grupo, o ex-governador Cid Gomes (PDT) teria recebido R$ 20 milhões de propina em 2014 para o financiamento de campanhas, em troca da liberação de créditos de ICMS. Metade desse valor, de acordo com o delator, foi repassado como doação oficial nas últimas eleições (ver o post JBS está entre os maiores doadores de campanha no Ceará).

Em outra delação, Ricardo Saud, executivo da mesma JBS, afirma que R$ 5 milhões teriam sido pagos ao senador Eunício Oliveira (PMDB) por causa de uma medida provisória sobre créditos de PIS/Cofins.

Todos negam as acusações. De fato, delações premiadas necessitam de um conjunto probatório para que tenham efeito judicial. Acontece que os irmãos Joesley e Wesley Batista fizeram provavelmente o melhor dos acordos de delação na Lava Jato. E daí? Isso prova algo? Não, mas caso tenham mentido o acordo estará automaticamente desfeito. Sem contar que a JBS afirma ter anexado documentos.

A presunção de inocência é garantida por lei, porém, enquanto as investigações seguem, a delação da JBS aponta que o mesmo método de corrupção que abasteceu a chapa Dilma-Temer alimentou, ainda que a partir de fontes distintas, o projeto político de Cid Gomes no Ceará. É o que dizem os delatores.

O ônus da prova cabe a quem acusa e esse é um princípio jurídico indiscutível. Mas politicamente, até que tudo seja passado a limpo, o peso da suspeita é que recairá como ônus sobre as imagens dos acusados, especialmente nesses tempos de escândalos sem fim.

PS. Muita gente que comemorou as primeiras repercussões da delação da JBS mudou de ideia com a divulgação de outros nomes, como Lula e Dilma, além de outros políticos de variadas ideologias.

Publicidade

Lula x Moro: onde estão os aliados do ex-presidente no Ceará?

Por Wanfil em Política

11 de Maio de 2017

Lula fala a Moro e aliados no Ceará silenciam…

O depoimento do réu Lula ao juiz Sérgio Moro dominou o noticiário e as redes sociais. Via de regra, as opiniões sobre a suposta culpa ou inocência do ex-presidente já estão formadas, independente do resultado do processo. É que para o grande público, política é mais paixão do que razão. Diferente dos profissionais da política, que costumam calcular suas posições, geralmente de olho nas próximas eleições.

Assim, é muito interessante observar as reações daqueles que foram os principais aliados locais do ex-presidente durante os seus mandatos.

Deputados do PT, por dever de ofício e senso de autopreservação, defenderam o ex-presidente na Assembleia Legislativa, antes e depois do interrogatório. Lideranças do partido também se manifestaram nesse sentido. Era de se esperar.

Curioso foi o silêncio do PDT e até do PCdoB. Seus parlamentares, lideranças, prefeitos, ex-ministros, ex-senadores (os do PMDB não contam, já que pularam fora antes com o impeachment, embora fossem muito próximos, lembram?). Ninguém publicou nada, deu entrevista ou discursou prestando solidariedade ou em desagravo ao petista, muito menos criticando Moro.

Parece que, no Ceará, esses “companheiros” (alguns ainda no PT) preferem não botar a mão no fogo por Lula. Ou então não podem, ou não devem, na medida em que estão mais integrados hoje ao projeto eleitoral de Ciro Gomes. Sem Lula no páreo, o ex-governador – que patina nas mais recentes pesquisas – poderia liderar uma frente de esquerda na corrida ao Palácio do Planalto, herdando ainda parte dos votos do petista, que atualmente lidera essas mesmas pesquisas.

Com aliados assim, quem precisa de adversários?

Publicidade

Lula convida Ciro a visitar transposição para impedir que Temer se aproprie da obra

Por Wanfil em Política

16 de Março de 2017

Temer que aparecer – sozinho! – na foto da transposição – (Beto Barata/Presidência da República)

Lula convidou Dilma Rousseff e Ciro Gomes, que foi ministro da Integração nacional na gestão do petista, para visitar a transposição do Rio São Francisco no próximo domingo, na Paraíba. Pelo menos é o que dizem os principais jornais do país. Seria uma resposta ao presidente Michel Temer, que recentemente foi inspecionar a obra, com direito a discursos na expectativa de mostrar serviço aos nordestinos. Na prática, os ex-aliados disputam sua paternidade.

Aos fatos: o empreendimento saiu do papel na gestão de Lula em 2007, com previsão de ser concluída em 2010, mas atrasou. Dilma o sucedeu, mas não conseguiu terminar a transposição. Aliás, a obra chegou a parar na sua administração. Michel Temer agora corre para destravar entraves burocráticos e problemas financeiros para concluí-la e faturar politicamente com sua inauguração.

Disputas à parte, é evidente que se existe um “pai” para a transposição, esse é Lula. Não há o que discutir. Tudo o que diz respeito a sua execução deve ser atribuído ao petismo, por uma questão de justiça. Tudo! A obra, os custos estratosféricos, as licitações complicadas, as relações com empreiteiras enroladas na Lava-Jato e os atrasos injustificáveis. Temer, na condição de aliado importante, com boa vontade pode figurar como padrinho, para bem ou para o mal.

Não sei o porquê de tanta discussão. Resta saber se Ciro topa ir fazer palanque para o réu Lula, já que os dois são pré-candidatos à Presidência da República.

Publicidade

Sonhar não é pecado

Por Wanfil em Política

21 de Fevereiro de 2017

PT como vice na chapa de Ciro? Só se Lula desistir ou se a Lava Jato o impedir

O jornal O Estado ouviu parlamentares da base aliada no Ceará sobre as recentes declarações do governador Camilo Santana, que mesmo sendo do PT, defende que o partido abra mão de uma candidatura própria à Presidência da República, para apoiar Ciro Gomes, do PDT.

Resumindo, por aqui os petistas desconversaram e os pedetistas acharam a ideia genial. Delira quem imagina o PT cedendo a cabeça de chapa ao PDT, especialmente quando ainda se cogita uma possível nova candidatura de Lula.

Delírio que só deixa de ser delírio no momento em que o PDT como um todo e o cirismo em particular torcem para uma eventual desistência ou impedimento (leia-se prisão) de Lula. Aí passa a ser sonho.

Publicidade

Pesquisa mostra Lula na liderança e Ciro valendo meio Bolsonaro

Por Wanfil em Pesquisa

16 de Fevereiro de 2017

Ciro tem 5%, menos da metade de Marina e Bolsonaro, que anotaram 11%. Tá difícil

Pesquisa CNT/MDA divulgada na quarta-feira (15) mostra que se as eleições para a Presidência da República fosse hoje, de cada 100 entrevistados, 30 votariam em Lula (PT), 11 em Marina Silva (REDE), 11 em Jair Bolsonaro (PSC), 10 em Aécio Neves (PSDB), cinco em Ciro Gomes (PDT) e três em Michel Temer (PMDB).

No que interessa ao Ceará, Ciro Gomes tem apenas metade das intenções de voto declaradas a Jair Bolsonaro, que dispensa apresentações. Na verdade, Ciro ganha apenas – e por pouco! – do impopular Michel Temer.

A candidatura do ex-governador cearense é a última esperança de seu grupo político no Estado para ter novamente acesso aos favores do Governo Federal. As perspectivas não parecem boas, mas existe um trunfo: a possível prisão de Lula (réu em cinco processo por corrupção). Nesse caso, quem herdar a maior parte dos votos do petista (Marina também disputa esse quinhão) pode ter chance. Quem sabe, né?

Agora, se essa é a expectativa de poder que o hoje pedetista tem a oferecer aos seus aliados no Ceará, complica. É claro que outras variáveis podem mudar o cenário. Ainda falta um ano e oito meses para as eleições. O que fica evidente é que a caminhada de Ciro ao Planalto é bem mais longa que a dos seus adversários. E isso obriga muitos dos seus parceiros a considerar eventuais alternativas. É do jogo.

Publicidade

Agenda de governo ou agenda de campanha?

Por Wanfil em Eleições 2016

22 de setembro de 2016

Quarta-feira, 21 de setembro de 2016. Ceará. Acontecimentos do dia:

– Policiais civis anunciam que entrarão em greve.
– Médicos marcam protesto contra o fechamento da emergência obstétrica do HGF.
– O ex-presidente e agora réu em ação de corrupção Lula chega ao Ceará, de jatinho, para eventos eleitorais no interior e na capital, Fortaleza.
– O Governo do Ceará informa em seu site agenda para o mesmo dia, sem maiores detalhes.


– Detalhe não previsto na agenda do governador, mas que pelo visto, coincidiu com ela: comício eleitoral com Lula e candidato do PT em Barbalha, no Cariri, registrado em fotos como essa:

Foto: divulgação no Twitter @MandatoGuimarães

Foto: divulgação no Twitter @MandatoGuimarães

Pois é… Agenda oficial, horário de expediente, evento de campanha, agenda agitada.

Publicidade

Lula, o réu, faz campanha no Ceará: onde estarão seus antigos aliados?

Por Wanfil em Política

20 de setembro de 2016

O juiz Sérgio Moro aceitou nesta terça-feira (20) denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Lula, acusado de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no escândalo da Petrobras. Por coincidência, o agora réu na Lava Jato tem compromissos de campanha marcados para esta quarta em Fortaleza, Barbalha e Iguatu, com candidatos do PT. Até o momento, a participação de Lula está confirmada.

Com a reputação manchada pelos crimes que lhes são atribuídos, o ex-presidente tem poucas chances de virar o jogo eleitoral para qualquer candidato. De todo modo, será interessante ver como aliados de outrora, aqueles que disputavam os afagos de Lula quando este elegia até postes, irão agir.

Lembra dos deputados, prefeitos e ex-governadores dos mais variados partidos que subiam alegres nos palanques de Lula prometendo refinarias e batendo palmas para o populismo? Pois é. Tenho a impressão de estes sumirão, sem fazer alarde, sem romper ou dar explicações a ninguém, motivados pelo mesmo oportunismo que um dia os uniu à “propinocracia” lulista, expressão que consta na denúncia feita pelos procuradores da Lava Jato.

Publicidade

Lula é denunciado na Lava Jato um dia após aparecer em vídeo com Luizianne

Por Wanfil em Eleições 2016

14 de setembro de 2016

Lula, réu por corrupção, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça, pede votos em Fortaleza

Lula, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, e réu por obstrução da justiça, pede votos em Fortaleza

O ex-presidente Lula anda mais enrolado do que nunca com a Justiça. O Ministério Público Federal no Paraná o denunciou  nesta quarta por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, relativas ao caso do triplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato.

E quem irá decidir se Lula vira ou não réu? O juiz Sérgio Moro, terror dos “companheiros” delatores.

O ex-presidente já é réu em outra ação, movida pelo MP do Distrito Federal, acusado de obstruir a Lava Jato.

Curiosamente, um dia antes Lula apareceu na propaganda da candidata petista à prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins, fazendo elogios para a correligionária. Houve uma época, não faz tanto tempo, em que a imagem de Lula era disputada na Justiça Eleitoral até por opositores. Agora, por bons motivos, poucos arriscam a fazer como a ex-prefeita.

Publicidade

Lula é denunciado na Lava Jato um dia após aparecer em vídeo com Luizianne

Por Wanfil em Eleições 2016

14 de setembro de 2016

Lula, réu por corrupção, lavagem de dinheiro e obstrução da justiça, pede votos em Fortaleza

Lula, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, e réu por obstrução da justiça, pede votos em Fortaleza

O ex-presidente Lula anda mais enrolado do que nunca com a Justiça. O Ministério Público Federal no Paraná o denunciou  nesta quarta por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, relativas ao caso do triplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato.

E quem irá decidir se Lula vira ou não réu? O juiz Sérgio Moro, terror dos “companheiros” delatores.

O ex-presidente já é réu em outra ação, movida pelo MP do Distrito Federal, acusado de obstruir a Lava Jato.

Curiosamente, um dia antes Lula apareceu na propaganda da candidata petista à prefeitura de Fortaleza, Luizianne Lins, fazendo elogios para a correligionária. Houve uma época, não faz tanto tempo, em que a imagem de Lula era disputada na Justiça Eleitoral até por opositores. Agora, por bons motivos, poucos arriscam a fazer como a ex-prefeita.