denúncias Archives - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

denúncias

Autoridades de seis estados investigam incentivos para a JBS. Só faltou o Ceará…

Por Wanfil em Corrupção

01 de junho de 2017

Parece que as autoridades não conseguem ver, ouvir ou falar sobre JBS no Ceará

Matéria publicada no Estadão:

Autoridades de pelo menos seis Estados – São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul – estão passando um pente-fino sobre os incentivos fiscais concedidos à JBS.

O Ceará não consta dessa lista, embora um dos donos da JBS, Wesley Batista, confessou ter pago propina para financiar campanhas de aliados da gestão Cid Gomes em 2014, em troca de créditos fiscais.

Das duas, uma: ou as autoridades cearenses são muitíssimo discretas e atuam em silêncio para surpreender os investigados ou não estão deliberadamente evitando ações no intuito de esclarecer quaisquer dúvidas a respeito da incrível relação entre incentivos tributários e doações eleitorais no Estado.

Não há cobranças e muito menos ações que possam dissipar as suspeitas que recaíram sobre o instrumento importantíssimo das concessões fiscais. Na verdade, nem sequer é possível visualizar pressões da opinião pública nesse sentido, como se todos acreditassem que a JBS tivesse doado nada menos que R$ 20 milhões de reais a candidatos no Ceará apenas por amor à democracia.

Quem cala, consente.


Para saber mais, leia as seguintes matérias do Tribuna do Ceará
:
Além da JBS, outras empresas receberam recursos do governo Cid Gomes e fizeram doação para campanha
Denúncia no Tribuna do Ceará sobre propina no Governo Cid Gomes ganha repercussão nacional

Publicidade

Acabou agosto, mas não o desgosto

Por Wanfil em Ceará, Política

02 de setembro de 2013

Dizem que agosto é o mês do desgosto. Pode ser injustiça, superstição, não sei. O fato é que agosto de 2013 foi especialmente negativo quando o assunto é política, particularmente para o governador do Ceará, Cid Gomes, para o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e principalmente para o cidadão, coitado, que sempre arca com os prejuízos.

De memória, cito alguns casos que marcaram o mês.

Acquário Ceará – as obras, tocadas pela Secretaria de Turismo do Ceará foram paralisadas devido a suspeitas de irregularidades na licitação, entre as quais, a de direcionamento do contrato para uma empresa norte-americana;

Convênios da Sesporte – O Ministério Público de Contas denunciou a Secretaria de Esportes do Estado por causa de convênios com empresas fantasmas, algo semelhante com o que ocorreu no famigerado “escândalo dos banheiros”;

Socialismo caviar (buffet de luxo) – A revelação de gastos milionários com quitutes refinados para eventos do governo estadual mediante contratação de um buffet de luxo desgastou nacionalmente a imagem da gestão;

Helicópteros sem licitação – Suspeitas levantada pela imprensa sobre a compra de helicópteros para a Secretaria da Ciência e Tecnologia sem licitação foi outro motivo de dor de cabeça para Cid Gomes;

Blitz no Detran – O Ministério Público estadual acusa o Detran de fraudar contratos com empresas prestadoras de serviços;

No Facebook – Em sua conta no Facebook, o governador cometeu duas, digamos assim, gafes: 1) anunciou o sorteio para um show da cantora Beyoncé, enquanto a população sofre com o descontrole da criminalidade; 2) postou foto em que parece cometer flagrante falta de trânsito. Os casos acabaram servindo de combustível nas redes para críticas ao estilo pessoal do gestor, quando não viraram motivo de chacota;

A novela do Parque do Cocó – A Prefeitura de Fortaleza viu agosto passar sem conseguir resolver o impasse do Parque Cocó. Foram quatro semanas perdidas, consolidado a confusão jurídica e falta de autoridade como características negativas neste início da gestão do prefeito Roberto Cláudio;

Maus exemplos – O secretário da Educação do município, Ivo Gomes, ainda atrapalhou ao se expor em brigas pela internet, com uso de palavrões – recurso amplamente utilizado em debates na Assembleia Legislativa e na Câmara de Fortaleza nos últimos 30 dias;

Patrocínio da impunidade – Como se não bastasse, o povo testemunhou os desavergonhados arquivamentos dos pedidos de cassação do vereador Leonelzinho Alencar, em Fortaleza, e do deputado federal Natan Donadon, em Brasília, com direito a ausência de sete parlamentares do Ceará na votação.

Em defesa do calendário

Em defesa do mês de agosto, diga-se que é muita corrupção e impunidade para se distribuir pelo calendário do ano. Nesse caso, o desgosto não se limita a um único mês. As datas, afinal, são meras convenções que existem independente das deliberações humanas.

Publicidade

Série de notícias negativas expõe governo Cid. Ou: Como Tirar Proveito de Seus Inimigos

Por Wanfil em Ceará

26 de agosto de 2013

Minha edição de Como Tirar Proveito dos Seus Inimigos (Martins Fontes), obra de Plutarco escrita no início do Século I. Uma leitura que ajuda a entender os dissabores do governo Cid.

Minha edição de Como Tirar Proveito dos Seus Inimigos (Martins Fontes), obra de Plutarco escrita no início do Século I. Uma leitura que ajuda a entender os dissabores do governo Cid.

É impressionante como o governo Cid Gomes acaba enrolado, vez por outra, não por causa de grandes escândalos, como acontece em outros estados, mas por acontecimentos menores que, reunidos, acabam expondo a imagem da gestão a um desgaste progressivo e contínuo.

Alguns desses casos chamam a atenção por serem absolutamente desnecessários, como a contratação da cantora Ivete Sangalo, com cachê altíssimo, para a inauguração de um hospital em Sobral. O mesmo vale para os gastos milionários com o tenor Plácido Domingo em  apresentação privada, ou no recente episódio do buffet cujo cardápio e preços exaltaram o contraste entre o esbanjamento dos governantes com o dinheiro público e a penúria decorrente da seca no Ceará.

São vários os casos de obras e iniciativas que poderiam render bom ganho de imagem mas que acabam ofuscadas por essa ideia de desperdício e de falta de transparência. Até mesmo a compra de algo indispensável como viaturas policiais, terminou em debate sobre a escolha das caríssimas Hilux para o serviço.

E agora essa compra de helicópteros sem licitação. Não há acusação de crime, pois artifícios técnicos teriam sido utilizados, mas fica mais uma vez a suspeição de que as coisas não aconteceram com a transparência que a natureza da função exige, afinal, são recursos públicos. Quanto mais rigor, melhor, pois, ao final, isso ajuda a evitar especulações ou desvios.

A raiz do descuido

Há muito alerto para os riscos que a falta de uma oposição minimamente organizada poderia fazer ao governo. O filósofo grego Plutarco já ensinava, há mais ou menos dois mil anos, que sem o devido contraponto, líderes passam a acreditar que são infalíveis. É que ao adversário é fácil apontar os erros, uma vez que os amigos – por afeto –, e os bajuladores – por interesse –, não querem desgastar o amor-próprio do governante. Saber o ponto de equilíbrio entre as críticas e os elogios é o segredo do grande rei, dizia Plutarco em Como Tirar Proveito de Seus Inimigos.

Voltando ao Ceará, fica a impressão de que ao governo tudo parece menor, intrigas, perseguição da grande mídia, inveja e coisas do tipo. E é por isso mesmo que esses casos se repetem com frequência incômoda. Leia mais

Publicidade

Intrigas e futricas

Por Wanfil em Tribuna Band News FM

11 de Maio de 2013

Meu comentário deste sábado para a rádio Tribuna BandNews 101.7 FM.

O deputado federal Eudes Xavier, do PT, foi o centro das atenções na sessão de sexta-feira (9) na Assembleia Legislativa, onde compareceu para falar sobre um suposto esquema de espionagem que envolveria a cúpula do governo estadual. Agora ele diz que não tem tanta certeza sobre a veracidade das denúncias.

No mês passado, o próprio governador Cid Gomes já tinha comparecido à Assembleia para repudiar as acusações e denunciar que seus e-mails tinham sido violados e adulterados, o que seria crime.

O resumo dessa história é o seguinte: nesse disse me disse, todos falam muito e ninguém prova nada. Ambas as partes dizem esperar que investigações da Polícia Federal comprovem suas versões, mas, aqui entre nós, convenhamos: certamente a PF tem muito mais com que se ocupar do que com as intrigas e futricas de ex-aliados políticos separados nas eleições passadas.

Repito o que disse quando esse caso apareceu no noticiário: é lamentável ver que a política cearense, em vez de se ocupar de grandes questões ou de emergências como a seca e a explosão da violência no estado, acabe refém de brigas pessoais entre essas autoridades.

O empenho e a energia que os envolvidos demonstraram nessa ridícula guerra particular deveriam ser direcionados para defender os interesses do Ceará e para remediar os males que hoje afligem e maltratam sua população.

Publicidade

Intrigas e futricas

Por Wanfil em Tribuna Band News FM

11 de Maio de 2013

Meu comentário deste sábado para a rádio Tribuna BandNews 101.7 FM.

O deputado federal Eudes Xavier, do PT, foi o centro das atenções na sessão de sexta-feira (9) na Assembleia Legislativa, onde compareceu para falar sobre um suposto esquema de espionagem que envolveria a cúpula do governo estadual. Agora ele diz que não tem tanta certeza sobre a veracidade das denúncias.

No mês passado, o próprio governador Cid Gomes já tinha comparecido à Assembleia para repudiar as acusações e denunciar que seus e-mails tinham sido violados e adulterados, o que seria crime.

O resumo dessa história é o seguinte: nesse disse me disse, todos falam muito e ninguém prova nada. Ambas as partes dizem esperar que investigações da Polícia Federal comprovem suas versões, mas, aqui entre nós, convenhamos: certamente a PF tem muito mais com que se ocupar do que com as intrigas e futricas de ex-aliados políticos separados nas eleições passadas.

Repito o que disse quando esse caso apareceu no noticiário: é lamentável ver que a política cearense, em vez de se ocupar de grandes questões ou de emergências como a seca e a explosão da violência no estado, acabe refém de brigas pessoais entre essas autoridades.

O empenho e a energia que os envolvidos demonstraram nessa ridícula guerra particular deveriam ser direcionados para defender os interesses do Ceará e para remediar os males que hoje afligem e maltratam sua população.