Aquário Archives - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Aquário

Negócios da China

Por Wanfil em Ceará

20 de setembro de 2017

Os chineses estudam construir uma refinaria no Ceará; os chineses avaliam financiar a saúde pública estadual (o que ganharão com isso?); os chineses estão de olho na geração de energia por essas bandas; os chineses podem concluir o aquário que já consumiu R$ 130 milhões dos contribuintes cearenses; os chineses descobriram o Ceará. É o que anuncia, dia sim, dia não, o governo do Estado.

Tomara que tudo dê tudo certo, é claro. Ser otimista nunca é demais, embora a experiência recente recomende prudência. As promessas de saltos desenvolvimentistas já tiveram como protagonistas a parceria entre os governos estadual e federal na era petista, a inigualável competência gerencial da mãe do PAC e a Petrobras pré-Lava-Jato. Como a realidade não correspondeu às expectativas geradas de quatro em quatro anos, a solução é fugir reciclar as esperanças acenando com novas possibilidades e novos protagonistas. Agora, no Ceará, a solução vem da China.

Publicidade

O aquário na novela e a novela do aquário

Por Wanfil em Ceará

11 de novembro de 2016

No Ceará, o aquário, obra pública, parece com escombros de filmes de guerra. No Rio, o aquário, obra privada, é cenário de novela. Pois é.

No Ceará, o aquário, obra pública, lembra escombros dos filmes de guerra. No Rio, obra privada, é cenário de novela. Pois é…

A TV Jangadeiro e o portal Tribuna do Ceará mostraram que o maior aquário da América do Sul, foi aberto ao público na quarta-feira (9). Não, não é o Acquario Ceará, em Fortaleza, mas o AquaRio, no Rio de Janeiro.

Na verdade, a conclusão do aquário do Ceará é uma incógnita, embora sua construção tenha iniciado há cinco anos, na gestão de Cid Gomes, consumindo, até agora, R$ 136 milhões (dos R$ 300 originalmente previstos). Já o aquário do Rio, que em quatro anos ficou pronto, é obra da iniciativa privada e custou R$ 120 milhões.

No Rio, o aquário serviu de cenário para a novela “A lei do amor”, da Rede Globo, em capítulo exibido nesta semana. No Ceará, o aquário é uma novela mal dirigida e encenada por canastrões, sem prazo para a acabar e – tudo indica – longe, muito longe, de um final feliz.

Confira a matéria da Jangadeiro: Enquanto aquário do Rio é inaugurado, o do Ceará está parado e já consumiu mais dinheiro

Curiosidades:

Em 2013, no calor dos protestos de junho, acuado, Cid cogitou fazer um plebiscito para a população decidir se a obra deveria continuar ou não.

No mesmo ano, a Câmara dos Vereadores aprovou a realização do plebiscito que nunca aconteceu.

Na Assembleia Legislativa, a oposição criou a CPI do Aquário, mas os governistas, numa manobra regimental inusitada, conseguiram barrar a investigação.

Publicidade

A moda plebiscitária chegou ao Ceará

Por Wanfil em Ceará, Fortaleza, Legislação

03 de julho de 2013

A multidão diz aos políticos que não se sente representada por eles, nem por seus partidos e entidades pelegas. Os políticos, profissionais na arte da dissimulação e da sobrevivência, fingem que o negócio não é com eles e se mostram solidários às reivindicações das massas, como se não fossem eles mesmos o alvo dos protestos.

A presidente Dilma acenou de forma atrapalhada com um plebiscito para uma reforma política. No Ceará, a moda das proposições plebiscitárias já pegou e o governador Cid Gomes já fala em plebiscito a respeito da construção de um aquário em Fortaleza.

O vereador João Alfredo aproveitou a onda (o PSOL procura desesperadamente colar suas pautas nas mobilizações apartidárias) e pediu urgência na tramitação de uma proposta nesse sentido. Seu colega Capitão Wagner (PR) pegou carona e sugere um plebiscito para a Ponte Estaiada, no Cocó.

O momento de comoção, a pressão das ruas, a procura em oferecer respostas, tudo somado, descamba para um voluntarismo incensado pelo improviso. Essas discussões lembram a famosa máxima de Mencken: “For every complex problem there is an answer that is clear, simple, and wrong.” Leia mais

Publicidade

A moda plebiscitária chegou ao Ceará

Por Wanfil em Ceará, Fortaleza, Legislação

03 de julho de 2013

A multidão diz aos políticos que não se sente representada por eles, nem por seus partidos e entidades pelegas. Os políticos, profissionais na arte da dissimulação e da sobrevivência, fingem que o negócio não é com eles e se mostram solidários às reivindicações das massas, como se não fossem eles mesmos o alvo dos protestos.

A presidente Dilma acenou de forma atrapalhada com um plebiscito para uma reforma política. No Ceará, a moda das proposições plebiscitárias já pegou e o governador Cid Gomes já fala em plebiscito a respeito da construção de um aquário em Fortaleza.

O vereador João Alfredo aproveitou a onda (o PSOL procura desesperadamente colar suas pautas nas mobilizações apartidárias) e pediu urgência na tramitação de uma proposta nesse sentido. Seu colega Capitão Wagner (PR) pegou carona e sugere um plebiscito para a Ponte Estaiada, no Cocó.

O momento de comoção, a pressão das ruas, a procura em oferecer respostas, tudo somado, descamba para um voluntarismo incensado pelo improviso. Essas discussões lembram a famosa máxima de Mencken: “For every complex problem there is an answer that is clear, simple, and wrong.” (mais…)