Luizianne rebate críticas de Ivo Gomes à gestão Camilo: "Por que o Ciro não resolveu?" - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Luizianne rebate críticas de Ivo Gomes à gestão Camilo: “Por que o Ciro não resolveu?”

Por Wanfil em Política

26 de outubro de 2015

A deputada federal Luizianne Lins, ex-prefeita de Fortaleza, falou em entrevista concedida à rádio Tribuna Band News FM (101.7) sobre as críticas feitas pelo deputado estadual Ivo Gomes, do Pros, na última quinta-feira (22), sobre a situação do Hospital Regional de Quixeramobim: “Eu não engulo a desculpa de que o governo não tem dinheiro para o custeio. Tem que se virar! Porque tem dinheiro sim! Eu sei que tem”.

No sábado, durante evento na região do Cariri, o governador, claro, não quis polemizar e disse não comentaria o caso. Até o momento, passados quatro dias, o próprio PT fez ouvidos moucos ao carão de Ivo, silêncio agora quebrado por Luizianne (grifos meus):

A pergunta é: se tem dinheiro para saúde, por que Ciro Gomes, irmão mais velho de Ivo Gomes, (…) quando foi secretário da Saúde não resolveu o problema? (…) É muito bom você jogar nas costas do outros. O deputado Ivo Gomes detonava a gestão da educação pública em Fortaleza, foi secretário municipal [da Educação], entrou calado e saiu mudo! (…) Pra mim ele não tem legitimidade para falar, nunca resolveram problema de nada, adoram falar e saem dos cargos. O Ivo passou pela Secretaria Municipal de Educação e já foi para Secretaria [estadual] das Cidades e também saiu. Aí quando sai fica falando dos outros. Vamos aprender, gente, a se controlar e parar de falar o que não é capaz de fazer.

O PT sempre se destacou pelo sentimento de grupo. Ao mesmo tempo em que a sigla se divide em debates internos, com suas correntes, na hora de se defender de ameaças externas, o conjunto prevalecia. Mesmo agora, com o partido alquebrado por denúncias de corrupção, todo petista ainda defende (ou pelo menos preserva) a figura de Lula, por se tratar de um símbolo de unidade que ainda lhes resta.

Talvez Camilo, tido como cidista, não seja visto internamente como um petista legítimo. Ou então a relação de dependência com a família Ferreira Gomes tenha se intensificado tanto nesse momento de crise, que o partido se sinta constrangido de para reagir. Aliás, no sábado, lá estava Cid ao lado de Camilo, mostrando que está tudo em ordem, na velha tática do bate e assopra.

De resto, é sintomático que venha a ser Luizianne, rompida com Cid e adversária de Roberto Cláudio (PDT), prefeito de Fortaleza que não poupa críticas à Luizianne e aliado de Camilo, a única liderança partidária que venha a público defender a gestão estadual. Algo está fora da ordem.

Publicidade aqui

Luizianne rebate críticas de Ivo Gomes à gestão Camilo: “Por que o Ciro não resolveu?”

Por Wanfil em Política

26 de outubro de 2015

A deputada federal Luizianne Lins, ex-prefeita de Fortaleza, falou em entrevista concedida à rádio Tribuna Band News FM (101.7) sobre as críticas feitas pelo deputado estadual Ivo Gomes, do Pros, na última quinta-feira (22), sobre a situação do Hospital Regional de Quixeramobim: “Eu não engulo a desculpa de que o governo não tem dinheiro para o custeio. Tem que se virar! Porque tem dinheiro sim! Eu sei que tem”.

No sábado, durante evento na região do Cariri, o governador, claro, não quis polemizar e disse não comentaria o caso. Até o momento, passados quatro dias, o próprio PT fez ouvidos moucos ao carão de Ivo, silêncio agora quebrado por Luizianne (grifos meus):

A pergunta é: se tem dinheiro para saúde, por que Ciro Gomes, irmão mais velho de Ivo Gomes, (…) quando foi secretário da Saúde não resolveu o problema? (…) É muito bom você jogar nas costas do outros. O deputado Ivo Gomes detonava a gestão da educação pública em Fortaleza, foi secretário municipal [da Educação], entrou calado e saiu mudo! (…) Pra mim ele não tem legitimidade para falar, nunca resolveram problema de nada, adoram falar e saem dos cargos. O Ivo passou pela Secretaria Municipal de Educação e já foi para Secretaria [estadual] das Cidades e também saiu. Aí quando sai fica falando dos outros. Vamos aprender, gente, a se controlar e parar de falar o que não é capaz de fazer.

O PT sempre se destacou pelo sentimento de grupo. Ao mesmo tempo em que a sigla se divide em debates internos, com suas correntes, na hora de se defender de ameaças externas, o conjunto prevalecia. Mesmo agora, com o partido alquebrado por denúncias de corrupção, todo petista ainda defende (ou pelo menos preserva) a figura de Lula, por se tratar de um símbolo de unidade que ainda lhes resta.

Talvez Camilo, tido como cidista, não seja visto internamente como um petista legítimo. Ou então a relação de dependência com a família Ferreira Gomes tenha se intensificado tanto nesse momento de crise, que o partido se sinta constrangido de para reagir. Aliás, no sábado, lá estava Cid ao lado de Camilo, mostrando que está tudo em ordem, na velha tática do bate e assopra.

De resto, é sintomático que venha a ser Luizianne, rompida com Cid e adversária de Roberto Cláudio (PDT), prefeito de Fortaleza que não poupa críticas à Luizianne e aliado de Camilo, a única liderança partidária que venha a público defender a gestão estadual. Algo está fora da ordem.