Começam as eleições! Apesar das novas regras, será mais do mesmo - Blog do Wanfil 
Publicidade

Blog do Wanfil

por Wanderley Filho

Começam as eleições! Apesar das novas regras, será mais do mesmo

Por Wanfil em Eleições 2016

16 de agosto de 2016

Está aberta, a partir de hoje, a temporada de caça aos votos deste ano. Estão liberados comícios, carreatas, caminhadas, distribuição de material gráfico e os famigerados carros de som. É permitido aos candidatos pedir votos pela internet. Já a propaganda eleitoral “gratuita” de rádio e televisão começará apenas no próximo dia 26.

As grandes novidades destas eleições, definidas pela minirreforma eleitoral aprovada no ano passado, são a proibição para doação de empresas e a redução do tempo total de campanha de 90 para 45 dias. Os programas de rádio e TV também foram diminuídos: de 30 para 10 minutos, com 70 minutos diários para as inserções de 30 ou de 60 segundos (60% reservados para candidatos a prefeito, e 40% para vereadores).

São mudanças na forma. Em relação ao financiamento, as limitações impostas deverão ser contornadas pelo uso do caixa 2. Quanto ao conteúdo propriamente dito, mudanças de ocasião deverão ser percebidas, como o sumiço da imagem da presidente afastada Dilma Rousseff nas campanhas de seus aliados. De resto, teremos mais do mesmo: as mesmas promessas, as mesmas brigas, as mesmas frases, as mesmas desculpas, as mesmas músicas, os mesmos santinhos, tudo na esperança de que o eleitor, apesar da crise econômica, política e moral que levou o país ao buraco, seja o mesmo de sempre.

Publicidade aqui

Começam as eleições! Apesar das novas regras, será mais do mesmo

Por Wanfil em Eleições 2016

16 de agosto de 2016

Está aberta, a partir de hoje, a temporada de caça aos votos deste ano. Estão liberados comícios, carreatas, caminhadas, distribuição de material gráfico e os famigerados carros de som. É permitido aos candidatos pedir votos pela internet. Já a propaganda eleitoral “gratuita” de rádio e televisão começará apenas no próximo dia 26.

As grandes novidades destas eleições, definidas pela minirreforma eleitoral aprovada no ano passado, são a proibição para doação de empresas e a redução do tempo total de campanha de 90 para 45 dias. Os programas de rádio e TV também foram diminuídos: de 30 para 10 minutos, com 70 minutos diários para as inserções de 30 ou de 60 segundos (60% reservados para candidatos a prefeito, e 40% para vereadores).

São mudanças na forma. Em relação ao financiamento, as limitações impostas deverão ser contornadas pelo uso do caixa 2. Quanto ao conteúdo propriamente dito, mudanças de ocasião deverão ser percebidas, como o sumiço da imagem da presidente afastada Dilma Rousseff nas campanhas de seus aliados. De resto, teremos mais do mesmo: as mesmas promessas, as mesmas brigas, as mesmas frases, as mesmas desculpas, as mesmas músicas, os mesmos santinhos, tudo na esperança de que o eleitor, apesar da crise econômica, política e moral que levou o país ao buraco, seja o mesmo de sempre.